quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Um filme antigo


Voei num tempo em que o teu sorriso vaidoso dançava nos poros abertos do meu sentir. Memórias amareladas que recusei apagar e que em mim habitam, como partículas do meu ser… átomos que não se separam e que de negro se vestiram!
Como num filme antigo... revivido em que as legendas se ausentaram, personagens em silêncio movimentam-se ao ritmo de um enredo previamente delineado. Jorra poesia de um alma martirizada...escorrem rimas pelos dedos ansiosos.
Quis depositar uma papoila vermelha, mas nos filmes antigos o vermelho era proibido seria pela paixão que a cor fazia explodir!?! Importante era que tudo fosse igual ao que tinha sido.
Assim o mundo não se virava de pernas para o ar, assim o mundo podia rolar indiferente…sem vida.
..e de um sépia tingido de tempo em teias de aranha zangou-se com aquele sentimento que devia estar moribundo de esperança. Ralhou-lhe com palavras arcaicas que só os dicionários revestidos de poeiras insensíveis ainda arquivavam e não entendeu porque as suas palavras eram outras e falavam de uma ausência dorida.
Lembrou-se quando a mão desceu pelo colar colado à sua pele num toque que outro toque lembrava. As carícias eram sussurros que a sua voz trazia até si. Não queria que a saudade entrasse no seu peito. Admiti-la era reconhecer que o relógio da ansiedade tinha parado de bater...e isso ela não queria, precisava de se sentir viva nas memórias que transportava e, por isso abafava o esquecimento com as mantas de Inverno e galopava no seu dorso para que ele não vencesse.
Era um filme antigo com desbotadas cores de Outono, mas no silêncio daquele quarto permaneciam as mãos que teimavam em afagar as suas...e uma papoila vermelha venceu a resistência e teimou em florescer antes que o final se fizesse em ausência de cor!

256 comentários:

1 – 200 de 256   Mais recente›   Mais recente»
Amaral disse...

Carla
Adorei este texto "a preto & branco". Muito bem escrito e bem ilustrado.
Bjo

jo ra tone disse...

Carla,
Um filme antigo com bela história poético-sentimental e um final muito feliz, muito colorido.
Muito bem
Beijinho

Amaral disse...

Ainda que um filme antigo, a preto e branco, é um filme sensível e quente.
São memórias revividas sem legendas, tingidas levemente pelo tempo mas memórias sentidas e saudosas.
O relógio da ansiedade e os dicionários poeirentos já se tornam imortais neste filme de Outono...

Marta disse...

Há sempre filmes antigos....
Por vezes, não os devemos colorir...
Reduz o desejo e o vermelho que nos aparece por entre o preto e branco é apenas isso - vermelho..
Lindo..
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

mateo disse...

... a mão desceu pelo colar..., subiu e contornou dunas e, feita rio, afogava-se no mar... pela foz.
A papoila foi a bóia!
Bjs.

Rafeiro Perfumado disse...

Com os gestos que retratas, não havia filme mudo que aguentasse, o som do coração seria audível em qualquer lado...

Beijo!

Peter Pan disse...

Para quê palavras...?
Um texto em prosa/poética fascinante.
As palavras são repletas de beleza...
Alguém faria melhor...?
Não! Não descortino.
Beijinhos
Com admiração pela sua sensibilidade linda e pura

pena/peter pan

Roderick disse...

Que nem um filme de Spielberg!!!
Beijocas

sérgio figueiredo disse...

Será saudade?
Será desejo?
Será dor?

As tuas palavras são magníficas e ternas na leitura. Ávida de Amor sentido e perdido...ou não?

Muito bem escrito e proporcionando uma leitura em pensamento e dedicação.

beijinho

Fatyly disse...

Filme antigo que não se apaga da memória...mas que teimosamente tentamos até conseguir dar cor ao afago, ao inverso sentido dos "sentires", à papoila rubra e nesse caminhar (im)perfeito tudo pode ser alterado...e é alterado porque nada é igual ao Filme antigo.

Lindissimo, profundo e tocante e a foto está a condizer.

Beijos e nunca deixes de escrever.

Angie disse...

bem... o teu blog está demais... adoro o que escreves.
Continua =)

Beijinhos

Rei da Lã disse...

Um vazio bem preenchido...

;)

wind disse...

Belo!
Beijos

Paula Raposo disse...

Muito belo o que escreveste! Cheio de sensações. Gostei muito. Beijos.

Valter Poeta disse...

Lindo! Carla, desejo-lhe sucesso sempre, é muito bom lhe visitar e ler textos repletos de muita sensibilidade, bjs

P.B. disse...

Sempre que cá venho fico maravilhada com as suas palavras, tanto que as minhas faltam ao querer comentar os seus textos... só para dizer que gostei muito. Fica também um beijinho

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

"Vermelhos são seus beijos... Que meigos são seus olhos"... O pôr do Sol invade o chão do apartamento.
Beijos e borboleteios

Pratas disse...

Humm que delícia de texto! Bjinhos

Fragmentos.Betty Martins disse...

.________querida Carla



palavras




que vagueiam



.o "mundo" dos sentires

...

._____um lindo texto








beijO______ternO

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA CARLA, BELÍSSIMO TEXTO/POÉTICO... AS TUAS MARAVILHOSAS PALAVRAS, ATÉ QUE NOS COLOCAM QUASE A CHORAR, COM LÁGRIMAS DE SAUDADE... LÁGRIMAS QUE AFAGAM O CORAÇÃO...
LÁGRIMAS DE QUEM PODE MAS NÃO QUER...
ASSIM A CORRENTE DA VIDA, POR MAIS VOLTAS QUE SE DÊ, ESTÁ SEMPRE FLÚINDO EM CADA UM DE NÓS...
COMO A ÁGUA QUE NUTRE O SOLO, POR VESES A ÁGUA É ESCURA...
OUTRA A SUA CLARIDADE É COMO AS PROFUNDEZAS DA PRÓPRIA ALMA...
LÍMPIDA E PURA...
ABENÇOADA SEJAS CARLA... QUE A TUA MÚSICA TOQUE SEMPRE O MEU CORAÇÃO, UM ABRAÇO,
FERNANDINHA

AjB disse...

..porra cachopa , o que tu escreves e como o escreves "blow my mind" !!!

obrigado pela visita, e boa continuação...

hasta

Princesa disse...

Lindo, muito emotivo!

Beijo

Gilbamar disse...

Como uma catarse. Li de um só fôlego. Belo e instigante.

Fraterno abraço do amigo Gilbamar.

LOURO disse...

Querida Amiga Carla!

Acredito, que exite algo chamado destino, mas também acredito no livre arbitrio.
O que destingue as pessoas é o equilibrio que alcançam nesta contradição...

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Menina do Rio disse...

São memórias de gestos guardados que revemos, apesar da saudade...

Um beijo pra ti, Carla

Eduardo Aleixo disse...

Só a resistência ao novo gesto da ternura; só o medo de se perder o suporte do passado - que já não vive: é apenas ilusão, sombra; só o desconhecimento de que só há o presente, aquele ponto sem tempo, o agora, onde o tempo convencional se cruza com o sem tempo da eternidade; só o medo - sim, medo à abertura ao mundo, à vida, ao ar que circula, à respiração, explica o fechamento para as rosas, para as papoilas, num infortúnio que se prolonga e que pode levar anos, até que a morte nos surpreende já mortos. Muitos são os momentos em que a papoila se mostra e se abre. São esses os momentos em que o filme mudo passa a sonoro, as figuras sombreadas se transformam em pessoas com coração, o olhar passa a ver a beleza onde antes só nuvens cinzentas havia. Que bom o poema ter vencido essa batalha. Cresceu o poema. E tu? Ficas mais leve?
Beijos.
Eduardo

Eudemim disse...

Lindas as tuas palavras que me deixaram emocionada...talvez por reflectirem aqui e ali uma vivencia minha.

Obrigada pela passagem no pano.

Bjs do Sul para Norte

Luiz Caio disse...

Oi Carla! Como vai?

Os filmes antigos eram produzidos em preto e branco. Mas os amores sempre foram coloridos,assim como suas lembranças!

TENHA UMA LINDA TARDE!
BEIJOS.

ronaldo franco ( RF) disse...

Belíssimo blog.

Ronaldo Franco

Daniel Costa disse...

Carla

O amor é como um filme antigo, daqueles que fica sempre sempre na memória, quer seja da cor vermelha azul, ou outra qualquer. Desde que não saia negro, o que não é o caso da prosa que escreveste, que li e reli com agrad.

Beijinho
Daniel

Pierrot disse...

De repente parei na imagem de um campo amarelo com uma papoila perdida algures no meio desse campo.
Gostei, gosto sempre de ca vir.
Bjos daqui
Pierrot

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla...Espectacular....
Beijos

vaandando disse...

Vermelho de papoila , frágil, vermelho de paixão ...
Pode até dizer-se que há coisas encarnadas , cor de carne , mas do sangue só se poderá dizer vermelho...
Vermelhas estão as palvras em desalinho, as que já foram trança amarela de muro primaveril ...
beijo
________ JRMARTO

mfc disse...

Um texto lindo onde a nostalgia nos faz sorrir aqui e ali, mas também nos faz trincar o lábio por uma recordação que devia ter desaparecido...
Mas a nossa memória é assim.
Sente-se que escreves com a memória e com o sentimento.

gaivota disse...

tens aqui um texto muito bonito!
quando o vermelho era cor proibida, as papoilas vestiam-se de outras cores...
era assim antigamente!
e hoje??? de que cor se vestem as papoilas???
coisas de 7ª arte...
beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
filmes amarelados,
desbotados,
onde o vermelho
era proibido,
e papoilas saltitantes
só cantadas,
por Luís Piçarra,
no Hino do Benfica,
,
conchinhas cinéfilas,
,
*

manzas disse...

A noite adormecia na madrugada
Onde o silêncio sonegava a neblina…
Os charcos se agasalhavam na manta geada
Onde se espelhava a tua imagem cristalina
( poema, chamar por ti )

Tem um selo feito por mim
Para si, no meu blog…
Um resto de uma boa semana
Materializada em harmonia
Com muita alegria

O eterno abraço…

-MANZAS-

Simples Assim... disse...

"Inportante é que tudo fosse igual ao que tinha sido."

Confesso que meus olhos teimaram em percorrer seu texto até a última palavra, mas minha atenção se prendeu a esta frase, se deixou ali, a vaguear entre o "importante" e o "que tinha sido". Início e fim de uma frase que me levaram a devaneios sem fim.

Quantas e quantas vezes tudo parece igual, a mesma estória, com os mesmos personagens, cenário, mas há algo que não parece fazer sentido. É o tempo. Apesar de tudo parecer igual, algo nunca permanece parado, esperando que voltemos à cena. O tempo. Ele está sempre passando, fazendo com que cada momento seja único. Então, só temos duas opções, ou absorvemos de cada momento tudo que ele pode nos proporcionar ou deixamos pra fazê-lo no momento seguinte. Momento este que pode contar com as mesmas pessoas, no mesmo lugar, em situação aparentemente igual àquela que já passou, mas é só aparência. A situação é outra, o tempo é outro, e o momento é único e pode ser o último. Por isso, aproveitemos !!!

P.S.: Lindo o texto.

Tecnenfermaginando disse...

lindo poema de luz e sabedoria infinitos!
:)

R.Vinicius disse...

A saudade chega em forma de poema, pois tuas palavras assim o são. Tão belas. Carla, gostei muito de lê-la.

Abraço,

R.Vinicius

Nuno Medon disse...

Olá! Sim, apesar de a minha vida não ser como eu quero ( ainda ), devo dizer que nesta altura, estou mais tranquilo e a não bater sempre nas " mesmas teclas "...não adianta pensar muito no passado, interessa o presente e o futuro. Adoro o novo visual do teu espaço...até parece que conheço essas mãos. Não conheço, mas fazem-me lembrar uma pessoa que conheci, ainda que por breves momentos. E por falar em Papoilas, flores no geral...as flores estão associadas, ao amor, á paz, união, como os cravos de Rosa, no 25 de Abril. Estas palavras referem-se á frase que escreveste : " a papoila vermelha venceu a resistência...".! E tu estás bem? Um beijo grande para ti e um abraço. Um bom Carnaval e sê feliz no Amor! beijos Carla!

Flavio Ferrari disse...

Que texto lindo ... Adorei !

Osvaldo disse...

Olá Carla;
Como sempre gostei destes seu belos poemas em desalinho,... mas no lugar de papoilas vermelhas, não me arrumaria por aí umas papoilas verdes, verdes, verdinhas ?!... mesmo em desalinho?.
bjs
Osvaldo

manzas disse...

A noite adormecia na madrugada
Onde o silêncio sonegava a neblina…
Os charcos se agasalhavam na manta geada
Onde se espelhava a tua imagem cristalina
( poema, chamar por ti )

Tem um selo feito por mim
Para si, no meu blog…
Um resto de uma boa semana
Materializada em harmonia
Com muita alegria
E claro um bom CARNAVAL
Cheio de muita folia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Celamar Maione disse...

Que poder tem o pensamento, não é ?
Através dele podemos voar a tempos distantes e relembrar momentos importantes. Assim, " Como num filme antigo".
É angustiante ver um amor morrer....mas é preciso seguir com o baú das nossas memórias.
Grande beijo !

Max Psycho disse...

o texto é supre interessante, pena que fala de uma coisa que eu não curto, amor, eu odeio o amor, mas tenho que dar os parabéns pelo seu texto, foi uma bela analogia com um filme antigo, bjus e obrigado pela visita

By myself disse...

Um filme antigo, num sépia que ganha côr. Um óptimo reviver.

Um beijo

Vieira Calado disse...

Desejo-lhe uma boa quadra carnavalesca.


Bjs

paula barros disse...

Lembranças, luta entre a razão e a emoção.

Gosto muito da sua forma de expressão.

abraços

Afonso disse...

Adorei, especialmente o final.
Beijinho*

Cláudia Pinho disse...

temos filmes antigos a mais na nossa vida...
beijo

SAM disse...

Carla!

Belíssimo o layout do blog! Esta foto no cabeçalho está maravilhosa....E seu texto, sublime. Seu bom gosto é admirável, amiga! Parabéns!


Grande beijo!

Luís Maia disse...

lembrei de lhe endereçar um convite que me fizeram e que achei engraçado, mais passa tempo que outra coisa e que tem o aliciante de desafiar quem nos lê a ver se nos conhece um bocadinho

tossan disse...

Palavras super alinhadas num belo texto que levo para casa. Beijo

A terra gira
e nem tudo muda,
pus-me a cantarolar
e sob a fantasia na vereda...
Era magia e emoção.
Brinquei, dancei,
e esbanjei energia.
Mas não tenho saudade...
Era carnaval!
*tossan

nosso blog
http://amigosnablogosfera.blogspot.com

Saara Senna disse...

" Liberta-te....
e corre em demanda da felicidade.
Deixa-te encantar pelo mar,
as aves e as flores...
e vê como todos se vestiram de festa
por causa de ti."
Emmanuel Geibel

Beijo grande :)

Fragmentos Intemporais disse...

Carla... não me sinto de todo inspirada para grandes comentários... mas de qualquer maneira e mesmo de alma partida te entrego um beijo.

Obrigada pelas palavras, pela força, pelo carinho.

Beijos *

Táxi Pluvioso disse...

Os animais em high society. bfds

© Piedade Araújo Sol disse...

Carla

um belo texto em prosa poética, como já nos habituou.

fica um beij

DE-PROPOSITO disse...

'As carícias eram sussurros'
-------------
As carícias são sussurros, para quem as tiver. Para outros, carícias não passam de uma miragem, uma estrela distante.
Fica bem.
E a felicidade juntinho de ti.
Manuel

Aqewa Munina disse...

Gostei (=

Bgda pelo comentario.

Vou-te adicionar nos favoritos.

BeijinhO e Bom Carnaval. ;D

Aqewa Munina disse...

Adoro a maneira como escreves.

Continua assim.

BejinhOS.

Andreia do Flautim disse...

Bom fim-de-semana para ti!

Carla disse...

Amaral
Obrigada por teres sentido a magia do p/b
beijos

Carla disse...

Jo ra tone
cor para a vida, também preciso, não é?
beijos

Carla disse...

Amaral
são memórias para preservar e sentir, sempre que necessário
beijos

Carla disse...

Marta
...até porque o preto e branco tem uma magia muito especial
beijos

Carla disse...

Mateo
a papoila foi a bóia, mas por vezes apetece afundar num mar de sentires que nos levam pelas dunas até à Foz
beijos

Carla disse...

Rafeiro
...há barulhos pelos quais vale a pena quebrar o silêncio
beijos

Carla disse...

Peter Pan
creio que melhor muita gente faria, mas agradeço imenso a amabilidade com que sempre me brinda
beijos

Carla disse...

Roderick
...talvez tenha um pouco dele sim
beijos

Carla disse...

Sérgio F
Talvez um pouco de todas as interrogações que aqui deixaste
beijos

Carla disse...

Fatyly
e tens razão amiga, nem o sentir da mesma emoção é igual...os dias são sempre diferentes
beijos

Carla disse...

Angie
que bom que gostas
obrigada pela visita
beijos

Carla disse...

Rei da Lã
Esperemos que assim seja
beijos

Carla disse...

Wind
obrigada
beijos

Carla disse...

Paula Raposo
sensações que teimam em permanecer
beijos

Carla disse...

Valter Poeta
então sinta-se sempre à vontade para o fazer, a porta está aberta para todos os que por aqui passam
beijos

Carla disse...

P.B.
e são preciosas as palavras que aqui deixas
beijos´

Carla disse...

Brunella
os beijos são vermelhos, certamente
beijos

Carla disse...

Pratas
obrigada
beijos

Carla disse...

Betty
palavras sentidas
beijos

Carla disse...

Fernanda
...palavras de quem pode, mas não quer!
com isto disseste tudo amiga
beijos

Carla disse...

AjB
escrevo apenas...que bom que gostas
beijos

Carla disse...

Princesa
emoções em partilha
beijos

Carla disse...

Gilbamar
que tenha sido um fôlego agradável
beijos

Carla disse...

Louro
esse equilíbrio que todos ambicionam e tão difícil de alcançar
beijos

Carla disse...

Menina do Rio
sim, apesar da saudade
beijos

Carla disse...

Eduardo
o medo paralisa e deixa-nos mortos, antes da morte chegar...como são sábias e certas as tuas palavras!
Perguntas se estou mais leve? Não sei, talvez ainda com o peso do não vivido
beijos

Carla disse...

Eu de mim
...vivências que são partes de nós
beijos

Carla disse...

Luis Caio
mas por vezes marcam-se de tons menos coloridos
beijos

Carla disse...

RF
obrigada pela visita e pelas palavras
beijos

Carla disse...

Daniel Costa
porque negro dizem ser a ausência de cor... obrigada
beijos

Carla disse...

Pierrot
campos de flores silvestres amarelas...uma das minhas paisagens preferidas
volta sempre então
beijos

Carla disse...

Chana
obrigada
beijos

Carla disse...

Vaandando
engraçado que apesar de dizerem que é a mesma coisa para mim o vermelho e o encarnado têm tonalidades diferentes...claro que gosto mais do vermelho. E a trança amarela a lembrar o trigo seco no Verão estará sempre presente
beijos

Carla disse...

mfc
Memória e sentimento são duas partes de nós mesmos
beijos

Carla disse...

Gaivota
para mim vestem-se de vermelho, mesmo quando é vermelho proibido
beijos

Carla disse...

poetaeusou
ah grande Benfica de então...vermelho. claro
beijos

Carla disse...

Manzas
lindas palavras
beijos

Carla disse...

Simples Assim
O tempo é outro...verdade plena! E se deixamos passar o momento daquele tempo que vivemos nunca mais teremos outro igual...e isso magoa
beijos

Carla disse...

Tecnenfermaginando
a luz é essencial
beijos

Carla disse...

NUno
tens razão devemos viver o presente. Estou sim obrigada
beijos e bom Carnaval para ti

Carla disse...

Flávio
obrigada
beijos

Carla disse...

Osvaldo
eheheheh isso cheira-me a preferência clubística, pois e aí estamos mal que até aí adoro vermelho, mas pela tua simpatia pode ser que arranje uns fetos bem verdinhos
beijos

Carla disse...

Manzas
um bom Carnaval para ti também
beijos

Carla disse...

Celamar
até porque esse baú das nossas memórias é parte integrante de nós
beijos

Carla disse...

Max Psycho
...há quem prefira deixar o amor adormecido, acredito que haja razões para isso
beijos

Carla disse...

By Myself
...um sépia a florir!
beijos

Carla disse...

Vieira Calado
obrigada e retribuo os desejos
beijos

Carla disse...

Paula Barros
uma luta constante na vida de todos nós
beijos

Carla disse...

Afonso
obrigada
beijos

Carla disse...

Claudia Pinho
se calhar até temos, mas alguns é bom que aí permaneçam
beijos

Carla disse...

SAM
que bom que gostaste, obrigada pela tua simpatia
beijos

Carla disse...

Luis Maia
passo já pelo teu blog para ver, obrigada
beijos

Carla disse...

Tossan
obrigada...e bom Carnaval
beijos

Carla disse...

Saara
lindas palavras
beijos

Carla disse...

Fragmentos
..."de alma partida", como isso dói, não é?
muito obrigada pelo beijo mesmo com a dor
beijos para ti

Carla disse...

Taxi
vou ver
beijos e bom fds

Carla disse...

Piedade
que bom que gostaste
beijos

Carla disse...

De-Propósito
mesmo quem as não tem sente saudades dela e aí...são sussurros lembrados
beijos

Carla disse...

Aqewa
obrigada pela distinção
beijos

Carla disse...

Aqewa
que bom
volta sempre
beijos

Carla disse...

Andreia
obrigada e igualmente
beijos

Carla disse...

R.Vinicius disse...
A saudade chega em forma de poema, assim é. Obrigada pela simpática visita e desculpa o comentário só aparecer aqui, pois ficou-me bloqueado
beijos

Val Du disse...

Que belo texto. Que bela história.

Beijos.

pin gente disse...

por vezes a vida é um filme a preto e branco, com paragens, quebras de fita, buracos negros...

gostei de te ler
um beijo, carla

neide disse...

Carla, querida,
Passando para lhe desejar um feliz final de semana e que tenhas um carnaval maravilhoso e se não brincar, um ótimo descanso.

Bjss linda.

Carla disse...

Val Du
obrigada
beijos

Carla disse...

Pin Gente
por vezes é assim a vida...temos é de aprender a semear flores nesses buracos negros
beijos

Tatiana disse...

Carla...é maravilhoso estar aqui!
Estou viajando hoje para aproveitar o feriado de carnaval.
Espero que você aproveite bastante!!!
Quando retornar venho lhe visitar!
Um beijo carinhoso

Carla disse...

Neide
obrigada e um bom fds e uma bela quadra natalícia para ti também
beijos

Carla disse...

Tatiana
então um bom Carnaval e volta sempre que quiseres
beijos

Eu sei que vou te amar disse...

Carla um enredo delicioso, tal um filme a preto e branco que nos deixa a sonhar com momentos a dois!
Maravilhoso!!
Beijo doce

lobices disse...

...um belo texto

Mário Margaride disse...

Simplesmente notável, este texto!

Gostei muito deste "filme antigo a preto e branco".

Beijinhos e um bom fim de semana!

Mário

Lmatta disse...

gostei do teu texto
bela foto
beijos

Justine disse...

Gostei muito deste filme antigo, pintado a sépia e nostalgia!
Bom fds:))

Agulheta disse...

Carla! Mesmo em filme antigo e a preto e branco? o achei sensual em palavras.
Beijinho bfs e carnaval

ลndreia disse...

Que texto lindo! *

Mikas disse...

Senti-me aí, nesses pedaços de palavras...

J. Raimundo disse...

Olá!
obrigado pelo comentário!

gostei do texto e claro da imagem! ;)


beijo*

Carlos Rebola disse...

É linda a imagem da papoila vermelha que floresce no quase cinzento naquele antigo filme de carícias quase coloridas de memórias.

Beijos
Carlos Rebola

entremares disse...

Finalmente... uma contadora de histórias... a preto e branco.

Obrigado.

Sininho disse...

:) Terminei de ler quase com as lágrimas nos olhos...uma vez que fizeste me viver cada palavra...como num filme antigo ..embora o vermelho ainda esteja vivo ..jinhos

Opuntia disse...

Gostei do texto. Bem colorido!

Bjos

C Valente disse...

Bom texto
Saudações amigas e bom fim de semana

Paulo T Pires disse...

da ausência, podem nascer sempre coisas novas...

Duarte disse...

Gostei muito como expressas um sentir sentindo-o...

Falaste de papoilas vermelhas algo no que inspirei há muito e que aqui deixo agora.

Papoilas

Papoilas vermelhas
Entre verdes trigais
Corados por sol de estio,
Ventos ondulantes
Que atiçam...
Inchando velas
De campos silvestres;
Lenços que cobrem a seara;
Chapéus até às orelhas;
Pinheiros de copa baixa,
Poucas casas, menos gente;
Fumarada, chão ardente.

Abraço-Te

Bill Stein Husenbar disse...

Excelente Carnaval repleto de animação, aromas, cor e muita festa.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Sindarin disse...

Maravilhoso texto minha amiga. Eu ando um pouco sensível e choro facilmente e claro...chorei. Amiga! estou um pouco impossibilitada de estar ao pc, como sabes, mas agradeço a tua amizade e peço desculpa se não vier tantas vezes como gostaria um grande beijinho. Bfsemana!

em azul disse...

Gostei das palavras, perfeitamente desalinhadas.
Gostei da cor e deixo uma flor.
em azul

Philip Rangel disse...

UYma bela historia para qm qr resgatar o passado e revi vela...

bjaoo

secrets in me disse...

Um texto muito bem escrito...parabens!

beijinhos secretos

Jorge Vieira Cardoso disse...

faz bem o passado quando de permeio há missivas de felicidade!
excelente!

beijo terno...

rouxinol de Bernardim disse...

A mestria pura, numa simbiose de elegância literária e de sensualidade reprimida, que deixa transparecer uma alma apaixonada e apaixomnante!

utopia das palavras disse...

É sempre uma emoção, quanto te leio, como num filme antigo!

Magnífico texto,Carla!

"...e uma papoila vermelha venceu a resistência e teimou em florir..."

Belo!!!!

Beijinho

Sunshine disse...

Adorei este filme a preto e branco onde a papoila vermelha sai triunfante!
Parabéns, muito atrasados, pelo aniversário do teu blogue: pelos textos, pelas palavras e pelo cuidado que tens em responder a quem te comenta.
Leio-te quase desde que abriste este espaço, sempre com muito prazer. Obrigada pelas palavras que partilhas conosco.
beijinhos com raios de sol

Espelho disse...

A preto e branco pintado de inúmeras cores.

Excelente...

Beijo

Gasolina disse...

A cor paixão a dramatizar ainda mais diálogos de olhares.

Ficam a legendagem para quem não sentir.
Aqui ouvem-se corações.


Um beijo

Paulo - Intemporal disse...

Sublime.

Belíssimo.

Fantástico Carla.

Os meus parabéns!

E deixo um beijo imenso.

Sempre,
____ p.

Nuno de Sousa disse...

Que filme maravilhoso, um filme que Jorra poesia vinda de ti... adorei aqui estar nesta sala perto de ti... foi maravilhoso amiga.
Bjs grandes e uma boa semana para ti,
Aré já :-)
Nuno

rosa dourada/ondina azul disse...

Bonito, este texto poético,
bem aromatizado e com belas nuances :)))


Beijinho,

Andreia disse...

O filme guarda sempre as melhores memórias!

Helena Paixão disse...

Poderia até ser um filme a preto e branco mas... da forma como o escreveste vêm à tona todas as cores do arco-iris!

Bjocas e tem uma semana maravilhosa.

Carla disse...

Eu sei que vou...
palavras em forma de sonho
beijos

Carla disse...

lobices
obrigada
beijos

Carla disse...

Mário Margaride
...filmes antigos que se arquivam na nossa memória
beijos

Carla disse...

Lmatta
obrigada e boa semana
beijos

Carla disse...

Justine
a nostalgia pinta-se em sépia
beijos

Carla disse...

Agulheta
mesmo que defina o antigo, o p/b é sempre belo
beijos

Carla disse...

Andreia
obrigada...boa semana
beijos

Carla disse...

Mikas
que as palavras continuem a prender a tua atenção
beijos

Carla disse...

J. Raimundo
não tens de agradecer...obrigada pelas palavras
beijos

Carla disse...

Carlos Rebola
Os filmes antigos são exactamente isso ...filmes antigos
Beijos

Carla disse...

Entremares
Primeiro quero agradecer pela visita e depois dizer que o p/b é sempre mágicos, pelo menos para mim
beijos

Carla disse...

Sininho
O vermelho tem dessas coisas...teima em sobressair. Que bom que sentiste as palavras!
beijos

Carla disse...

Opuntia
apesar de ser a p/b até se pode dizer que tem alguma cor
beijos

Carla disse...

C Valente
obrigada
beijos e boa semana

Carla disse...

Paulo T Pires
...creio que sim, senão a vida parava
beijos

Carla disse...

Duarte
que belas palavras aqui deixas...e só consigo falar de sentires...sentindo-os
beijos

Carla disse...

Bill
mesmo não gostando do Carnaval agradeço e retribuo
beijos

Carla disse...

Sindarin
já soube que estás com problemas de saúde, espero sinceramente que melhores rapidamente e vou aparecendo para saber como estás
beijos

Carla disse...

Em azul
em cor...ou na ausência dela
beijos

Carla disse...

Philip
...resgatá-lo ou enterrá-lo em harmonia
beijos

Carla disse...

Secrets in me
obrigada
beijos

Carla disse...

Jorge Vieira Cardoso
sim quando transporta missivas de felicidade é bom reviver o passado, mas se calhar não é saudável torná-lo presente
beijos

Carla disse...

Rouxinol de Bernardim
uma análise sintética e que tanto diz! Obrigada
beijos

Carla disse...

Utopia das palavras
e é sempre bom ter-te por aqui
beijos

Carla disse...

Sunshine
Obrigada pelos parabéns e gosto de responder a quem me comenta é uma forma de agradecimento por o terem feito
beijos

Carla disse...

Espelho
um p/b a despontar em forma de arco-íris
beijos

Carla disse...

Gasolina
drama de olhares...e sim as legendas são apenas para quem não consegue sentir
beijos

Carla disse...

Paulo
agradeço-te imenso as palavras, principalmente porque acho que tens com elas uma relação privilegiada
beijos

Carla disse...

Nuno de Sousa
obrigada pela companhia amigo nesta sala empoeirada para ver um filme a p/b
beijos

Carla disse...

Rosa dourada
obrigada pelos aromas que aqui captaste
beijos

Carla disse...

Andreia
Tentamos pelo menos que assim seja
beijos

Carla disse...

Helena Paixão
é a p/b, polvilhado aqui e ali por alguns tons de arco íris
beijos e boa semana para ti

Pena disse...

Oh, Linda Amiga:
Um texto que li com cuidado e atenção que é uma peça de ouro mágica, fabulosa.
Concebido com Arte pura. Sensatez nas ideias.
Fiquei com uma sensação de uma beleza e pureza imensas feitas para maravilhar.
Perfeito poema numa pessoa perfeita. VOCÊ!
Beijinhos de amizade que a estima e respeita.
Sempre a admirá-la e a considerá-la
O AMIGO

Pena

OBRIGADO pela sua imensa amizade.
Bem-Haja, amiga!

Maria disse...

Belo, mesmo.
Gostei do final, da força da papoila...

Beijo

Carla disse...

Pena
doces palavras que aquecem a alma
beijos

Carla disse...

Maria
a força ...em vermelho...da papoila
beijos

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 256   Mais recente› Mais recente»