segunda-feira, 16 de junho de 2008

Oferecer-te todos os sentimentos



Queria estender as mãos e partilhar
O azul deste extenso mar.
Guardar nos farrapos da memória
O teu olhar no meu rosto.
Ouvir as palavras gastas
Sussurrada pela enésima vez.

Queria ter asas sem penas para roubar
Este horizonte que percorres.
Ser multidão no teu peito
Oferecer-te todos os sentimentos!
Apenas nuvem sem forma, nem luz
Pedaços partidos de mim!

155 comentários:

Fatyly disse...

Caramba miúda deixas-me sem palavras...talvez porque me tenha identificado com elas.

Tocante, vibrante e de um sensibilidade inesgotável.

Quem oferece o que tem...jamais será obrigado a dar mais! Parabéns!

Como é tão bom dizer: um beijo poetisa de grande valor!

wind disse...

Belíssimo poema, talvez um dos teus melhores!
Beijos

mdsol disse...

Olá
Obg pela visita. Voltarei mais vezes
:))

Anónimo disse...

As minhas mãos extendidas aguardam pelas tuas... Não cries memória do que te é presente...olha para elas limpas e nuas...reve o meu rosto nesse adivinhar que não vê mas se sente.. ouve este grito calado de quem ama em versos de fado...voa nas minhas asas... e sê una no meu peito... pois todos os teus pedaços... jazem comigo no meu leito...
Beijos Nossos

meg disse...

Carla,
Queria eu saber escrever como o fazes, com tanto talento. Como sempre digo, escreve quem sabe, não quem quer.
Carla estou mesmo tentada a fazer-te um convite...
Se quiseres passar LÁ e VER...
Vou ver se tenho o teu mail.

Uma boa semana e um abraço

poetaeusou . . . disse...

*
pedaços de espumas
no azul do céu
em nuvens ao léu
vertendo nas fontes
luzindo horizontes
nas suaves brumas
,
conchinhas
,
*

Duarte disse...

Entre o céu e o mar... que bonito! E rematas, Portugal...fantástico!!! Podem-se dizer muitas coisas. mas não tão lindas.

Um caminho entre o céu e mar... até as nuvens parece que se separaram para que entre mais luz, para que se possa divisar melhor esse Portugal.

Prometo que recolherei,
um a um,
esses pedaços
da poeta que tu es.
Partilhar contigo,
entre o azul
desse céu que
tanto amas:
que também
é MEU.

Um grande abraço

Poeta Mauro Rocha disse...

Todos os sentidos foram sentidos neste poema sigelo e revelador, só vive a dor quem sente amor, só vive o amor quem sente dor.

Um abraço!!

MAURO ROCHA

Domingos Calafate disse...

Pedaços de Plagio!

Queria estender as mãos e partilhar o crepúsculo dos deuses.. derrotas matizadas de vazios.. estender a mão, pequena e virgem.. dedos esticados ao infinito.. queria ter asas sem penas para roubar o vento que nos foge.. subir à mais alta montanha e de lá cair com o mais estridente silêncio da indiferença..
Oferecer-te todos os sentimentos.. espalhados no pó e no vento.. Um grito que se desfez na dança suave dos pinheiros eternos… Pedaços partidos de mim!

Um beijo :)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vejo muita sensibilidade no seu poema, e...choro. Devido ao meu estado de saúde, de não poder sair da cama, tendo por único divertimento a blogosfera. Ontem fiz um post na intenção de uma amiga daqui e gostaria da sua apreciação. Se o julgar digno de comentário, ponha o seu. O mesmo vale para o post anterior, Stardust.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um abraço afetuoso,
Renata

Pedro Meneses disse...

queria um anjo...mas um anjo sem asas...para ajudá-lo a crescer...a ganhar asas...é o que há de mais belo..nascer sem asas e fazê-las crescer...

bjnhs...

boa semana

daniel disse...

Carla

Os versos apresentam substância. Não são nada desalinhados. Gostei sinceramente.

Daniel

Just me disse...

E eu quero tudo para mim,
sem partilhas
sem nada!

^^"

Pena disse...

Linda Amiga:
Um belo momento descrito de partilha e de consolidação doce e terna de sentimentos.
Uma pureza e beleza feita em versos lindos de encantar.
Tem uma veia poética intensa e poderosa.
OBRIGADO pela sua amizade que respeito imenso.
Sempre a admirá-la e a lê-la com admiração.
Beijinhos de forte estima perante um texto tão profundo, magnífico e belo.

Pena

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla, poema soberbo !
Beijo

Rocket disse...

começo a fazer colecção de todas as tuas imagens....são únicas!

jasmimdomeuquintal disse...

vim ver se já tinhas sol dentro de ti...
bjocas

Só Eu disse...

Carla
O mar inspira-nos.
Belissimo poema (mais um...)
Beijinhos

Kok disse...

Sem surpresas tenho que afirmar que os teus poemas são lindos, profundos, imensos...!
Também pela sensibilidade que iradiam.
Beijossssss

José Manuel Dias disse...

Posso considerar-me incluído ;-)

TINTA PERMANENTE disse...

Não sei se é acaso, mas prece e poema, aqui, parecem ter o mesmo sentido...

abraços!

minucha disse...

A Fatyly já disse tudo o que havia para dize...
sorriso

ia repetir

beijinho

Vertigo disse...

Forte!

Dedicado a alguém?

;)

Ni disse...

Queria que fosses o que queres para saber que eras feliz tal como querias.
Mas vejo nestas palavras sentidas o sentido da felicidade.

Sê...

SAM disse...

Lindo, delicado e apaixonado esses versos, Carla. Uma verdadeira doação de sentimentos.

Obrigada pela visita. Amei! Lindo blog o teu.


Beijos

Maria disse...

Que bonito, Carla....
Gostava de conseguir escrever um poema assim...
... em pedaços partidos de mim...

Um beijo

anjo disse...

Está lindo este poema , qd amamos alguém oferecemos td o que somos e td o que sentimos , um forte abraço beijinhos doces .Anjo

Carlos disse...

Olá CArla,
Em poucas palavras consegues dizer muito...os sentimentos são um mar extenso na eterna procura, no horizonte do amor....

como sabes tenho vindo a ler-te,
acho este é um dos mais belos, perdoa a ousadia...

bj

Só Eu disse...

Estende as mãos e partilha este mar, profundo, extenso de tão azul.
Muito bonito o teu poema.
Já navegamos juntos no mesmo mar...
Beijinhos com muita ternura

Carla disse...

Fatyly
que bom que as minhas palavras te fizeram sentir
e para poetisa ainda me falta tudo, para já gosto de brincar com as palavras amiga
beijos de obrigada

Carla disse...

wind
...talvez um dos mais sentidos, sim
beijos amiga

Carla disse...

mdsol
agradeço-te a visista e volta sempre que quiseres
beijos de boas vindas

Carla disse...

unir todos os pedaços em que uma pessoa se transforma ao longo dos tempos não é tarefa fácil... mas amar em versos de fado parece-me um convite tentador

beijos em desalinho

Carla disse...

Meg
obrigada pelas tua spalavras de incentivo...já tens o meu mail, por isso quando quiseres está à vontade
beijos amiga

Carla disse...

poetaeusou
ser pedaços de espuma é verdadeiramente aliciante
beijos

Carla disse...

Duarte
recolher os pedaços e lançá-los ao azul do céu...sim, parece-me a solução perfeita
beijos de obrigada

Carla disse...

poeta Mauro Rocha
talvez por isso a rima seja tão perfeita entre amor e dor...mas ue vença o primeiro e nos preencha os sentidos!
beijos

Carla disse...

Domingos
que todos os plágios sejam feitos com a beleza do teu...já te disse que é um crime teres o teu blog desactivado, não já?
Sentes as palavras de uma forma muito viva...obrigada por partilhares
beijos amigos

Carla disse...

Renata
obrigada pelos sentimentos...rápidas melhoras
beijos

Carla disse...

pedro meneses
...é sim, mas os anjos sem asas, não são anjos, ou pelo menos são mais humanos...o que os torna mais apetecíveis
beijos

Carla disse...

Daniel
...desalinhos há sempre, mas afinal quem consegue viver eternamente sem eles?
beijos e obrigada

Carla disse...

Just me
...fazes bem...há coisas em que deve ser tudo ou nada
beijos

Carla disse...

Pena
sempre bom encontrar as tuas palavras por aqui
beijos sinceros

Carla disse...

Chana
ainda bem que gostaste
beijos

Carla disse...

Rocket
...ufaaaaa deixa-me agradecer-te
beijos desalinhados

Carla disse...

jasmimdomeuquintal
...sim hoje o sol nasceu em mim
beijos amiga

Carla disse...

Só eu
...a mim inspira-me, traquiliza-me, revitaliza-me...quase diria que viver sem ele seria um suplício!
beijos e obrigada pela tua presença

Carla disse...

KOK
pronto...corei. Obrigada eu pela tua sensibilidade e pelo sentido de humor que ofereces
beijos

Carla disse...

José Manuel Dias
claro que sim
beijos

Carla disse...

tinta permanente
...provavelmente até tem
beijos

Carla disse...

Minucha
amiga a Fatyly tem a capacidade de dizer tantas coisas em tão bela spalavras
beijos

Carla disse...

Vertigo
quando alguém nos preenche de tal forma que os dias andam devagar quando não está presente e fogem de nós com a rapidez de um relâmpago quando essa pessoa está connosco...então as palavras são sempre poucas para falar desse sentimento
beijos amiga

Carla disse...

Ni
...tem vários sentidos s felicidade , por vezes escolhemos um que nos permite SER
beijos e obrigada pela visita

Carla disse...

Sam
obrigada eu pelas vezes que já passaste por aqui
beijos de boa semana

Carla disse...

Maria
obrigada e que os pedaços fiquem partidos enquanto nao houver quem consiga completar o puzzle, porque nesse dia, os sentimentos falam mais alto
beijos amiga

Carla disse...

Anjo
sim o amor verdadeiro permite uma entrega total, mas nem sempre se encontra esse amor
beijos

Carla disse...

Carlos
talvez por gostar das palavras
...obrigada pela tua leitura e volta sempre, não é ousadia nenhuma é com prazer que te recebo nos "desalinhos"
beijos

Carla disse...

Só eu
...adoro partilhar o amor pelo mar
beijos

São disse...

Gosto do poema e acho a foto muito bonita.
Feliz semana.

Carla disse...

São
obrigada
boa semana para ti também

fotógrafa disse...

Sempre belo,passar por aqui...
obrigada pela visita
abraço

Carla disse...

fotógrafa
sempre bom ter-te por aqui
beijos e volta sempre

Vieira Calado disse...

Obrigado pela visita e palavras deixadas no meu blog.
Bjs

Nuno disse...

olá! Obrigado pelo comentário! O Azul do Mar só sabe bem ser partilhado com uma companhia especial. Ás vezes também vou á praia sozinho, apreciar o mar mas acompanhado é bem melhor. beijos e uma boa semana!

disse...

Crala...
Sair e de repente ao voltar poder te ler com tanta intensidade e abundância... é um presente!
Obrigada pela visita e carinho na minha ausência..
beijos... e até já

Light disse...

Bonito este sentir.

G.D.M. (Wolf) disse...

afinal as palavras estão muito bem alinhadas...

...Somos Nuvem Dissipada...

beijinho gosto de te ler

Carla disse...

Vieira Calado
obrigada eu pelas simpáticas palavras que me deixou
beijos

Carla disse...

Nuno
...o mar tem sempre um encanto especial
beijos

Carla disse...

Vi
obrigada pelas palavras...feliz por teres regressado
beijos

Ricardo Rayol disse...

palavras perfeitas para uma imagem acizentada.

Carla disse...

Light
obrigada
beijos

Carla disse...

Wolf
obrigada...
...também gosto de te ler
beijos

Carla disse...

Ricardo Rayol
sentires coloridos em contraponto à imagem
beijos

Francis disse...

Todos são demasiados. Nunca.

Carla disse...

Francis
pois são, mas que às vezes apetece, lá isso apetece...mesmo com as consequências que isso pode trazer
beijos

lupussignatus disse...

o corpo

caminha

pela

geografia

da

dádiva

Nilson Barcelli disse...

"Ser multidão no teu peito"
Bela imagem, que até parece fácil de criar.
Belíssimo poema, gostei cara amiga.

Beijinhos.

Capitão-Mor disse...

Estou a ver que a inspiração está novamente em alta. Espectacular!!!

Cöllyßry disse...

Emoção que brota de Teu Ser, belo

Beijito

biazinha disse...

Temos uma Neo-romântica...ena!
Fiz um decreto...está em meu blogue.
Bjos.

Viviana disse...

Olá Carla,

Mas que lindo o seu blogue!

Fiquei "presa" á belíssima orquídea e ás letras douradas sobre esse fundo preto!

Das coisas mais lindas que já vi...

Obrigada por tanta beleza.

Obrigada pela visita ao meu blogue

Tenha um lindo entardecer.
Um abraço
Viviana

Olhos de mel disse...

Poxa minha amiga, que lindo poema!Saiba a luz está dentro de você. Só iluminados escrevem com tanta alma.
Boa semana! Beijos

OUTONO disse...

E a paisagem embeleza-se embriagada com as tuas palavras...

Beijinho muito amigo.

jo ra tone disse...

Imensos, belos poemas rasgados, triturados, que ganham forma quando o moldamos como barro
Gstei
bjo

DE-PROPOSITO disse...

'Queria ter asas'
-------
Sem asas não podemos voar. No entanto há quem voo com as asas dos outros.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

ivone disse...

sem asas também se voa...

Estrela do Sul disse...

"E...? Voaremos pelos céus,
por cima de montanhas cobertas de neve,
onde a raposa escava,
e a águia se eleva...
por mares azuis onde os peixes nadam...
por nuvens brancas como flocos de algodão,"
MMR

Lindo poema, amiguinha. Adorei.

E...? Voaremos pelos céus,
por cima de montanhas cobertas de neve,
onde a raposa escava,
e a águia se eleva...
por mares azuis onde os peixes nadam...
por nuvens brancas como flocos de algodão,

anamarta disse...

Um hino ao Amor e à partilha. Belíssimo poema! Gostei Imenso!
Um beijo

xistosa - (josé torres) disse...

Não vou dizer que foi o melhor poema que li aqui, porque quem escreve, deixa sempre um pouco de si ou de alguém.
Portanto será subjectiva a minha afirmação.
"Por fundo o azul dum mar
O teu olhar no meu rosto
A ouvir palavras sussurradas ...
Oferecer-te todos os sentimentos
pedaços partidos de mim!"

Há uma oferta da Carla.
Por isso, apesar de não ser muito intimista, é um belo poema ...
belíssimo.

Carla disse...

Nilson
a ideia está em nós, praticá-la é que nem sempre é fácil
obrigada amigo
beijos

Carla disse...

Collybry
somos feitos de uma parte de emoção e outra de razão...por vezes uma fala mais alto do que a outra
beijos

Carla disse...

Ouotno
assim sendo quase diria...embrigada pelas sensações que conduzem às emoções
beijos amigos

Carla disse...

Jo ra tone
que bela imagem...moldar poemas como se de barro se tratasse...confesso a minha falat de jeito em termos manuais, mas gostei imenso da ideia
beijos

Carla disse...

De Propósito
por vezes precisamos de pedir asas emprestadas para conseguirmos voar...mas isso nem sempre é negativo
beijos

Carla disse...

Lupussignatus
"a geografia da dádiva" nem sempre é fácil de se conseguir, mas também ela faz parte do amor
beijos

Carla disse...

Capitão
inspiração!...pois pode ser que seja
obrigada
beijos

Carla disse...

biazinha
...por vezes, só por vezes
passo já pelo teu espaço para tomar conhecimento do teu decreto
beijos

Carla disse...

Viviana
obrigada pela simpatia e se sentiu bem volte sempre a porta está aberta
beijos

Carla disse...

Olhos de Mel
amiga às vezes sinto a luz, outras a escuridão...mas a vida é mesmo assim, não é?
beijos grandes

Carla disse...

Estrela do Sul
que belo voar o teu entre o azul do azul e do mar...balanço nessas nuvens como flocos de algodão
bom dia
beijos

Carla disse...

Anamarta
sabes amiga acho que a partilha é mesmo a coisa mais difícil do amor
beijos

Carla disse...

Ivone
...se voa!!!
beijos

Carla disse...

Xistosa
obrigada pelas tuas palavras...até porque tens razão há sempre um pouco de nós que fica naquilo que escrevemos
beijos

Val Du disse...

Partilhar: só partilha quem tem o que oferecer.

Obrigada por partilhar conosco poesias tão lindas.

Beijos

Carla disse...

Val du
obrigada eu por aceitarem partilhar comigo
beijos

Dias disse...

Da qualidade do teu verbar, dizem as mais de cem vozes, por isso aproveito para te aplaudir a qualidade das ilustrações: muitissimos parabéns miuda, tens um bom espaço.

Beijo salgado

Carlos Barbosa disse...

Voltei.
Tinhas razão, era até já.
Já voltei a uns dias, mas continuo ausente. :)

Um beijo

m@tix disse...

Bem já não via um blog com tantos comentários há muito!
Por algum motivo aconteçe...
Gostei deste e dos poemas que percorrem o teu blog.
Parabéns
;)

Carla disse...

Dias
...obrigada a imagem é outro dos meus "vícios"
beijos

Carla disse...

Carlos Barbosa
fico feliz pelo teu regresso... faz da ausência presença
beijos

Lyra disse...

Delicado e apaixonante! Lindíssimo, como sempre.

Beijinhos e até breve.

;O)

NM disse...

Já agora...

http://krigsmjod.blogspot.com

Carla disse...

Lyra
...falar de sentimentos
beijos e até breve

Carla disse...

NM
ok...passo já por lá
beijos

Canephora disse...

Queria puder fechar as mãos
e prender entre os dedos o azul do céu,
segurar a tua voz sussurrada
e sentir o tempo que percorre os ínfimos pedaços que se perderam de mim

muito bonito este poema.

Carla disse...

canephora
também queria sentir esses pedaços
obrigada
beijos

Cadinho RoCo disse...

Quero o mar, preciso do mar, busco o mar do horizonte que encacera meu viver de montanhas.
Cadinho RoCo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Eu acho que até já comentei sobre esse lindo poema, mas a tristeza é tanta hj que venho aqui de novo. Nâo sei o que tenho, não vejo a luz do sol. Mesmo assim fiz uma pequena postagem hj, chamada "Curtas sobre filmes imperdíveis", que está logo abaixo da Trilogia. Apareça por lá.
wwwrenatacordeiro.com/
não há ponto depois de www
Um abraço,
Renata

TCHI de Tchivinguiro disse...

Sentimentos alinhados com alma.

Obrigada pela visita.

Beijinho.

Amaral disse...

Carla
Os meus parabéns por mais um belo poema. Magnífico.

P.S. no último verso da 1ª estrofe falta um s em sussurrada.

Bjo

Paradoxos disse...

Ofereceste-me à distância todos teus sentimos numa bela revelação de ti! Grande amiga, te gosto! Beijão por dentro da tua alma!
Teu paradoxos

Sunshine disse...

Estas palavras estão muito bem alinhadas ... gostaria de as saber desalinhar assim.
Beijinhos

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

entrei aqu pelo blog de um amigo.Adoreiiiiiiii.Sua poesia é profunda, dá uma limpada na alma. marthacorreaonline.blogspot.com

Sr do Vale disse...

Pedaços que uno, em mosaico de emoçao.

Carla, um grande abraço.

Noslen ed azuos disse...

Carla tem uma lua para vc no céue em meu blog...

Bjs
NS

fadazul disse...

Olá amiga! voltei e para minha alegria reli tudinho novamente,
gosto disso cada vez mais se aprende, bjks

Bandys disse...

A grande arte da Vida é Acordar depois de...um Sonho, levantar depois de um...Tombo, sorrir depois de uma Decepção...e nunca se Desanimar!!!!
  olhar pra Frente...com a esperança de Vencer!!!

beijos

Carla disse...

Cadinho Roco
como entendo essa tua necessidade de mar!
beijos

Carla disse...

Renata
volta sempre que quiseres...saber que aqui encontras um pouco de luz deixa-me feliz
beijos

Carla disse...

Sunshine
...e sabes!
beijos

Carla disse...

Martha
fico feliz por teres chegado a este meu cantinho...passo já pelo teu
volta sempre que quiseres
beijos

Carla disse...

TCHI
é o alinhamento possível
obrigada pela visita
beijos

Carla disse...

Amaral
obrigada pelas palavras e pela atenção...de facto é no plural sussurradas...cá fica a correcção
beijos

Carla disse...

Sr do Vale
e é com emoção que agradeço o trabalho tido na junção dos pedaços...
beijos

Carla disse...

Noslen ed azuos
obrigada pela lua...vou já recolhê-la
beijos pela simpatia

Carla disse...

Eduardo
nem imaginas como fico feliz por sentires este sentir...
deixo-te um beijo aos teus paradoxos

Carla disse...

fadazul
feliz pelo teu regresso e pela tua leitura atenta
beijos amigos

pin gente disse...

é tão doce oferecer sentimentos
e tão bom querer

um abraço
luísa

Carla disse...

Bandyz
...porque o que disseste é arte adorei o teu comentário
beijos

Carla disse...

pin gente
a doçura de amar
beijos amigos

romério rômulo disse...

carla:quero te convidar ao
http://romerioromulo.wordpress.com
meu blog de poesias.o blog tem atualização diária.muito obrigado.
meu abraço.
romério

varal experimental disse...

Linda, linda!!

Beijos

Oliver Pickwick disse...

Um belo poema do amor que ainda não acabou. Persiste e persiste.
Um beijo!

Carla disse...

Varal
Obrigada
beijos

Carla disse...

romério rômulo
passarei por lá com todo o gosto

beijos

Carla disse...

OLiver
...que o amor nunca acabe
obrigada
beijos

mateo disse...

Dádiva total...
De todos os sentimentos? Mesmo de todos... todinhos?
Beijos.

Carla disse...

mateo
...às vezes num instante de loucura a entrega pode ser total!
beijos

Domingos Calafate disse...

Bem.. eu já comentei este poema "pedaço de céu", mas como me apetece, e só pq me apetece, vou deixar aqui mais algumas linhas que tentam, e apenas tentam o impossivel, rivalizar com esta magnifica "tela de letras" que a Carla pintou neste quadro virtual..

Coisas de quem não tem nada que fazer, como eu, e se entretem a sonhar através dos blogs dos amigos :)


Quisera um dia ser ave e ver além da vista.. além deste mar.. pois nunca sou tão livre como quando escrevo.. Quando pego nas palavras nascem-me asas..Crescem-me garras..
E caminho em liberdade.. Sem limites para os passos..Sem rumo nem direcção.. E não há obstáculos nem barreiras.. e se não há caminhos não há fronteiras.. Que me travem, que me barrem.. Porque a palavra é minha quando escrevo.. Se a quero terna, sou amante.. Se a quero arma, sou guerreiro.. Faço amor ou revolução.. Sim, nunca sou tão livre como quando escrevo.. Como quando abro as asas.. Como quando cravo as garras.. Mas, afinal, de que servem as palavras se as aves voam mais alto?!! Não.. Nem as aves alcançam as Estrelas.. As palavras?.. SIM !!!

Um Beijo Amigo

Carla disse...

Domingos
só me resta dizer-te que estou à espera que reactives o teu espaço...continuo a dizer que as palavras gostam de ti e que lhes devias dar ouvidos
beijos amigos

Gonçalo T. Almeida disse...

Belas palavras, mas também bela imagem. O caminho a P/B que nos leva ao infinito escondido entre nuvens.

Carla disse...

Gonçalo T Almeida
...e belas palavras as tuas
beijos

Filoxera disse...

"Oferecer-te todos os sentimentos"- pelo tom, aposto que a vontade é de oferecer apenas os sentimentos positivos, agradáveis...
Beijos.

Carla disse...

Filoxera
...sim! Oferecer os agradáveis...os outros tornam-se pesados (mas quem ama gosta de partilhar tudo)!
beijos