sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Passos de solidão


Falaram-me de solidão na quietude dos dias cansados...enruguei o canto dos olhos, como que procurando na minha mente o compartimento onde tinha guardado o significado de tal palavra!
Há muito tempo atrás, num tempo feito de esperanças sorridentes, de conversas onde as palavras fluíam como raios de sol desenhados nos corpos ardentes, a recusa da solidão era uma constante.
Num burburinho de emoções que se sucediam entre o dia e a noite… o medo de estar só era permanentemente abafado!
Mudou o tempo e com ele os quereres e os seres...dos Outros ficaram dois ou três, dos Outros fiquei eu...e sem medo encontrei-me num espaço que desconhecia existir em mim...sítio de silêncios e monólogos...de nadas que não assustam porque se preenchem com pedaços de vida feita!
Fez-se a solidão de momentos únicos, de palavras caladas, de desejos sem corpo...uma solidão que não fere porque desejada... milimetricamente escolhida para alimento desse dia!
Hoje foi a solidão que vestiu o meu corpo com os trajes que escolheu...amanhã talvez me pregue uma partida e arrombe a porta de entrada...sem ser convidada!
Porque gémeas na aparência são tão diferentes na essência.
E, se para uma os passos deslizam na suave certeza de ser desejada, para a outra pesam os passos...da solidão!
Nota: se puderem passem pelo blog da Vi http://novitazinha.blogspot.com/ e vejam o belo trabalho que ela fez com um texto meu (obrigada amiga)!

167 comentários:

lottery gambling disse...

Thanks. Im Inspired again.

lottery ticket draws disse...

The nice thing with this blog is, its very awsome when it comes to there topic.

pinguim disse...

Não há uma só solidão, mas várias espécies de solidões, algumas boas e necessárias; outras nem tanto, e penosas...
Beijo.

Claras o contestatário disse...

Não sei ainda, felizmente, o que é a segunda solidão.
A minha quando acontece, é por mim vestida com tudo aquilo que quero e que está dentro de mim.
Mas sei, contudo, que já lá estive bem perto.


Beijinho e bom fim de semana

Marta disse...

A solidão não devia existir, e é um tema aliado ao meu texto, pois por vezes quando o casamento dura muito tempo, uma das pessoas acaba por senti-la.

Concordo com o seu comentário, não digo que se amassem mais, porém aprendiam a respeitar as diferenças, mesmo que sob pressão.
Quando há filhos no meio é que é complicado, mas é preferível o divórcio a traumas no futuro.
Beijinho

varal experimental disse...

A solidão é amiga do peito.

Bjs

wind disse...

Quem não tem os seus momentos de solidão?
é preciso é ver a porta abrir e deixar entrar o ar:)
Beijos

Gabriela de Sousa disse...

Olá! Antes de mais, deixe-me agradeçer a visita que fez ao meu blogue. Fiquei curiosa e decidi espreitar este blogue.
Seria bom se fôssemos nós a controlar os momentos em que estamos sós... às vezes precisamos momentos, no dizer dos outros, para estar sós e se calhar apenas queremos estar acompanhados de nós mesmos... no entanto, há tempos em que a solidão é involuntária, aquela em que o ser humano não se basta a si mesmo e precisa dos outros...
Mas na vida é preciso ter momentos maus para se poder dar valor aos bons; talvez, se não existisse a solidão, o ser humano desse menos valor à companhia. São os remédios amargos que nos dão vontade de experimentar as coisas doces da vida.
Gostei muito do blogue; considero a sua escrita como sendo pessoal e reflexiva, que se estende aos outros e,no entanto, sem deixar de se basear em si mesma.

Beijos

Sara V. disse...

Lindo, Carla.
Aproveite e passei pelo tal blog, ficou muito bem. Delicioso:)

E como estou numa de "aproveitos", aproveito para te convidar a ver o novo blog que criei aqui na tua plataforma... Muitos dos textops já conheces, mas agora estão apresentados de outra forma, ilustrados por mim...
Estou a fazer um "2 em 1"

http://tintasdasara.blogspot.com

Beijoca e bom fim de semana

andorinha disse...

Muitas vezes é na solidão que encontramos o mais importante... o essencial do que somos.
Um beijo.

biazinha disse...

Solidão é um estado intrínseco e atávico. As pessoas se cercam pra distrair a solidão ou proteger-se dela.
Tá lindimais esse post.
Vou já já no blogue de tua amiga.

Bom fim-de-semana!

Beijo.

MJFortuna disse...

Como não nos sentir sós... Este deserto é inevitável. Mas todo deserto tem um oásis...
Obrigada pela sua vista em Artes e artes. Volte sempre!

Um grande abraço

Maria J Fortuna

tempoparaamar disse...

solidão sei bem o que é .
Beijo e bom fim de semana.
Salomé

douglas D. disse...

Olá, Carla.
Obrigado pela visita e pelo que vc comentou lá no blog.

poetaeusou . . . disse...

*
carla
,
amiga,
só ua palavra,
,
mereces .,.,.,.,.,
,
conchinhas, deixo-te
,
*

lovemebaby_now disse...

Lindo texto,
mas penso que somos nós que vestimos os trajes da solidão, que lhe damos vida e lhe prolongamos a estadia dentro de nós mesmos.
Se resistirmos a tentação e enveredarmos para outros caminhos, ela não virá até nós.
Sim, realmente, a dizer é tudo muito bonito, mas todos sabemos que na prática não é bem sim e que por vezes chegamos a um ponto em que até achamos que o nosso traje nos cai bem.

Bonito texto, mais uma vez,

**

Eternos Sentidos disse...

Bom fim de semana.
Beijo (E)terno

Val Du disse...

A solidão é assim: num dia ela nos veste, e num outro dia ela nos deixa nua.

Sempre fico encantada com suas palavras.

Beijos

Sardanaplo disse...

Como diria o saudoso José Gomes Ferreira, a solidão é boa para não se estar sozinho...

Esplanando disse...

São passos bem pesados esses da solidão...

Desnuda disse...

Texto maravilhoso, Carla!

Lindo fim de semana, querida.

Maria disse...

Belo texto. A maior das solidões, a que dói mais, é quando estamos cheios de gente à nossa volta e nem damos por isso...

Beijo, Carla

mdsol disse...

Solidão... É complicada e complicado falar ... Mas acho que a maior solidão é mesmo a interior.

:)

Bandys disse...

Carla.

Muitas vezes é na solidão que encontramos o mais importante, o que mais procuramos... o essencial do que somos.
Um beijo.

Menina do Rio disse...

Mudam os tempos e a solidão se arrastam pelas noites envolvendo-nos nas lembranças...
Carla, é um texto intenso que retrata bem esse caminhar só recolhendo pedaços de nós...

Um beijinho pra ti

Fernando Rozano disse...

solidão: quem não a conhece, quem não a sente(sentiu)? para muitos, uma fase; para tantos, uma face. sempre presente, o tempo, por certo, um dia a fará ser apenas companhia passageira que não deixará lembranças. beijo, Carla.

Parapeito disse...

Gostei destes "Passos de solidão"

Eu a dizer , digo :a solidão
é boa para não estar sozinho.

José Gomes Ferreira.
.
Tem tambem tu um fim de semana cheio de brisas frescas...daquelas que limpam a alma :)**

Santhiago Ramirez disse...

"...encontrei-me num espaço que desconhecia existir em mim...sítio de silêncios e monólogos...de nadas que não assustam porque se preenchem com pedaços de vida feita."
Decididamente, quando você escreveu isso Deus estava ao seu lado. Maravilhoso.
Beijos carinhosos, muitos,do Thiago

Poeta Mauro Rocha disse...

"Solidão a dois, faz calor, depois faz frio"

Tenha um ótimo fim de semna e feliz dia dos pais, a quem é pai, quem é mãe e pai, a todos!!!


Um abraço!!

Ana S. disse...

Solidão por vezes é necessária. Faz bem reflectir para agir a seguir.
Quanto á outra solidão... com o tempo acaba por se hamenizar :)
Beijos

Nanda Assis. disse...

como disse o rei, renato russo," o mal do século é a solidão"!
bjosss...

Multiolhares disse...

A solidão pode ser muito boa na nossa procura interior, mas para mim a pior da solidão, é quando a sentimos no meio da multidão
beijos

Wolf disse...

psssssstttttttttt

espreita...é que é grande demais para aqui por.. rsrsrs

kiss

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lindo o poema em prosa. Carla, peço que vá ao meu Blog apreciar meu novo post. É sobre um filme que considero bastante feminino. Apareça aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata

Dois Rios disse...

Não há coisa triste do que a solidão "acompanhada". É pior do que quando se está só de fato.

Beijos,

Carlos disse...

Olá Carla;

ás vezes "ela" chega mesmo sem à
porta bater, indelicada e teimosa.

Um bom fim de semana

bj

Filoxera disse...

Espero que consigas momentos de sossego, mais do que de solidão...
Beijos.

Cláudia Pinho disse...

muito bom este texto.
beijo

Vanessa. disse...

Felizmente, não tive ainda a tristeza de saber o que é essa segunda solidão :X

Nuno disse...

olá! bem disposta? a vida é feita de vários momentos de solidao e existem alturas em que sabe bem ficar sozinho e existem momentos em que nos sentimos só, com falta de companhia...é como eu me sinto hoje, sem ninguém da minha idade, para ir dar uma volta, comer um gelado, ir a um café acompanhado. Beijos e o desejo de umas boas férias ou de um bom trabalho! Um abraço e um bom fim de semana!

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Carla. A solidão desejada, aquela em que procuramos refletir sobre nós mesmos, é sempre bem-vinda. Mas a pior solidão é aquela que você não quer, mas ela insiste em permanecer.
Seja como for: quem nunca a sentiu?
Belo texto.

Bom final de semana.

Beijos mil! :-)

jo ra tone disse...

Há momentos em que a solidão nos é edificante.
Livrai-nos daquela que nos leva ao isolamento.
Bjo
Bom fim de semana

Fatyly disse...

Já tive passos pesados e hoje "visto-a com muito prazer e sempre que me apetece".

Lindissimo!

Não conhecia o blog da Vi e o trabalho ficou excepcional.

Beijocas e um bom fim de semana

Iana disse...

Amiga...

Essa tal solidão, é mascarada e vem para nos deixar sentindo que somos os únicos e que estamos por maioria da vezes sozinhos...

Passei aqui também e deixar-te um beijo de boa noite e receba meu carinho e amizade...

E agradecer o carinho que tem deixado sempre em meu cantinho...

com carinho
Iana!!!

Ana Martins disse...

A solidão às vezes balança a alma... e dá-lhe o impulso que ela precisa...
Gostei muito de seu blogue, parabéns.
Bjs

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla, belo texto sobre a solidão...Excelente...
Beijo

Perla disse...

A pior solidão é a que nos mantém isolados no meio da multidão...

disse...

oi
primeira vez que visito o seu blog.
e adorei mesmo muito!
Visite também o meu.
Beiju

Justine disse...

Tens razão, a solidão pode ser um silêncio fértil, mas também um espaço sombrio. Ms a diferença não depende só de nós...

Just me disse...

As solidões, tantas e tao diferentes...

Maripa disse...

Encanta-me a sua maneira de escrever ...

Eu,talvez por já ter muitos anos,tenho tanta coisa dentro de mim que nunca me sinto sózinha...
Gosto da minha companhia.
Sorte a minha se eu puder dizer o mesmo dentro de algum tempo...sim porque o meu tempo já é um tempo sem tempo!

Beijo carinhoso,querida.

Mel disse...

adoro este texto... como adoradora da solidão, senti cada palavrinha dele...

beijos* :)

Rey disse...

Penso na solidao como uma sombra que fica escondida atrás de um arbusto.
De vez enquando ela vem de repente, nos prega um susto, e toma nossa forma.

Adorei o texto.

ps: atualizei o blog!

Bejos

Olhos de mel disse...

Oie linda! Hoje vi em suas palavras em desalinho, um momento tristinho... Não se permita entrar nesse caminho. É difícil a volta. Muitas vezes precisamos dele, mas não se aprofunde. Se agarre a qualquer coisa. Saia desse abismo. Olhe o quanto você é importante... quantos dos seus amigos, precisam do seu sorriso, das suas palavras tão bem alinhadas quando falam de emoção, sentimento, coração?
Fique bem, viu?
Boa semana! Beijos
Ah, desculpe a demora em retornar, viu? Estou com problemas no pc.

KNOPPIX disse...

Carla tu superas-te em cada novo texto que nos dás as conhecer, as tuas palavras alinham-se com sentimentos e têm cor, cheiros e forma...

Beijinhos e uma boa semana para ti :)

Mário Margaride disse...

A solidão, quando imposta por várias vicissitudes da vida, nos castram, nos destroem. Há outras, necessárias, para recompormos forças e seguirmos o nosso caminho.

VULTOS

Olhares que se cruzam
Desconfiados
Crispados
Pela solidão
E pela indiferença.
Vultos que se escondem
Na esquina do tempo
Onde as sombras os perseguem
Constantemente.
Semblantes carregados
Olhares dispersos
Mentes difusas
Vultos que passam
Por entre a multidão indiferente
Em constante correria.
Almas penadas, perdidas
Nas brumas do silêncio
E da solidão.

18-01-08
Mário Margaride

Uma excelente semana!

Beijinhos

Mário

Osvaldo disse...

Cara Carla;
Falaram-te de solidão... e saiu um lindissimo poema.
"Há muito tempo atrás,...a recusa da solidão era uma constante".
A solidão mesmo não sendo sempre nefasta, pode ser por vezes opcional para certas pessoas que nela se refugiam para esquecerem o "Há muito tempo atrás...".
Como sempre, obrigas-nos a ler e reler para termos certeza da intensidade que dás aos teus poemas.
É sempre um imenso prazer por cá passar.
bjs

Carla disse...

lottery gambling
ok
beijos

Carla disse...

lottery ticket draws
come when you want
kiss

Carla disse...

pinguim
...há solidões que convivem muito bem connosco, outras infernizam-nos a vida
beijos

Carla disse...

Claras
...a solidão como escolha de um momento pode ser~uma opção tão boa...o peroblma é quando assim não é
beijos

Carla disse...

Marta
a solidão pode existir em qualquer momento da nossa vida e, por vezes é mesmo fundamental para que consigamos realizar uma auto-análise ao que somos e ao que queremos
beijos

Carla disse...

Varal Experimental
...às vezes assim é!
beijos

Carla disse...

wind
acho que todos temos e precisamos dela, eu pelo menos preciso!
beijos

Carla disse...

Gabriela de Sousa
obrigada pela visita e pelas palavras que aqui deixou...
de facto há momentos em que precisamos mesmo de estar acompanhados de nós mesmos
beijos

Carla disse...

Sara V
Obrigada e vou descobrir o novo espaço que criaste
beijos

Carla disse...

Andorinha
concordo plenamente contigo...esse é um espaço de auto-descoberta por excelência...muitas vezes basta querermos
beijos

Carla disse...

Biazinha
...o que não quer dizer que não continuem a sentir-se sós, apesar de rodeadas de pessoas
beijos

Carla disse...

mjfortuna
...é mesmo isso todo o deserto tem um refrescante oásis! Também a solidão nos pode proporcionar esse espaço
beijos

Carla disse...

tempopara amar
...haverá alguém que não saiba?
boa semana
beijos

Carla disse...

doyglas D
de nada
beijos

Carla disse...

poetaeusou
obrigada pela palavra
beijos

Carla disse...

lovemebaby_now
...esse é um dos maiores problemas...quando nos deixamos embriagar pelo poder de sedução que a solidão pode ter...
beijos

Carla disse...

eternos sentidos
boa semana
beijos

Carla disse...

val du
...e apanha-nos tantas vezes desprevenidos!
obrigada
beijos

Carla disse...

sardanaplo
...quando é uma opção nossa dificilmente nos deixa sozinhos
beijos

Carla disse...

esplanando
...pesados sim...principalmente quando não resulta de uma escolha individual
boa semana
beijos

Carla disse...

desnuda
obrigada e boa semana
beijos

Carla disse...

Maria
...a solidão forçada e mais dorida ainda por não haver uma "mão" a que nos agarrarmos apesar da imensidão de gente que nos rodeia
beijos

Carla disse...

mdsol
...complicada se não a quisermos dentro de nós!
beijos

Carla disse...

bandyz
...muitas vezes é uma excelente conselheira, desde que não seja feita de lágrimas de dor
beijos

Carla disse...

Menina do rio
...a solidão embrulha-nos muitas vezes em lembranças
beijos

Carla disse...

Fernando Rozano
acho que seja uma fase...ou a face...deixa sempre uma lembrança em nós
obrigada
beijos

Carla disse...

Parapeito
...sinto-a quase sempre dessa forma!
boa semana
beijos

Carla disse...

Santhiago Ramirez
...ou seja talvez os passos não fossem assim tão solitários. Às vezes basta conseguir encontrar quem está ao nosso lado!
beijos

Carla disse...

poeta Mauro Rocha
...adoro o calor!
aqui não se comemora do dia do pai nesta data, mas obrigada pela lembrança e que tenha sido um bom dia para ti
beijos

Carla disse...

Ana S.
Reflectir, aprendermos,sentirmo-nos...acho que são coisas que a solidão pode proporcionar
boa semana
beijos

Carla disse...

nanda assis
...apenas se forçada, acho eu!
beijos

Carla disse...

multiolhares
...como se não conseguimos ser parte dessa mesma multidão...
beijos

Carla disse...

Wolf
...espreitei e gostei
boa semana
beijos

Carla disse...

Renata
obrigada...vou ler o teu post
beijos

Carla disse...

dois rios
...porque se é solidão...não está verdadeiramente acompanhada
beijos

Carla disse...

Carlos
...e é essa indelicadeza que pode ferir...porque quando convidada até se pode tornar "amiga de certos momentos"
beijos

Carla disse...

Filoxera
De sossego...pois quem não os ambiciona?
beijos

Carla disse...

Claúdia Pinho
obrigada
beijos

Carla disse...

Vanessa
...então que assim continues!
beijos

Carla disse...

Nuno
...são momentos que passam...continuação de boas férias.
beijos

Carla disse...

Sorriso
...e que teimosa que ela pode ser, não é amiga?
beijos e boa semana

Carla disse...

Jo ra tone
...livremo-nos dela!
beijos de boa semana

Carla disse...

Fatyly
...a vida ensina-nos tanta cois, não é amiga?
beijos de boa semana e que os passos se tornem cada vez mais leves

Carla disse...

Iana
...vem mascarada, por isso muitas vezes é preciso força para derrubar essa mesma máscara!
obrigada pela simpatia constante
beijos

Carla disse...

Ana Martins
e nesse balanço às vezes conseguiimos encontrar a força de que precisamos
obrigada pela visita...volte sempre
beijos

Carla disse...

Chana
obrigada
boa semana
beijos

Carla disse...

Perla
...acho que ainda pior do que essa é aquela que nos pinta os dias de cinzento e que nos impede de ver os sorrisos que nos oferecem
boa semana
beijos

Carla disse...


obrigada pela simpatia...passo já pelo teu espçao
beijos

Carla disse...

Justine
...só de nós não depende, mas cabe-nos quase sempre a nós torná-la um espaço aprazível ou um momento sombrio!
beijos

Carla disse...

just me
...tantos trajes que lhe podemos dar!
beijos

Carla disse...

Maripa
obrigada pelas palavras...e de facto, quando temos tanta coisa em nós não há como nos sentirmos magoadas com a solidão!
e pelas suas palavras o seu tempo é sempre uma tempo de alegria!
beijos e boa semana

Carla disse...

Mel
também gosto da solidão...embora nao renegue a companhia!
beijos

Carla disse...

Rey...uma sombra que toma a nossa forma! Sim pode ser essa a imagem!
beijos e vou ver o que de novo tens para oferecer
beijos

Carla disse...

Olhos de mel
...é um caminho que às vezes sentimos necessidade de percorrer! E obrigada por achar que há quem goste de ler as minhas palavras desalinhadas!
beijos e boa semana

Carla disse...

Knoppix
..porque não dar às palavras os sentidos que nés temos...ganham outra beleza, eu acho!
beijos

Carla disse...

Mário Margaride
...que vença a que nos reendifica e nos permite avançar com um sorriso
beijos

Carla disse...

Osvaldo
...obrigada pelas simpáticas palavras
beijos e boa semana

Andreia do Flautim disse...

Um abraço para ti!

Carla disse...

Andreia
obrigada
para ti também

Golfinho disse...

Aparece e veste-se de momentos... despe-se de preconceitos... e desaparece sem avisar.

Carla disse...

Golfinho
...bem definido o percurso que ela faz!
beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Tinha certeza de que esse post ia bombar. Vc não escreve profissionalmente? Os seus posts são lindos! Também fiz um post, vc não vai prestigiá-lo?
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Um beijo,
Renata

Eduardo Aleixo disse...

Carla.
Belo texto, o teu.
Deixa-me dizer-te apenas que há solidões indispensãveis. Para nos reencontrrmos. Para crescermos.Para sermos plenos, mesmo sós. Acho, ao contrário do que muitos pensam, que somos essencialmente sós no universo. Com uma clarificação:
ou sós, mutilados, incompletos, infelizes.
Ou sós, porque temos tudo de essencial, de pleno, de sublime, de divino.
Esta conversa dá pano para mangas.
Beijinho.
Eduardo

Carla disse...

Renata
obrigada
vou já ver o teu post
beijos e boa semana

Carla disse...

Eduardo
...essencialmente só, desde que não mutilados nem infelizes (pelo menos com intervalos)
beijos

segredo disse...

Nós somos pedaços de vida dos que passam por nós;)
Beijinho

Carla disse...

Segredo
...há pessoas que se tornam em pedaços da nossa vida!
beijos

Chinha disse...

Sempre acho que a solidão vive de mãos dadas com o silêncio.

Belo este texto...Gostei

bjinhos

Carla disse...

Chinha
...também acho...por isso muitas vezes preciso dos dois!
beijos

Dias disse...

Tenho um rascunho sobre a "solidão", deve ser um dos meus proximos post :) sincronicidades...

Estranho que narres a "solidão" como uma redescoberta, porque eu penso que é uma constante, logo, uma companhia.

Gosto bastante do post, falas do que a todos nos fere, com um feeling que poucos conseguimos narrar!

Beijo, sempre, acompanhado pelo Sal

Eternos Sentidos disse...

A solidão é heroicamente inspiradora.

Beijo (e)terno

AVESSOS disse...

lindo como sempre vc dando um show nas palavras. bjs

Gato Aurélio disse...

A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.

A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo,
o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.

O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se,
o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo. Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. Ele é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre.

Vinicius de Moraes

;O)

Marcelo Martins disse...

Estou caminhando nesses passos também...
Creio que isso é bom para aprendermos a valorizar cada vez mais momentos de calor e de presença.

Beijinhos

Liz / Falando de tudo! disse...

"desejo sem corpo"...
Muito bonito mesmo, diferente, profundo, eu adorei! Copiei!
te deixo um carinho, vou visitar o blog se sua amiga...

Å®t Øf £övë disse...

Carla,
A verdade é que o ser humano à medida que vai evoluindo vai modificando os gostos, e as atitudes, e a solidão por vezes faz bem, porque nos ajuda a reencontrarmo-nos com nós mesmos.
Bjs.

fadazul disse...

Querida amiga! adorei teu post!!!!!
estou retornando postei nos dois blogs, saudades, bjks

Carla disse...

Dias
Pensei duas vezes antes de a tratar como se fosse uma rdescoberta, mas depois achei que seria o mais adequado neste momento...na verdade, sendo a essência a mesma vamos (re)descobrindo novas formas de uma mesma solidão...o que não sifnifica que deixe de ser uma companhia!
Avisa quando editares o teu post, pode ser?
beijos com sal e sol

Carla disse...

eternos sentidos
...quase sempre!
beijos

Carla disse...

Avessos
obrigada pela simpatia das tuas palavras
beijos

Carla disse...

Gato Aurélio
quanta razão a maior solidão...é a de quem tem medo!!!
beijos

Carla disse...

Marcelo Martins
...que faças uma boa caminhada e que descubras o verdadeiro sentido da solidão/presença!
beijos

Carla disse...

Liz
obrigada pelo carinho...retribuo
beijos

Carla disse...

Art of love
...vamos mudando em todos os sentidos...e aprendendo também a conhecermo-nos melhor (com ou sem solidão)
beijos

Carla disse...

fada azul
obrigada...vou já ler-te
beijos

gotadevidro disse...

A solidão sempre existe...Mesmo em momentos felizes da vida ela sempre está presente num ou noutro momento.
Afinal é uma companheira para a vida.

um beijo

Carla disse...

gotadevidro
...sem dúvida uma companheira para vida!
beijos

Sunshine disse...

Gosto de estar só num mundo apenas meu, mas não por muito tempo.Quando começo a sentir saudade do alvoroço dos meus pequeninos, das conversas com os amigos, significa que já estive só o tempo suficiente.
Beinjinhos com raios de Sol

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Não dá para comentar mais do que já foi comentado, amiga! É único! Terei de mudar de assunto. Tive que fazer outro post, pois aquele me trouxe um azar que vc nem imagina. Este é sobre um cult movie, dirigido pelo Nicolas Cage, com James Franco no papel principal. Passou despercebido no Brasil, talvez tenha feito sucesso na Europa, não sei. Apareça por aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Um abraço,
Renata Cordeiro

Iana disse...

Olá minha querida

Passei para deixar-te um beijinho carinhoso de boa noite

Beijos doces
Iana!!!

Rubens da Cunha disse...

adorei sítio de silencios, bom título de livro.
obrigado pela visita ao casa de paragens.
abraços

Carla disse...

Sunshine
é nesse momento que a solidão se torna pesada!
beijos

Carla disse...

Renata
...se assim foi o melhor mesmo é mudar!
beijos

Carla disse...

Iana
obrigada...retribuo o teu beijo com carinho!

Carla disse...

Rubens da Cunha
obrigada eu pela visita e agradeço as palavras
beijos

Louco disse...

Kaixo, egunon.
Zorionak
Agur

mateo disse...

É daí... no silêncio da solidão... que retomamos a vida... num carrossel.
Beijo.

sokitsym disse...

A solidão desola-me. A companhia oprime-me.

p.m.

Carla disse...

Louco
ok
beijos

Carla disse...

Mateo
...e que belo carrossel que é a vida!
beijos

Carla disse...

sokitsym
são difíceis os dias em que nos sentimos assim
beijos

Delfim peixoto disse...

Adorei e irei, sim
jnhs

Carla disse...

Delfim
que bom!
beijos

JPD disse...

Olá Carla

Trataste muito bem o tema da solidão.

Acho que a verdadeira atrocidade a que as pessoas se submetem involuntariamente reside na incapacidade de forçar o quotidiano e criar para si um tempo e um espaço livres de intromissões.

Acho essa prerogativa essencial para o equilíbrio e a forma como determina relacionamentos futuros.

Compreendo também que nem sempre é possível, que possa atemorizar, que signifique dar corpo a fantasmas...

Bj

Pearl disse...

A solidão minha fiel companheira!

beijinho

Carla disse...

JPD
criar um espaço e um tempo só nossos...concordo plenamente contigo. Isso é fundamental para que nos (re)encontremos...mesmo com o risco de encontrar fantasmas pelo caminho!
beijos

Carla disse...

Pearl
...em vários momentos da nossa vida é mesmo um fiél companheira
beijos

JOTA ENE ® disse...

A solidão por vezes é necessária para a nossa estabilidade emocional, será?

Bjos

Carla disse...

Jota ene
acho que é mesmo fundamental
beijos

ROSA E OLIVIER disse...

lindos textos os teus!...por que luas tens andado...que só agora te encontrei?!...e para ti...

"Velas do meu pensamento
aonde me quereis levar?"....!?...

baci mille.