segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Sorriso de lua



Parecia uma aranha com patas de seda a atravessar o seu corpo. Sensações de cócegas vibravam na carne quente recém desperta.
Os fios de ouro que entravam pelos frisos da persiana mal fechada beijavam-lhe a pele vestida com o suor dos prazeres da madrugada.
Adivinhou os traços da sua presença, mas o olhar parou na sequência de cartazes de Toulouse-Lautrec que coloriam a parede daquele quarto tão estranhamente familiar. Sentia-se presa no enredo das saias folhadas daquelas bailarinas do Moulin Rouge e deixou-se invadir pelos amarelos-torrados e pelo vermelho-sangue que lhe tingia o olhar.
Na quietude da cama revolvida pela revolução dos corpos ansiosos e famintos sonhou-se naquela sala revestida a fumo, onde se respirava desejo, aquecido pela transpiração dos corpos em movimento que alimentavam a fome de olhares dormentes e sequiosos.
Estremeceu, deitada, ao som dos ritmos quentes que lhe atiçavam o corpo. Ondas de paixão cobriam-lhe o corpo desnudo, sentiu-o espantado na carícia ardente que o transportou até si. A dança que partilhavam tinha passos diferentes mas conduzia-os sempre a um intenso orgasmo.
Momentos plenos em que fugia das repressões que se impôs. Diluía em si todos os mistérios que não compreendia e abandonava-os momentaneamente.
Sentia-se culpada por estar ali, aliás, tinha o péssimo hábito de se sentir culpada sempre que se sentia num limite de felicidade acima do normal.
Por mais que se esforçasse já não se conseguia lembrar da última vez que riu ruidosamente, por se sentir apenas…feliz!
Também não era infeliz…indiferente, talvez.
Receava saborear o patamar mais elevado da felicidade, escondia-se das ilusões que uma vez por outra a tentavam abraçar.
De mansinho, como uma onda suave do mediterrâneo, ele entrou nela para ficar. Segredou-lhe palavras que ela temia ouvir e que a fizeram estremecer, lambeu-lhe as lágrimas secas e deu-lhe brilho ao olhar, acariciou-lhe as emoções tornando-as tão fortes que ela não conseguiu fugir-lhes.
Sentia-se bem, quase feliz com aquele sorriso de lua que ele lhe oferecia.
Ainda não tinha vencido o medo, mas sabia que com as suas mãos de veludo conseguiria dar um passo de cada vez!

181 comentários:

Osvaldo disse...

Olá Carla:
Este texto, divino texto exposto em conto e prosa li e reli, tentei extrair os pensamentos da autora adorei o que lia e de repente dei comigo a cantarolar uma antiga canção brasileira de Angela Maria do final dos anos cinquenta ou início dos anos sessenta do século passado em que parte da letra dizia;

"Será que eu sou feia?!
Não é não senhor...
Então eu sou linda ?!
Você é um amor...
Me digam então,
Porque razão,
Eu vivo triste e sem ninguém!...
Você tem o destino da Lua,
A todos encanta,
E não é de ninguém."

Porquê ao ler o texto da Carla pensei nesta canção dos meus tempos de "catraio" ?...
Não sei.
bjs.

Nuno de Sousa disse...

estremeci ao ler o teu texto, intenso e mto sensual adorei Carla... adoro o que vejo por aqui.
E bem hoje é só miminhos teus que tenho nos meus blogues :-), obrigado... fico feliz com tuas palavras e que me deixam com mais vontade de ir em frente.
Obrigado amiga,
Boa semana para ti,
Nuno

Esplanando disse...

Também não era infeliz…indiferente, talvez.

Como eu entendo esta frase.

Já te terei dito como gosto das tuas fotos? Acho que já tinha dito... várias vezes! ;-)

Gazeta na net disse...

Belo texto,
Mas eu nunca acreditei ou nunca gostei do sorriso de Lua, e a imagem vem dar-me razão o texto em parte vinca a minha ideia.
Hoje precisamos de sorrisos de Sol,
Beijos
Fica bem

pin gente disse...

senti esta história como minha... a medo!
um beijo, carla

Rafeiro Perfumado disse...

Patinhas de aranha, mãos de veludo... eu de certeza que tinha um ataque de riso, por causa das cócegas!

Beijo!

Cleo disse...

Carla!!!!! bravo, bravíssimo prá você. Não há palavras prá descrever este lindo texto-poema.

Beijos e esplêndida semana tecendo com mãos de veludo cada dia que chega.

Cleo

claras manhãs disse...

Lindo!

A tradição judaico-cristã, é lixada.
Formata-nos a cabeça e sentimo-nos quase sempre culpados com a felicidade.
Cá para mim viemos a este mundo para sermos felizes....mas somos nós que o dificultamos.

beijinho

wind disse...

Gostei muito desta prosa de libertação.
Beijos

Nuno disse...

Olá! Em relação ao texto, " devagar se vai ao longe"...mesmo o medo, para o vencermos, temos que ir muito devagar. Esta parte refere-se ás duas ou três últimas linhas do texto. Espero que te encontres bem! Beijos e uma boa semana!

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Norte disse...

Bonito texto. É solto ou faz parte de algo mais? Há um ambiente parisiense num mundo complexo de desejos e sentidos.

Maria Clarinda disse...

Maravilha este teu "Sorriso da Lua" Adorei, li-o, (re)li-o !
Obrigada pelos momentos belos passados contigo....
Jinhos mil

f@ disse...

Estranho poder da teia das emoções…
Move-se a aranha pequenina cuidadosa mente a arriscar no fiofrágil e breve...
baloiço da vida…

Beijinhos das nuvens

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Apaixonei-me por tua escrita, Carla...
voltarei aqui mais vezes...
beijos e borboleteios!

tossan disse...

Um passo de cada vez em uma viagem
sensual com pudor. Especial! Te ofereço o selo Pier da amizade, espero que aceite, está lá no meu blog. Bj

hfm disse...

É de pequenos passos que se constrói a nossa estrada. Belas palavras.

mfc disse...

Por vezes temos receio da felicidade.

Maria disse...

O estremecer dos corpos em arrepio, aqui, descrito da forma única que tão bem sabes...

beijo

Meg disse...

Carla,
Belo texto, fortíssimo, pleno de sensualidade,realismo e coragem.
Lê-se de um fôlego mas requer uma leitura mais atenta. Fica muita sensibilidade, que é preciso reencontrar ao reler e treler.
Adorei.

Um abraço

Filoxera disse...

Fabuloso! Muito sensual e com um final belíssimo.
Adorei.

Luiz Caio disse...

Oi Carla! Boa tarde!
Quando o verdadeiro amor surge em nossas vidas... Não há retração, timedez, ou medo, que resista...

TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!
BEIJOS.

disse...

Carla como sempre não cansas de me surpreender...linda a coragem e talento que dás as palavras tão fortes que nos sentimos vivendo-as...Há algum tempo deixei-te um pedido para poder públicar um de seus contos ...como não me retornastes presumi que não querias...Por favor me deixe saber se ocasionalmente posso ter a alegria de te publicar no
noVÍ tá...beijos

O Árabe disse...

De todo o belo texto, ative-me a uma prounda verdade: muitas vezes nos sentimos culpados, quando demasiadamente felizes. :) Boa semana!

rosa dourada/ondina azul disse...

Para mim,
o sorriso da lua é triste...

Prefiro o do sol
que nos transmite alegria...


beijinho,

Inês disse...

Fantástico :)

Obrigada pelas palavras, sempre certas.

lua prateada disse...

...um pouco de poesia em nossos corações, quão maravilhoso é...
Uma semana cheia de muita luz paz e muito AMOR !...
Beijinho prateado

SOL

jorge vicente disse...

e que passo! o amor é sempre um estremecimento.

um beijinho
jorge

Marta disse...

Lindo...
Não devemos dar um passo de cada vez e deixar que a lua nos sorria???
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Eduardo Aleixo disse...

Mais um belo texto, Carla, forte na expressão das emoções, na complexidade do processo da libertação - na forma escolhida por ti - e na sensualidade servida por palavras e imagens densamente ricas.Beijo.
EA

Menina do Rio disse...

Não consigo entender porque a sensação de ser feliz, acaba por criar bloqueios. Não deveriamos celebrar a vida em toda a sua plenitude? Porque acabamos por nos esquivar desses momentos, culpando-nos quando deviamos saborea-los?

Não era feliz, nem infeliz; apenas indiferente. E ser indiferente compensa? Não! Porque na indiferença vamos aniquilando os nossos sonhos...

Um beijinho

EternaApaixonada disse...

*****

Querida Carla,
Aqui, em verso ou prosa, o coração apaixonado sempre agradece!
Tenha uma linda semana!
Beijos com meu carinho,
Helô

Sintonias do Coração

ETERNOS SONHARES

Coisas da Helô ©

*****

Agulheta disse...

Carla. Lindo o texto de grande sensualidade e mestria,que nos pecorre os sentidos.
Obrigada pelas palavras e visita.
Beijinho

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá querida Carla, maravilhoso texto... Digno de uma Rainha Que és tu... Parabéns!
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Celamar Maione disse...

Cada frase, cada palavra
escolhida cuidadosamente.
Bela poesia.
Erótica.
Sensível.
Delicada.
Que as mãos de veludo
afastem o medo, normal,
em todo aquele que entra
pela estrada sinuosa do amor.
Beijão

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla, belo texto...Excelente...
Beijos

Maripa disse...

A carícia das emoções,o respiro do desejo em ritmo quente,passeiam-se por este belo texto...aqui vive-se.

Beijinho, Carla.

By myself disse...

Como já alguém disse, li o teu texto como se o conseguisse ter escrito.

Como o entendo...

Muito envolvente.

Bjs

Vieira Calado disse...

"...não tinha vencido o medo, mas sabia que com as suas mãos de veludo conseguiria dar um passo de cada vez!"

É assim que se vai construindo a felicidade.

Está muito bem escrito, o texto.

Bjs

Conde Vlad Drakuléa disse...

Bela Carla, que texto delicioso, espetacular, escreves mui bem, "Sentia-se bem, quase feliz com aquele sorriso de lua que ele lhe oferecia." Adoro o sorriso de Celene, ela é única!!!! Celene, a mãe-lua!
Beijos do conde melancólico e feliz!
Voei!

Mar Arável disse...

É o ciclo das marés

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Carla.

Que texto maravilhoso! Gostoso de ler.
"...já não se conseguia lembrar da última vez que riu ruidosamente, por se sentir apenas… feliz!"
Uma lembrança que vai ficando cada vez mais difícil de se ter nos dias de hoje.

Que sua semana seja ótima.

Beijos mil! :-)

NOCTURNO disse...

Os teus sentidos apurados oferecem um belo conto.

Teme-se o que o coração sente.

Beijo nocturno

Andreia do Flautim disse...

Uma boa semana para ti!

Só Eu disse...

Mais um texto com a força interior que tão bem sabes expor.
Gostei muito.
Beijinhos

Fatyly disse...

O sentimento real que muitos sentem quando, após sentimentos negados ou negativos surgem os felizes ou mais felizes e sorridentes, que de tão descrentes...vacilam e pé-ante-pé avançam até que o aconchego os demova desse limbo.
O ser humano tem essa contradição - é preso por ter cão e preso por não ter - e achei que há que saborear quando surgem esses momentos.
Escreves fabulosamente bem e aqui deixo o meu maior apreço porque consegues através da escrita levar-nos a vários cais, a vários "sorrisos de lua" ou de sol.
Goste muito!

Beijos e um resto de bom dia:)

Val Du disse...

Texto muito belo e intenso.

Beijos e boa semana.

Carla disse...

Osvaldo
linda canção que não conhecia, mas que fui descobrir...suave encantamente que me proporcionou
beijos

Carla disse...

Nuno de Sousa
também foi um sorriso a estremecer o que o texto me proporcionou
As tuas fotos estão fantásticas
beijos

Carla disse...

Esplanando
a indiferença pode ser...dolorosa
que bom o teu olhar sobre as fotos... às vezes dão-me mais trabalho a fazer do que os próprios textos, mas dão-me igual prazer...obrigada
beijos

Carla disse...

Gazeta na Net
Sim...mas os sorrisos do sol são o que são em contraponto aos sorrisos da lua...e a noite tem uma magia especial...mesmo sendo eu amante incondicional do sol
beijos e obrigada

Carla disse...

Pin Gente
amiga...sem ser a medo! Mas ainda bem que a entendeste
beijos

Carla disse...

Rafeiro Perfumado
...pois sei o que isso é...brbrbrb cócegas!!
beijos

Carla disse...

Cleo
Deixo uma palavra de agradecimento a toda a tua simpatia
beijos

Carla disse...

Claras Manhãs
Acho perfeita a tua análise e concordo plenamente com ela...inconscientemente somos encaminhados para um trilho de dor...temos que conseguir inverter essa tendência
beijos

Carla disse...

Wind
...a libertação através das palavras
beijos

Carla disse...

Nuno
Sim, mas não tão devagar que deixemos o tempo passar por nós
boa semana e beijos

Carla disse...

MPereira
...as emoções fortes podem ser vividas suavemente...
beijos

Carla disse...

João Norte
Sim de alguma forma pensei no ambiente do Moulin Rouge, toda aquela envolvência de Pigalle, com a boémia que lhe está inerente... é uma parte de algo ainda inacabado
beijos

Carla disse...

Maria Clarinda
Obrigada eu pela (re)leitura
beijos

Carla disse...

F@
...envolve-nos a teia de emoções
beijos

Carla disse...

Brunella
Que bom! Volta sempre
beijos

Carla disse...

Tossan
uma viagem sensual e com um pudor comedido...obrigada pelo selo da amizade
beijos

Carla disse...

HFM
pequenos espaços onde trilhamos momentos de vida
beijos

Carla disse...

MFC
por vezes assusta-nos esse sentimento que em princípio nos devia alegrar
beijos

Carla disse...

Maria
Às vezes os corpos necessitam desse estremecer
beijos

Carla disse...

Meg
Amiga que dizer das simpáticas palavras que me deixas...tenho andado ausente, desculpa
beijos

Carla disse...

Filoxera
Obrigada
beijos

Carla disse...

Luiz Caio
Ou pelo menos tem de haver vontade de as vencer
beijos

Carla disse...

Vi
Amiga claro que tenho todo o gosto em que edites os meus textos...creio que já o terei referido
beijos

Carla disse...

O Árabe
uma culpa que como disse em cima tem que ser combatida
beijos

Carla disse...

Rosa Dourada
eu também prefiro o sol...mas a lua oferece alguma magia
beijos

Carla disse...

Inês
que te ajudem, sempre que for possível
beijos

Carla disse...

Lua Prateada
A poesia é um alimento especial
boa semana para ti também
beijos

Carla disse...

Jorge Vicente
estemece-nos de...prazer
beijos

Carla disse...

Marta
um passo de cada vez...de preferência eliminando o medo
beijos

Carla disse...

Eduardo Aleixo
A libertação poder ser feita de imensas formas...basta termos vontade e força para o conseguirmos
beijos

Carla disse...

Menina do Rio
Não compensa mesmo nada... como dizes aniquila os nossos sonhos e impede-nos de sermos felizes
beijos

Carla disse...

Eterna apaixonada
E eu agradeço as tuas visitas
boa semana
beijos

Carla disse...

Agulheta
Avivar os sentidos
beijos

Carla disse...

Fernanda
fiquei babada com as tuas palavras...obrigada
beijos

Carla disse...

Celamar
As palavras despertam as emoções e podem ajudar a afastar o medo
beijos

Carla disse...

Chana
obrigada
beijos

Carla disse...

Maripa
um passeio por um mundo de sensações diversas
beijos

Carla disse...

Vieira calado
assim sim...em toques de veludo
beijos

Carla disse...

Conde
fica-te então com um sorriso de Celene
volta sempre
beijos

O Profeta disse...

Um fabuloso texto...um titulo espantosamente bem escolhido...


Doce beijo

Carla disse...

By Myself
...quando isso me acontece é porque me identifico plenamente com o que leio
espero que o mesmos e tenha passado contigo
beijos

Carla disse...

Mar Arável
...que a lua influencia
beijos

Carla disse...

Sorriso
...mas cada vez mais necessária
beijos

Carla disse...

Nocturno
despertar os sentidos
beijos

Carla disse...

Andreia
obrigada
para ti também
beijos

Carla disse...

Só Eu
Essa força faz parte de nós e deve ser bem aproveitada
beijos

Carla disse...

Fatyly
Amiga se consigo isso fico muito, mas mesmo muito feliz...porque a escrita para mim é uma forma de dar algo de mim
beijos

Carla disse...

Val Du
obrigada
beijos

Carla disse...

O Profeta
as palavras às vezes brindam-nos
beijos

varal experimental disse...

Senhora talentosa, sempre com textos muito bons.

Beijos.

Justine disse...

Uma das raras fulgurâncias da vida, e que tão bem desenhas no teu texto!
Abraço

Rei da Lã disse...

Bonito, Carla!

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá querida Carla um dia Feliz... Muitos beijinhos de carinho,
Fernandinha

São disse...

E o medo alguma vez se vence?
Beijo.

Bandys disse...

Carla,

Lindo


beijos

Carla disse...

Varal
...tanta simpatia!!!
beijos

Carla disse...

Justine
que bom que gostaste
beijos

Twlwyth disse...

Caminhar até chegar ao sorriso pleno de felicidade.

Foi um prezer ler-te.

Beijo

Carla disse...

Rei da Lã
obrigada pela visita
beijos

Carla disse...

Tríptico
obrigada amiga...para ti também
beijos

Carla disse...

São
...totalmente acho que não...mas pode lutar-se contra ele
beijos

Carla disse...

Bandyz
obrigada
beijos

Carla disse...

Twlwyth
um prazer ter-te no meu espaço
beijos

João da Silva disse...

Este texto é de uma sensualidade subliminar provocante, que nasce no gérmen de uma linda imagem e depois eclode, se expande, explode mesmo, e nos conquista. É de uma beleza ímpar e nos cativa, do começo ao fim.
Li duas vezes, mas ainda vou voltar para ler. Que delícia...
Beijos carinhosos do João!

Amaral disse...

Carla
Parabéns, do melhor que já qui li. Fica-se logo deliciado com a primeira frase.
Boa semana
Bjo

gaivota disse...

então, carla, um texto lindo em sorrisos de lua... ou de sol, era mais preciso, agora...
beijinhos

axadresado disse...

lindo.....
.....divinal
obrigado pela visita

Anónimo disse...

Também gosto da sua prosa.

Pedro Martins

Gerlane disse...

Ótimo texto! Gostei, especificamente, da parte que fala sobre o sentimento de culpa por se estar feliz.

* beijos!

Å®t Øf £övë disse...

Carla,
A felicidade constroi-se passo a passo, mas há que saber por o medo de lado. Muitas vezes acabamos por não experimentar a felicidade total, porque quando deveriamos estar a viver o momento, estamos a debater-nos internamente com o dilema se devemos seguir o coração ou a razão.
Bjs.

Eduardo Serra Lopes disse...

belas imagens:)

xistosa - (josé torres) disse...

A felicidade não é uma culpa é uma obrigação e diária ...
Não acorrentada, como a imagem parece querer demonstrar, mas deixar viver ... o simples, o natural, o animal, o decente e indecente, o amoral e tudo o que envolva prazer, (este muito ou pouco), mas sem limites.
Que não tenhamos tradições a cumprir e que sejamos livres ... como a aranha de patas de seda que nos trespassa ...

Que hino, Carla! (será que haverá alguém sem emoções?)

zm disse...

...

"Ainda não tinha vencido o medo, mas sabia que com as suas mãos de veludo conseguiria dar um passo de cada vez!"

... foi nas tuas palavras que percebi ter dado, a medo, o primeiro passo.
O quanto me irrita, ainda, a culpa, sem culpa, hipócrita, de mansinho querer ver-me no primeiro passo tropeçar...

"quase feliz com aquele sorriso de lua"

daniel disse...

Carla

Um texto escorreito e belíssimo. Prosa muito do teu jeito, que daria um belo livro, caso tenha seguimento.
Não pude deicar no comentário do Osvaldo que recorda Ângelo Maria, que andou por cá muito em voga, sendo aquela canção o como que o seu cartão de visita.
Beijos,
Daniel

Eudemim disse...

Adorei esta dança de cores e ritmos de prazer.
Consegui entrar no quarto e sentir os fios de ouro.
Intenso...gostei muito !!

Beijos daqui

Sol disse...

Bom dia!
vi o seu blogue entrei e fiquei a ler, adorei tudo muito bom, sou nova neste canto de blogues,mas parabéns pela sua escrita que dá um prazer ler, desculpe entrar mas podia ler e sair sem deixar um comentário, mas achei tudo lindo...
Tenha uma boa quarta feira
Com carinho
(SOL)
Maria...

Carla disse...

João da Silva
Obrigada pela explosão
beijos

Carla disse...

Amaral
Que bom!
beijos

Carla disse...

Gaivota
...sim neste Outono chuvoso o sol faz imensa falta...mas o sorriso da lua também tem o seu quê de sedutor!
beijos

Carla disse...

Pedro Martins
...a prosa liberta-me mais
beijos

Carla disse...

Gerlane
É um sentimento ainda partilhado por muito gente...infelizmente
beijos

Carla disse...

Art of Love
Um dilema que acaba por nos afogar em pensamentos...e não nos deixa viver intensamente
beijos

Carla disse...

Xistosa
Viver diariamente a felicidade...uma obrigação como tão bem dizes!
Creio que se existe alguém sem emoções é alguém que não consegue viver
beijos

Carla disse...

ZM
A culpa, sem culpa...vive da hipocrisia que nos condiciona...para não tropeçarmos temos que a conseguir combater
beijos

Carla disse...

Daniel
Como disse só agora descobri a canção...mas tem uma doçura agradável.
Obrigada
beijos

Carla disse...

Eu de mim
Obrigada por esta entrada dourada
beijos

Carla disse...

Sol/Maria
ainda bem que entraste e que deixaste a marca da tua visita
obrigada pela leitura e pelas palavras
desejo-te felicidades neste mundo da blogoesfera e passo já pelo teu cantinho
beijos

JOCENDIR CAMARGO disse...

Como é delicioso passear neste seu mundo... escreves de uma forma a nos dar prazer durate a leitura, busca pensamentos que nos envolvem e cativa nossa gana de ler e reler e reler e não mais parar... um ótimo final de semana e um ijo com carinho de mais um admirador de seus escritos...

JOCENDIR CAMARGO disse...

Como é delicioso passear neste seu mundo... escreves de uma forma a nos dar prazer durate a leitura, busca pensamentos que nos envolvem e cativa nossa gana de ler e reler e reler e não mais parar... um ótimo final de semana e um ijo com carinho de mais um admirador de seus escritos...

Carla disse...

Jocendir Camargo
O prazer é algo que devemos cultivar...obrigada pela leitura atenta
beijos

gotadevidro disse...

É uma maravilha ler-te.

escreves de um modo muito envolvente e cativante.

Adorei

Parabéns

um beijo

Carla disse...

Gota de vidro
feliz por ter cativado a tua atenção
beijos

Amaral disse...

Neale Walsch é directo e eficaz na sua mensagem de paz e felicidade. Ser feliz faz parte da nossa razão de ser.
Nesta tua viagem profunda através das emoções, somos "forçados" a tocar a verdade que nos impele, consciente ou inconscientemente, a ser VIDA em cada momento.
O sorriso da lua faz-nos sonhar, muito de mansinho, muito aninhados no colo divino.
Sermos VIDA, sem o medo a retrair-nos, é dom da alegria que nos faz entender o porquê de estarmos vivos para escolhermos emoções...

Carla disse...

Amaral
tens toda a razão...sermos vivos é podermos descobrir a maravilha de termos alegria e conseguirmos partilhar essa mesma alegria
beijos

NAELA disse...

Um sorriso que se perde em nos, que toca a alma! Alem da intensidade dos sentimentos tem uma sensualidade a flor da pele...
Beijos mil

Anónimo disse...

Carla,

Que magnifico texto e que forma sublime de nos mostrar o seu intimo.
Corre poesia pura no seu blog, em tempos pensei criar um também, mas infelizmente tenho pouco tempo para escrever.
Há muito tempo que a sigo atentamente, mas só hoje algo me levou a comentá-la, querida não tema ser feliz, não hesite a vida não espera por nós, nós é que devemos correr atrás dela e viver, sorrir, sentir, seja um sorriso de Lua ou um sorriso de Sol, o astro não é importante só o sorriso importa.
Hoje já não tenho idade, nem coragem para reverter algumas decisões mal tomadas na minha vida, mas aos meus 68 anos penso que poderia ter feito muito mais por mim e pela pessoa que um dia me fez feliz e deixei partir simplesmente por me perder em pensamentos dentro de pensamentos.
Se a pessoa a toca, se a pessoa a ama, se a pessoa tem as mãos de veludo ou asas de fogo e sobretudo Carla se ama essa pessoa apenas lhe digo coragem querida, coragem para viver, coragem e que seja muito feliz como acredito que merece.

Atentamente
Luis M. Matos

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Carla, um dia feliz para ti... Beijinhops de carinho,
Fernandinha

Andreia disse...

"Também não era infeliz…indiferente, talvez." como compreendo.

Bastante intenso!
Beijo*

Pedro Barata disse...

Grande texto, mais uma vez.

Bjinhos

Carla disse...

Naela
um sorriso que se oferece
beijos

Carla disse...

Anónimo /Luís M. Matos
Obrigada pelas visitas em silêncio e pelo comentário...espero que o continue a fazer sempre que desejar...porque as suas palavras foram um bálsamo para mim
Beijos e felicidades

Carla disse...

Fernanda
obrigada
beijos doces

Carla disse...

Andreia
Em algum momento da nossa vida...vivemos esta indiferença
beijos

Carla disse...

Pedro Barata
Obrigada pela presença e pelo incentivo
beijos

Maria Valadas disse...

É sempre um prazer renovado fazer-te uma visita. Escreves divinalmente... e de uma maneira que prende o leitor.

Adorei!!

Beijos da
Maria

Carla disse...

Maria valadas
obrigada...para mim a escrita é uma forma de "abraçar" que pega nas minhas palavras...sei que nem sempre o consigo, mas fico feliz quando esse objectivo se concretiza
beijos

Jorge P.G disse...

CARLA:

Um bonito texto!

Viemos ao mundo para ter prazer, Clara!
A sociedade é que nos estraga a a felicidade e a alegria.
Mas eu luto contra isso! É tão pouquinho o tempo em que por cá andamos com a cabecinha sã e o corpo fresco!

UM ABRAÇO do Jorge Sineiro - antes lobo que cordeiro

Jorge P.G disse...

NÃO É CLARA, É CARLA! RAIO DE DISLEXIA MALUCA!

Desculpa.
J.S.

Carla disse...

Jorge PG
tens razão não podemos nem devemos ter medo de sermos felizes, mesmo que para isso tenhamos que ir contra preconceitos instalados.
Quanto aos Desalinhos por onde divago tens toda a razão...mas aquela lista está mesmo a precisar de ser actualizada!
beijos

Carla disse...

Jorge P.G.
Sim é Carla...mas o nome é apenas um acessório!
beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Amiga:
Não consigo comentar nada. Fiz um post a duras penas em memória a uma pessoa que perdi. Peço que me dê uma força, indo ao meu Blog.
Obrigada desde já,
Renata

Carla disse...

Renata
obrigada pela visita e os meus pêsames pela pessoa amiga
beijos

poetaeusou . . . disse...

*
a total
libertação,
,
sublime
,
conchinhas de luz, deixo
,
*

Olhos de mel disse...

Oie linda! Belissimo texto! Encantador!
As decepções ao longo da vida, nos faz ter medo dessa felicidade maior, que a que já experimentamos. Mas ainda bem, que conseguiu vencer a corrente do medo e avançar. Porque assim, se deu ao direito de vivenciar essa sonhada felicidade.
Beijos

L.Reis disse...

...erotizar a vida, a espera e as memórias...

Jardineiro de Plantão disse...

Belíssimo texto... feito de emoções fortes e libertação.

A maneira como escreve é bastante apaixonante.

Abraços

Cadinho RoCo disse...

O medo tem a arte de se afastar sem fazer qualquer ruído.
Cadinho RoCo

Késia Maximiano disse...

forte e pertinente..
Adorei!

Cleo disse...

Carla! uma quinta-feira esplêndida prá você.
aqui o selo:

http://i418.photobucket.com/albums/pp262/Stardust_049/selos-premios/golfinho.jpg

beijos!
Cleo

Ana disse...

Sorriso de lua a vencer a culpa e o medo. Belo texto.

cris disse...

Belíssima a atmosfera criada. Envolve, dá vontade de reler.
Que delícia encontrar de novo a felicidade, depois de tanto tropeço!
Gostei mesmo, Carla.
Beijo

Carla disse...

Poetaeusou
é tão necessária essa libertação
beijos

Carla disse...

Olhos de Mel
O direito de ser feliz, merece uma luta constante
beijos

Carla disse...

L. Reis
e assim se oferece um doce à vida
beijos

Carla disse...

Jardineiro de Plantão
Obrigada ...e as emoções têm a força da vida
beijos

Carla disse...

Cadinho Roco
...ou de entrar da mesma forma
beijos

Carla disse...

Késia
Obrigada
beijos

Carla disse...

Cleo
Olá amiga obrigada pela simpatia permanente
beijos

Carla disse...

Ana
A simplicidade da lua a marcar a diferença
beijos

Carla disse...

Cris
As adversidades ensinam-nos a dar valor ao que temos de bom e que nos permite sermos felizes
beijos

Parapeito disse...

gostei de ler :)palavras intensas e cheias de sensualidade...

A vida é bela sim...devemos viver dia a dia, acreditando que vale a pena...

já agora: onde está maior beleza? na teia...ou na aranha??

:)**********

Carla disse...

Parapeito
excelente pergunta...por mim prefiro a teia (em dias de chuva com gotículas de água)
beijos

Å®t Øf £övë disse...

.....oooO.............
....(....)....Oooo....
.....)../. ...(....)..
.....(_/.......)../...
.............. (_/....
... PASSEI POR .......
.......... AQUI ......
......................

Carla disse...

Art of love
obrigada pela visita
beijos