segunda-feira, 12 de outubro de 2009

...são asas




Os pés são asas
sem destino
As mãos são barbatanas
sem mares
Os pés são raízes
sem tronco
As mãos são folhas
Sem fruto

Escrevo viagem
Mas sinto…ausência

Os pés são o teu corpo
Sem mim
As mãos são o meu coração
Sem ti

Escrevo amor
Mas sinto…silêncio

95 comentários:

Sindarin disse...

Olá minha querida amiga! Que lindo! Maravilhoso para quem como eu não pode andar agora por ter sido operada a uma fractura no pá sei dar o valor a essas asas. Como estás amiga? Espero k bem, deixo-te mtos beijinhos cheios de carinho e saudade. Obrigada por seres minha amiga.

Marta disse...

Com o qual é dificil lidar....por vezes, voamos mesmo....
Lindo como sempre...
Obrigada pela visita...
Até já
Beijos e abraços
Marta

Paula Raposo disse...

Muito bonito, como sempre, Carla!
Obrigada pelo teu carinho. Beijinhos.

-daniel d'moura- disse...

Os pés nos levam a ela (amor)...um ótimo feriado...inté!

wind disse...

Fantástico!
Beijos

Osvaldo disse...

Olá Carla;

Sempre a nos ofereceres estes belos poemas "desalinhados", que nos põeem asas nos pés, para assim voarmos sobre todas as folhas poéticas de prazer.

bjs, Carla,
Osvaldo

Cátia disse...

Quantas vezes os sentimentos são opostos? quantas vezes tentamo-nos convencer de algo quando no fundo é tudo tao diferente? Que no final possas sentir Amor.

Obrigada pela comentario no ticho, ficam meras imagens de momentos fantasticos no lançamento da Pin... Mais que um livro, e os seus textos, são pormenores, detalhes que para além de lidos devem ser sentidos... sem duvida.

Um beijo
CA

KrystalDiVerso disse...

Os desencontros do corpo e suas partes, da mente e seus desejos!... O desalento nostágico esperando por respostas da Alma, do Corpo; respostas ao ensejo que se quer bem físico na consagração dos voos paralelos que imergem em profundas mansidões de solidão!... A espera segura-se atenta no prazer de si própria que não dispensa o prazer de sentir o regresso da outra metade... essa, admirável outra metade de si mesma!


Boa semana cheiinha de encontros que satisfaçam sua ânsia!



Escolha entre... beijos e abraços

Léo Metallica disse...

Oi moça... quanto tempo. E o livro? Tudo certo? rsrs...

Então... os pés... ah... adoro os pés femininos... Assim como os japoneses eu vejo o pé feminino como um sinal de delicadeza e quanto mais límpido, e bem cuidado mais prendada a moça é.

Portanto meninas... Cuidem bem dos pés... Pois não é porque ele é o nosso pisante que tem de ser manchado pelos caminhos que passam.

Direto do Rio.
Beijos moça do coração.

Léo Metallica disse...

A propósito... Eu sinto que tu é uma mulher que tem um coração muuuuuuuuuuuuuito quente.

Não sei o que isso significa em se tratando da sua pessoa. Ainda.

Beijos.

Pena disse...

Estimada e Linda Amiga:
A sua poesia vive e respira encanto.
Quanta ternura pura e bela. Majestosa.
"...Os pés são asas
sem destino
As mãos são barbatanas
sem mares
Os pés são raízes
sem tronco
As mãos são folhas
Sem fruto..."

Uma sensibilidade poética extraordinária. De fascinar e maravilhar.
Parabéns sinceros. Gostei muito.
Com um respeito imenso pela sua doçura de ser e sentir.
Beijinhos amigos

pena

Bem-Haja, fabulosa amiga.
MUITO OBRIGADO pela visita linda que me fez.

FOTOS-SUSY disse...

OLA CARLA, MARAVILHOSO POEMA...COM SENTIMENTOS SUBLIMES, ADOREI!!!
QUE TENHAS UMA OPTIMA SEMANA...
BEIJOS DE AMIZADE,



SUSY

Luiz Caio disse...

Oi Carla! Como vai?

O silêncio, neste caso, é um usual formato do não... Mas às vezes não!

TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!

Beijos.

Everson Russo disse...

Uau, deliciosamente lindo, um amor assim é o que todos precisamos, "as mãos são meu coração sem ti", isso é simplesmente maravilhoso...um otimo feriado pra ti, otima semana tambem,,,,beijos carinhosos de paz...

em azul disse...

Amo-te no silêncio.
E sigo!
Guardo as lágrimas que de mim se vão soltando sem te molharem os dedos.
E sigo!
Calo a vontade de dizer o teu nome.
E sigo!
Fecho a minha caixa de segredo até dos meus sonhos.
E sigo!
O meus pés voam no encalço de ti.

Estou de volta... cada vez mais
em azul
Um beijo

Gui disse...

Magnífico estas imagens com que ilustras a tristeza da ausência, talvez da solidão ou ainda da desilusão de um amor que fugiu. Uma alma com tanta poesia não ficar ficar só durante muito tempo. Quem sabe se outro amor não despontará em breve, ou se o amor antigo não reviverá. Só sei que uma alma como a tua não pode ficar só. E não ficará. Um beijo minha amiga. Adorei este poema.

Justine disse...

Muito belo, o teu poema. E gostei muito do ritmo breve, como um bater de coração!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Não sente o silêncio sozinha.... GRITA!

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Nuno Medon disse...

olá! Os pés são como cimento e são eles que nos suportam no dia a dia. Bem vinda de volta! Espero que te encontres bem. belas palavras e uma boa fotografia! beijos e uma boa semana.

Maria disse...

Quando as tuas mãos são o prolongamento de mim e as minhas o infinito de ti...

Já tinha saudades de te ler.

Um beijo, Carla

Rafeiro Perfumado disse...

Eu diria que são sapatos, mas não te quero contrariar...

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA CARLA... AMIGA DO CORAÇÃO, TBM. ESTAVA COM SAUDADES TUAS---!
O TEU POEMA ESTÁ EXPLENDEROSO, SUBLIMES PALAVRAS... ADOREI!!!
ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla, belo poema...Espectacular....
Beijos

Opuntia disse...

Os pés são asas e raízes. E nessa viagem silenciosa, vamos longe!!!

Bjos

Nuno de Sousa disse...

Em silêncio... direi... q maravilha te ler, te admirar e voar no que escreves...
Obrigado
adorei
Nuno

Max Psycho disse...

eu tnho vontade de ser um tubarão, seria maravilhoso, poder viajar os mares, bjus e parabéns pela analogia

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedrasnuas disse...

UMA SEREIA SOZINHA E O AMOR NO SILÊNCIO DESPERDIÇADO...

BEIJO

São disse...

Um dos teus melhores poemas, sinceramente.

Um abraço

Fred Matos disse...

Muito bom, Carla.
Parabéns
Beijos

Menina do Rio disse...

São asas que nos levam até os nossos sonhos...

Te deixo um beijinho

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Carla.

Às vezes a ausência e o silêncio são necessários para refletirmos melhor sobre nós mesmos, nossa vida e quem nos cerca.

Lindo texto!! :-)

*******

E é isso mesmo Carla! Dia das crianças é todo dia. Não só para os pequeninos, mas também para nós que temos uma criança dentro do peito.

E como por aqui é dia das crianças e o dia da padroeira do Brasil, N.S. Aparecida, só posso desejar


FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!


FELIZ DIA DE N.S. APARECIDA!




♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

MEUS PENSAMENTOS disse...

oi carla saudades ,vim lhe agradecer a doce visita ,e dizer que este poema é belissimo e qua as vezes me sinto asim,bjs!!

Sofá Amarelo disse...

Asas são para voar... mas são os pés que podem dançar e dar sonho às asas...

... e talvez assim se possa escrever sem que o silêncio irrompa pelo corpo e pelas mãos ...

JPD disse...

Belíssimo poema, Carla.

Voltei a editar

http://oguizoeogato.blogspot.com

Estás convidada.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Que o amor nunca seja silêncio.
E que a viagem te traga até ti.
Numa semente que germina em sorrisos cumplices.
Assim o bater de dois corações em uníssono.
Bj

Vieira Calado disse...

O amor é frequentemente feito de silêncios...

Beijoca

Fatyly disse...

Simples, magnífico e muito sentido. Gostei imenso! Voltaste em grande:)

Um grande xicoração

Maria Clarinda disse...

Maravilha!!!!!!Jhs mil

preto [e] branco disse...

Querida Amiga,

Começo por agradecer a tua visita e comentário no meu blogue.
Claro que é com muito prazer que retribuo e...

Digo-te que as tuas palavras em "desalinho" numa construção poética e expressando o quanto é bonito viver-se o amor, indiciam o teu sentimento na forma pura e, soberbamente, colorida pela foto.
É no silêncio que se vive o amor no mais belo que ele nos oferece.

bj...nho

gotadevidro disse...

Belo, lindo e triste.

Temos sempre a outra parte em alguém...

bjinhos e boa semana

Everson Russo disse...

Uma bela semana pra ti querida...beijos

Conversa Inútil de Roderick disse...

Simplesmente... belo.

Dri Viaro disse...

Que vc tenha uma boa semana
beijos

Dri Viaro

GarçaReal disse...

´
Tantas vezes queremos ter asas e voar...Voar....Procurar.

Muito belo este teu poema

Adorei
Escrevo amor
Mas sinto...silêncio

bjgrande do Lago

Eu sei que vou te amar disse...

Adorei a imagem que veste maravilhosamente este sentir, ousadia de voar de uma forma poetica!
Um beijo doce

Vento disse...

É urgente voar rumo a esses pensamentos sublimes.

beijo

Mário Margaride disse...

Lindíssimo poema, Carla!

Voamos muitas vezes, através das nossas emoções...

Belo...

Beijinhos e uma excelente semana.

Mário

Fragmentos Betty Martins disse...

.________querida Carla





"são asas"



que por vezes nos levam

em voos______mesmo tocando o chão____...






.belíssimo









__________///







beijO______ternO
b.semana

Demóstenes disse...

Nunca percebi essa fixação feminina por pés e tudo o que lhes está adjacente (como sapatos, por exemplo).

Gostei do seu blogue.

Parabéns

© Piedade Araújo Sol disse...

contradiçoes...

muito bom!

um beijo

OUTONO disse...

Maravilhoso...como sempre!
As tuas palavras...continuam a encher a minha imaginação de imagens poema...e até inspiração, de palavras tela.

Obrigado. Amiga.

Beijinho.

Agulheta disse...

Carla. Os pés são as asas de quem sonha e sabe voar,poema sublime e belo,adorei.
Beijinhos

segredo disse...

Quando temos o coraçao nas maos somos assim amor puro e intenso!
Texto intenso!
Beijinho de lua*.*

sonho disse...

E a vida sem amor é vazia...escreve sempre o amor...mas não em silencio grita...procura respostas...:)
Beijo de um anjo

tossan® disse...

O teu silêncio é a poesia e a tua poesia é o teu amor. Linda! Beijo

Táxi Pluvioso disse...

Será lançado este ano lectivo o Magalhães 2.0.

Laura disse...

Imagem fantástica acompanhada com palavras perfeitas..

A Magia da Noite disse...

o silêncio completa a saudade da ausência.

Sandra disse...

QUERO AGRADECER IMENSO CARINHO DESTINADO AO BLOG.
SEM A SUA PRESENÇA NADA AQUI SERIA POSSÍVEL.
SOU FELIZ COM A SUA PRESENÇA.
COM MUITO CARINHO, RECEBO TODOS OS DIAS OS SEUS COMENTARIOS, AS SUAS ALEGRIAS.
COMO É BOM TER AMIGOS.
ESTOU BEM MELHOR...AS VEZES PRECISAMOS DAR UM TEMPO. A VIDA CONTINUA E ESPERANÇA TAMBÉM.
SANDRA

Mikas disse...

Na viagem também há ausência, porque as asas nos levam tantas vezes para longe do coração.

neide disse...

Carla querida que profunda essas palavras. Tristes e belas ao mesmo tempo. Uma mão vazia a espera de um amor...

Bela foto.

Bjsss

Lmatta disse...

Fantástico
beijos

A. disse...

Os sentimentos transmitidos em no poema. Adoro cada palavra.

utopia das palavras disse...

Senti o silêncio do poema e voei nas suas asas!
Gosto imenso, gosto de poesia compacta, sintetizada, muito directa! Das melhores que li de ti!

Beijinho

. intemporal . disse...

. querida amiga,,, .

. da composição das sílabas solta.se um grito em surdina, no mais perfeito sílabar com que és verbo incandescente .

. 100 comentários .

. "amei.de.amar" ,,, Carla .

. um beijo , .

. sempre e para sempre .

. paulo .

José Rui Fernandes disse...

Entre pés e mãos, alinho nestas Palavras em desalinho!

Gostei de aqui estar. Voltarei a visitar!

Abraço,
JRF

Fritiane Totallytchoisted disse...

Como sempre fazendo poemas maravilhosos e muito caprichosos, obrigada por ter passado no meu Blog, estava sentindo falta de comentarios, você anda muito sumidinha mocinha, hãn! rsrsr
Beijos e boa semana.

heretico disse...

poema cativante, imagens poéticas mto belas.

beijos

impulsos disse...

É como planar sob a nossa "insustentável leveza do ser"...

Por vezes é bom mudar de ares e deixar que as asas nos levem por aí...

Gostei muito de aqui vir descobrir este cantinho de poesia!

Beijo

Maripa disse...

Amor com asas, sentido no silêncio de um coração...

Lindo o poema,como sempre.

Beijo,Carla.E o meu carinho.

Celamar Maione disse...

E esse vazio deixa um gosto amargo....
Belo fim de semana, Carla.

bj

varal experimental disse...

Que lindo!

Bjus

Borboleta ::. disse...

a ausencia de alguem torna-se sempre num silencio confuso .
beijinhos*

Su disse...

"escrevo amor, mas sinto silêncio" achei divino e intenso!


bjosss!!!

Faniquito disse...

Oii amiga !!!

Que lindo...amei !!!


   ***  ***   ***  ***
  ***     *  *     *** ☆
 ***       *       ***
 ***               ***
 ***               ***
  ***             ***
   ***           ***
    ***         ***
      ***      ***
        ***  *** ☆
           ***
            * ☆


♫♫ Meu coração... não sei pq ...bate feliz qdo te vê !!! ♫♫

Um lindo e merecido final de semana

Beijinhos

Ana

[ rod ] ® disse...

conjunções perfeitas... sonhos e realidade. bjs,.

mfc disse...

Os desencontros não duram para sempre.

Joe disse...

Gostei da construção simples do poema, que não o impede de ser muito expressivo. Acho que o título do blog não faz justiça ao seu conteúdo: ainda não vi nada desalinhado por aqui.

Nilson Barcelli disse...

Segundo as leis da física, a cada acção corresponde uma reacção.
Mas nas leis dos sentimentos a lógica é outra (se é que existe), e nem sempre existe um contraponto coerente de um com o sentir de outro.
Daí que a gestão dos sentimentos seja tão caótica e, por vezes, desesperante.
Mas, se assim não fosse, tudo seria tão previsível que o encanto seria transformado em rotina... do tipo "eu gosto de ti, logo tu gostas de mim"...
Gostei imenso do teu poema.
Bom fim de semana, beijos.

Mário Margaride disse...

Minha querida amiga.
Passei por este teu cantinho, para te desejar um excelente fim de semana, com tudo de bom.

Beijinhos

Mário

gaivota disse...

e num silêncio sentido... dás asas a sapatos e voaaaaaaaaaaaa
bom fim de semana
beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

re-passei e desejo bom fim de semana!

um beij

Corvo Negro disse...

Belo... este teu lirismo.









Feliz... isto que fazes a estas imagens.
Adoro cada uma delas.

I've missed YOU

Ana S. disse...

Lindo poema!
Falar de amor é sempre bom mesmo que o silêncio seja a resposta :)
Beijinhos

Deni Maciel disse...

voamos com os pés no chão..
mais que complexidade há tbm o valor de viver com os pés no chão com a raz~]ao de dissernimento com tudo que o pé e o poder de se auto loocomover que temos...
parabens.
abraços
bom fDs.
e o jason quee
parece q tá morto mas que
ressurge e leva é o button..
pq o jason do morumbi tá mais pra
zé do caixao....

mixtu disse...

asas
que voam

que se sentem

pés que nos dão asas...

voar... volar

abrazo serrano

O Árabe disse...

Bonito, Carla. Muitas vezes, o silêncio em nós é o que nos leva a escrever. :) Boa semana!

Spectrum disse...

escreves divinamente...
beijinhos

Oliver Pickwick disse...

Um poema inteiramente escrito em alegorias. Leveza, lirismo e delicadeza escritos para uma boa leitura num fim de tarde.
Um beijo!

Perla disse...

Que as asas, na viagem, tenham sempre o poder de voar, apesar de todos os silêncios.

Beijinhos

gaivota disse...

é tão lindo o teu poema...
escrever amor e sentir silêncio...
beijinhos, carla

Élio - Filomena disse...

Se ela quer voar é porque tem asas.. Nas asas do tempo, a tristeza voa.

Beijos..

Å®t Øf £övë disse...

Carla,
Há alturas em que o amor e o silêncio combinam na perfeição.
Bjs.

PAS[Ç]SOS disse...

A ausência num voo perdido
uma viagem desejada
pés descalços, mãos desabraçadas…
quão sublime é o amor
mesmo escrito para o silêncio.