terça-feira, 10 de novembro de 2009

No hálito adormecido das palavras


No hálito adormecido das palavras moribundas
que vomitam sentimentos ultrajados
grito dores, rasgo carnes apodrecidas,
na farsa de uma vida de dias esmagados!

Vagueio nos braços da noite, onde o silêncio
Percorre descalço a oca solidão deste vazio.
Calco cinzas de mim…na mortalha
Que envolve fumos de queimada palha.

Descubro nas linhas de uma sina aldrabada
Ser filha de um passado que não vivi.
Traço nos papéis desertos da rua a coordenada
De um trilho para onde enfim parti!

Esqueço sonhos, apago a saudade
Vagabunda sem raízes em árido solo
Como se fosse a história da humanidade
Sonâmbula e adormecida no meu colo.

160 comentários:

Fred Matos disse...

Poema forte e muito bem construído. Gostei, principalmente da última quadra, que sozinha vale por um poema.
Parabéns!
Beijos

Desnuda disse...

Carla,

eu adoro seus poemas!

"...Descubro nas linhas de uma sina aldrabada
Ser filha de um passado que não vivi.
Traço nos papéis desertos da rua coordenada
De um trilho para onde enfim parti!"

Excepcional!


Beijos com admiração e carinho.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA CARLA, BELÍSSIMO POEMA, COMO É APANÁGIO DO TEU BLOGUE... ADOREI...!
ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Rafeiro Perfumado disse...

Sina aldrabada? E não podes pedir o dinheiro de volta?

Beijoca!

Marta disse...

Desespero...grito de dor e raiva...
Mas vislumbro esperança...
Belo como sempre, gostei muito..
Obrigada pela visita.
Beijos e abraços
Marta

São disse...

Ei, força, menina!
Um abraço.

Mika disse...

"Traço nos papéis desertos da rua a coordenada
De um trilho para onde enfim parti!"
É sempre com um sorriso que volto a ler-te.
Abraço

Miguel

wind disse...

Muito forte, angustiante.
Beijos

Pena disse...

Oh, Doce Amiga:
"...Esqueço sonhos, apago a saudade
Vagabunda sem raízes em árido solo
Como se fosse a história da humanidade
Sonâmbula e adormecida no meu colo..."

Que "coisa" mais sensível, doce e terna.
Fabuloso versejar que encanta. SEMPRE!
Bem-Haja, pela honra da sua amizade.
Aqui "respira-se" ternura de maravilhar.
Beijinhos amigos de respeito, estima e admiração constantes.

pena

MUITO OBRIGADO pela sua amizade extraordinária e sincera.
Bem-Haja, fantástico ser humano que deve ser.
Adorei!

Justine disse...

Creio sentir-me um pouco assim também...só que incapaz de o dizer dessa maneira!

Filoxera disse...

Carla: continuas inspirada, mas agora com um tom algo amargo, será?
Prefiro os teus poemas de paixão; não pelos poemas, que são, todos eles, bem concebidos. Por ti. Se forem expressão real do que te via na alma...
Um beijo.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla, belo poema...Espectacular....
Beijos

Ana disse...

Lindo poema, AMIGA querida.


Triste …muito triste…

Por isso me tentei a vir escrever neste teu cantinho uma palavra de estima, amizade e admiração por ti…

Pronto ...apetece-me dar-te colinho, estender-te a minha mão e conseguir que sintas e percebas o quanto a vida é linda, ou melhor o quanto tu fazes a vida linda… a tanta, tanta gente…

Gosto-te…

Fica bem AMIGA


Ana

carlosré disse...

De que perfume se trata?
Beijos

Maria disse...

Se me ensinasses como se apaga a saudade...

Um abraço. Apertado.

Duarte disse...

Bonito, mas duro, quase triste, mas muito profundo. São sentimentos que vejo brotar carregados de arrepios... espero que sejam brotes de esperança!

Um grande abraço

Cadinho RoCo disse...

As palavras e seus mistérios.
Cadinho RoCo

Pedrasnuas disse...

QUE TENEBROSO HÁLITO...QUE DENSO FADO!!!

BEIJO

Gui disse...

Bons poemas estes. Gostei

segredo disse...

Os teus textos são um encanto! Fazem nos pensar e repensar. Parabens
Beijinho de lua*.*

carlosré disse...

lindissima esta imagem

Fragmentos Betty Martins disse...

._________querida Carla



.___________________________
as linhas
.____sinas________pro.clamadas

dum caminho re.partido
profundamente.sagus______das palavras

vida._______dum.sangue adormecido...

.________________________





amei.amei.de.verdade_____o teu poema





__________________///









beijO_______ternO
b-semana

paulofski disse...

Mas é impossivel adormecer nas tuas palavras, quanto muito sonhar.

NM disse...

Poema muito bonito. Gostei muito.
NM

http://krigsmjod.blogspot.com

Max Psycho disse...

contiinuas a escrever mui bem ein gata

JOY disse...

Olá Carla,

Passei para te cumprimentar e Ler.

Fabuloso este teu poema.

Fica bem
Joy

Amaral disse...

Carla
Simplesmente "Bom".
Bjo

GarçaReal disse...

Afinal o passado mesmo que mal vivido acaba por estar presente na mente.

Belo poema

bjgrande do lago

AnaMar (pseudónimo) disse...

Tudo, menos esquecer os sonhos!
Bjs

KrystalDiVerso disse...

Há momentos longos em que sentimos a distância de nós!... nem sabemos se conseguimos interpretar uma ténue tentativa de aproximação, tudo que parece restar é a certeza de que não fomos o que somos nem somos o que nos cabia por direito!... Acamos que algúem nos enganou... temos a certeza que nos deixamos enganar, porque acreditamos nas Admiráveis mentiras, como sustentação de nós próprios... como se, assim, talvez nos fosse concedido o privilégio de ter, em abraço, o desejo de ser-mos de alguém!...


Escolha entre... beijos e abraços

Táxi Pluvioso disse...

Ó diabo! Ia fazer copy paste de uma frase para o comentário e o click direito não deixa. Manda ser original, tarefa difícil, impossível, pois viver é copiar. A História da Humanidade é um papiro, mas em faixa de Moebius, que volta sempre ao princípio. boa semana

Laura disse...

Que lindo, Carla... como eu gosto de te ler!

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Eu é que agradeço o sentimento que dos seus poemas sobressai. Foi muito bom descobrir este cantinho.
Um forte abraço.
NM

http://krigsmjod.blogspot.com

gaivota disse...

a saudade é uma coisa muito cá de dentro... sem palavras, nem sonhos esquecidos, vamos para a frente!
beijinhos

Carla disse...

Fred
a quadra mais fprte, na minha opinião
beijo

Carla disse...

Desnuda
fico feliz, porque pelas tuaspalavras reconheço a tua sensibilidade
beijo

Carla disse...

Fernanda
e eu fico sempre muito feliz quando por aqui passas
beijo

Carla disse...

Rafeiro
nestas coisas o melhor é deixar andar ;)
beijo

Carla disse...

Marta
grito de dor e raiva, sim.
Esperança nem que seja pela força de acreditar
beijo

Carla disse...

São
a força que se tem e a que se inventa
beijo

Carla disse...

Mika
e com um sorriso te recebo
beijo

Carla disse...

wind
...quase moribundo
beijo

Carla disse...

Pena
obrigada pelas palavras
beijo

Carla disse...

Justine
dói mais o sentir que o dizer, não é?
beijo

Carla disse...

Filoxera
poesia, palavras, sentires...nem sempre as palavras são de paixão
beijo

Carla disse...

Chana
obrigada
beijo

Carla disse...

Ana
Amiga obrigada pelas tuas palavras, pela tua presença, pelo teu colinho e pela mão que eu sei que está sempre aí quando preciso. E neste momento sabes melhor do que ninguém como ela me ajuda
também te gosto muito :) e sabes que sou forte por isso beijo enorme de obrigada

Carla disse...

Carlos Ré
adivinha pelo aroma :)
beijo

Carla disse...

Maria
se eu soubesse! ou pelo menos se a fórmula resultasse!
obrigada pelo abraço...que bem que soube

Carla disse...

Duarte
triste, sem dúvida...mas ainda com uma réstea de esperança
beijo

Carla disse...

Cadinho
elas e nós
beijo

Carla disse...

Pedras nuas
e haverá fado que não seja denso?
beijo

Carla disse...

Gui
obrigada
beijo

Carla disse...

Sonho
obrigada e ainda bem que assim é
beijo

Carla disse...

Carlos Ré
obrigada pelo olhar
beijo

Carla disse...

Betty
são linhas de vida...mesmo com o sangue adormecido ou moribundo
beijo

Carla disse...

paulofski
ainda bem
beijo

Carla disse...

NM
obrigada pelas palavras e pela visita
volta sempre
beijo

Carla disse...

Max
ainda bem que gostas
beijo

Carla disse...

Max
ainda bem que gostas
beijo

Carla disse...

Joy
obrigada pela visita

Carla disse...

Amaral
simplesmente...obrigada
beijo

Carla disse...

Garça Real
e quando mal vivido presednte nas marcas que deixa traçado em nós
beijo

Carla disse...

Ana Mar
às vezes é preciso adormece-los
beijo

Carla disse...

Krystal
assim é às vezes não nos reconhecemos quando nos olhamos ao espelho...queríamos ser outro alguém, não ter acreditado, não sermos tão frágeis...sermos ferro em vez de cristal
beijo

Carla disse...

Taxi
Viver é copiar...e o pior é quando se copiam os mesmos erros
beijo

Carla disse...

Laura
também gosto de te ler
beijo

Carla disse...

MPereira
dos sonhos que nos conseguimos lembrar
beijo

Carla disse...

Anónimo
obrigada e volta sempre
beijo

Carla disse...

Gaivota
porque viver é preciso
beijo

neide disse...

Carla querida gosto dos seus poemas,
mesmo os fortes porque nos levam a refletir sobre nós mesmas.

Bjss querida.

A Magia da Noite disse...

na tristeza dos abismos, encontramos o sossego dos desalinhos em nossos próprios caminhos.

pin gente disse...

ensina-me a esquecer o sonho
ou a adiá-lo no tempo que disponho
não consigo mais vivir assim
deambulando tal sombra de mim


beijos

Luis F disse...

Gostei muito de voltar a este espaço, li e senti as palavras.

Um poema muito bom mesmo... os meus parabens

bjs
Luis

tossan® disse...

Forte mesmo, porém belo! Beijo

O Profeta disse...

Não sei quem vence!
Não sei quem leva a melhor
Só sei que um sorriso teu
Fez desabrochar das pedra uma flor

Com ela teci um tapete
Engalanei a sombra dos teus passos
Escrevi um derradeiro pedido numa pétala
Rogando a infinita ternura dos teus abraços



Doce beijo

Nuno de Sousa disse...

Magnifico, mais um excelente trabalho, não era de esperar outra coisa claro :-)
Bjs

Sandra disse...

Parabéns pelo poema.
Aqui tudo é muito belo.

É maravilhoso, receber amigos em nossa casa, e passar o dia conosco.
Amo a sua Amizade.
És um amigo muito especial para mim.
Sei que as palavras, são pequenas, mais tem um peso muito grande em nossa Vida.Valorizo cada momento que está aqui, juntinho de mim.
Por isso quero dizer que amo muito vc. meu GRANDE AMIGO VIRTUAL.

QUE DEUS ABENÇÕE VC. POR ESTAR SEMPRE EM MEU BLOG, COM TODO ESTE CARINHO, QUE É MUITO IMPORTANTE PARA MIM.
UM ABRAÇO BEM FORTE..TENHA UM LINDO DIA.
SANDRA

sou...serei? disse...

Quem sente e expressa, soberbamente, com as suas palavras, feita poesia, tudo se torna "real". Até o passado tem um outro sentir e pensar.

bj...nho

Nuno Medon disse...

beijos grandes e um abraço.

força!!!

Mário Margaride disse...

Senti cada palavra aqui escrita. A vida e´-nos muitas vezes madrasta. Temos que ir dentro de nós, ao nosso eu, buscar todas as forças, para emergirmos deste mar de frustração.

Muito lindo este poema, apesar de triste.

Uma excelente quinta feira!

Beijinhos

Mário

Andreia disse...

Está muito bonito... *

JPD disse...

Poema excelente.

Um roteiro de desalento mas não e resignação.
É premente a necssidade de cortar com um passado não vivido.

É clara a noção de presente urgindo o futuro.

Bjs

BC disse...

Olá Carla, há muito que não nos viamos nas palavras.
Beijinho
Isabel

. intemporal . disse...

. ser do grito em surdina a palavra ladina de uma ascese mayor .

. "amei.de.amar" ,,, .c.a.r.l.a. .

. e saio, rendido .


. o meu beijo de sempre .





. paulo .

neide disse...

Oi querida, vim deixar um beijo pra você.

Spectrum disse...

Minha querida Carla, as tuas palavras são tudo menos desalinho.
Beijinhos

Nilson Barcelli disse...

Soberbo, querida amiga.
É o mínimo que eu posso dizer deste teu poema.
"Descubro nas linhas de uma sina aldrabada
Ser filha de um passado que não vivi."
Esta parte é uma delícia. A tua visão poética é notável.
Bom fim de semana.
Beijos.

Faniquito disse...

Oii amiga !!!

Nossa... poema forte, expressivo e ...profundo!!!

Um lindo e iluminado final de semana prá vcs

Beijinhos

Ana

ADiniz disse...

Este um grito no inconsciente,
Um Munch ,
Além cais

Bjinhos

Sofá Amarelo disse...

Palavras desnudadas vagueando nos braços da noite onde o silêncio é a coordenada da vida....

xistosa - (josé torres) disse...

Lido de sopetâo, até nos falta o ar.
É isso ... a noite, os anseios, os medos.
Que chegue a alvorada.
Belíssimo, como é apanágio desta casa.
Um abração e bom fim de semana.

(já ressuscitei definitivamente e está tudo melhor que antes.
Pudera!
Fiquei sem a safena inteira da perna esquerda, mas parece que valeu a pena.
Pelo menos para mim.
Quem não gostava é que se pode sentir incomodado. rsss, rsss, rsss)

Multiolhares disse...

Belo e forte poema, quantos de nós passamos na vida vivendo essa sina aldrabada
beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema sublime, com estrofes muito bem alinhavadas e cheia de sentimentos.

achei este poema um dos teus melhores.

um bom fim de semana!

beij

Su disse...

Muito bom o poema... apesar de descrever sentimentos de sofrimento... mas fala bem dos sentimentos humanos...

bjosss!!!

jo ra tone disse...

Raiça o poema bem como tudo.Mas pena, eventualmente para quem veste ou venha a vestir a pele das palavras.
Não deve estar/ficar nas melhores condições!
Bjo
Bom fim de semana

Sonhadora disse...

Muito forte o seu poema...mas muito belo.
Beijos
Sonhadora

Sindarin disse...

Lindo. A história da humanidade adormecida nom meu colo...maravilhoso amiga. Obrigada querida por não te esqueceres de mim. Obrigada pela amizade. Bjs grandes.

O Árabe disse...

Belo título... ainda mais belo poema! Boa semana, amiga.

Chris disse...

Parabéns pela forma como escreve, prometo voltar para ler com maior cuidado...
Abraço
Chris

segredo disse...

lindo como sempre...pena k nem sempre conseguimos apagar a saudade...
Beijinho de lua*.*

Maripa disse...

A noite escuta os gritos de alma, é companheira da solidão...

É tâo difícil apagar a saudade!

Beijo,Carla.E o meu carinho.

Fatyly disse...

Profundo, sonante e marcante e nunca devemos abrir mão dos sonhos mesmo feridsa...mesmo desoladas...mesmo tristes.

Gostei muito e parabéns poetisa!

Beijocas

Carla disse...

Neide
ainda bem que assim é
um beijo

Carla disse...

A magia da noite
quantas vezes é mesmo nos desalinhos que nos conseguimos encontrar
um beijo

Carla disse...

Pin
quisera eu esquecer os sonhos...ou pelo menos a sombra desses mesmos sonhos
um beijo

Carla disse...

Luis F
e obrigada eu por esse sentir
um beijo

mixtu disse...

um sonho
um vaguear

a noite

passado...

filha de um passado...

adormecido... meio adormecido...

abrazos serranos y europeos

Carla disse...

Tossan
obrigada
um beijo

Carla disse...

O profeta
o desconhecido também tem encanto
um beijo

Carla disse...

Nuno
obrigada pela simpatia
um beijo

Carla disse...

Sandra
mesmo virtua obrigada pela amizade e pelas palavras
um beijo

Carla disse...

Sou...
o passado pode ser um fardo pesado em certas circunstâncias...noutras não!
um beijo

Carla disse...

Nuno
obrigada e para ti um beijo

Carla disse...

Mário
a parte madrasta da vida, por isso temos que encontrar forças no mais fundo de nós mesmos
um beijo

Carla disse...

Andreia
obrigada
beijo

Carla disse...

JPD
desalento, mas não resignação, sem dúvida alguma
um beijo

Carla disse...

BC
por isso sabe sempre bem o reencontro
um beijo

Carla disse...

Intemporal
ser grito...seja ele de que forma for
um beijo

Carla disse...

Neide
obrigada e outro beijo

Carla disse...

Spectrum
obrigada, mas todos temos um pouco de desalinho em nós
um beijo

Carla disse...

Nilson
palavras sentidas, ou sentires em palavras
um beijo

Carla disse...

Faniquito
a profundidade das palavras está principalmente em quem as lê, por isso muito obrigada
um beijo

Carla disse...

Adiniz
um grito no inconsciente, sim. Nunca um grito inconsciente
beijo

Carla disse...

Sofá amarelo
completamente desnudadas as palavras, mas no conforto de um abraço a solidão da noite não é tão assustadora
beijo

Carla disse...

Xistosa
e assim sendo que nunca lhe falte o ar
É um prazer te-lo por aqui
beijos

Carla disse...

Multiolhares
e haja força para a ultrapassar
beijos

Carla disse...

Piedade
e que mais posso dizer senão obrigada pelas palavras, principalmente porque são ditas por quem tão bem escreve
um beijo

Carla disse...

Su
são sentimentos que todos temos em nós uns com mais outros com menos intensidade
beijos

Carla disse...

Jo ra tone
pena? talvez não. a verdade deve ser mais forte que tudo o resto
beijo

Carla disse...

Sonhadora
obrigada pela simpatia das palavras
beijos

Carla disse...

Sindarin
obrigada eu pela presença
beijos

Carla disse...

O Árabe
obrigada e boa semana
beijos

Carla disse...

Chris
obrigada pela visita e volta sempre
beijos

Carla disse...

Segredo
assim é
beijos

Carla disse...

Maripa
é forte a saudade, sim
beijos

Carla disse...

Fatyly
mesmo feridas a vida não pára
obrigada
beijos

Nilson Barcelli disse...

Mas não deixes adormecer as tuas próximas palavras poéticas...
Querida amiga, tem uma boa semana.
Beijos.

utopia das palavras disse...

Um poema forte, de palavras quase mortíferas...incendiadas!

Gostei de cada verso!

beijo

Eu sei que vou te amar disse...

Palavras que ditam a fragilidade dos sentimentos, mesmo que por vezes perdidos em becos escuros!
Beijo doce

Madalena disse...

Uau. Forte!!

beijinho*

Eldazinha disse...

Quanta beleza nesta arte das palavras!!!

Beijinhos
Elda

Deni Maciel disse...

nesta hora o q sair da boca é lucro xD~
uma ótima quArta.
e o natal está chegando... o dia 20 de novembro tbm...e uma pergunta q não quer calar...
seria saci perere o papai noel africano?
e o papai noel do polo norte das neves ¬¬ [pronto desabafei]
eeeeeeim.....
abraçooOOoooOo

neide disse...

Carla, ainda sem tempo de ler os posts. Vim lhe deixar um beijinho de boa noite e votos de uma linda semana.

Bjss querida.

Mário Margaride disse...

Querida amiga

Passo por aqui, para te desejar uma excelente semana!

Beijinhos

Mário

gotadevidro disse...

Um poema cheio de força....

Belo

bjitos

Lmatta disse...

lindo poema
beijos

alice disse...

eu vim cumprimentar-te antes de ir dormir, carla. depois passo para te ler. hoje é só mesmo um grande beijinho.

Táxi Pluvioso disse...

Não esquecendo o bfds da praxe.

Perla disse...

As palavras adormeceram-me nas mãos...

sinto-as mas calo-as
.
bebo as tuas.

Beijos

MEUS PENSAMENTOS disse...

forte ,mas bem compreendido .obriogada pelo carinho de sempre carla bjs!

Å®t Øf £övë disse...

Carla,
É incrivel como às vezes temos situações no passado que parecem não ter sido vividas por nós. Eu tenho esse sentimento diversas vezes.
Bjo.

Gil Moura disse...

Olá!

Cheguei aqui, através do blog UNIVERSO DAS PALAVRAS, e fiquei muito bem impressionado. Um lindo blog, e um lindíssimo poema!

Beijinhos

Gil

http://nos-as-palavras.blogspot.com/

Eli disse...

Vim espreitar este poema. Tenho andado longe, mas sinto vontade de recuperar...

:)

Mário Margaride disse...

Passo por este belo cantinho, para te desejar uma excelente semana com tudo de bom!

Beijinhos

Mário

Gil Moura disse...

Olá, Carla

Vim aqui a reboque do "Universo das palavras", e gostei deste belo espaço poético!

Parabéns!

Se me permites, vou linkar o teu blog.

Um beijinho, e uma boa noite

Gil

Élio - Filomena disse...

Muito forte, mas Magnífico..

"Esqueço sonhos, apago a saudade
Vagabunda sem raízes em árido solo
Como se fosse a história da humanidade
Sonâmbula e adormecida no meu colo."

Beijos..

Carla disse...

Gil Moura
obrigada pela visita e terei todo o gosto em que me linques...só não consegui retribuir a visita, porque não consigo aceder ao teu blog
beijos

Anna D'Castro disse...

Oi Carla, vim para te conhecer através do Blog do NAENO, e fiquei encantada pelo ke vi e li.

Vc escreve mt bem ou talvez: 'Atira seus "desabafos de alma", como quem joga belas pérolas consistentes'...

Adorei tudo neste poema, mas principalmente:
"... descubro nas linhas de uma sina aldrabada// ser filha de um passado que não vivi..."
Muito forte e muito presente todo esse passado!
Talvez pq eu tb sinta ke 'minha sina foi aldrabada'...
Tal como disse Florbela:
- "Eu não peço à Vida nada que ela me não tivesse prometido, detesto-a e desdenho-a porque não soube cumprir nem uma das suas promessas, em que ingenuamente, acreditei, porque me mentiu e me traiu sempre..."

Meus parabéns vc descreve sentimentos com muita plenitude. AMEI passar por aki.

Vou-te linkar aos meus blogs pois adorei a coragem e me impressionou mt td o ke li, pois eu escrevo um pouco assim... nem sempre posto nos meus blogs de poesia pq as pessoas aki no Brasil ficam um pouco assustadas com a intensidade da nossa alma portuguesa - e eu tb sou portuguesa ke há 10 anos moro no Rio de Janeiro.

Tenho no meu livro AQUELA VOZ (ke fui lançar em 2001 em Pt) alguns poemas de desabo e ke talvez agora depois de te ler me atreva a postar...
Beijos querida, felicidades, um Feliz Natal e ke 2010 te traga muitas realizações.

Me visita no:

'FLORES SELVAGENS' - Poesia e Teatro
www.floreselvagens.blogspot.com
ou no:
'PALAVRAS SEMENTE...de Palavras Somente'
www.palavrasemente.blogspot.com

... será sempre bem vinda!

Td de bom pra ti querida
Anna D'Castro