quarta-feira, 25 de novembro de 2009



Volto a esse espaço a essa rua sem nome, pelo menos nas minhas memórias vazias. Lá te encontro. Formas que recupero de ontem. Para que o hoje não invalide o amanhã.
Um corpo. Desalento no sopro do vento norte.
Um olhar. Bebido na ilusão de um bar a fechar.

Escrevo dor. Recupero a tua atenção. Sabes do que falo aí no recanto das tuas feridas abertas.
Desenho os contornos curvados que te capto. Moldo-me. Choro seco que alimenta os ponteiros desse relógio... dessa hora já vivida.

dono.o tempo.escraviza os momentos.
eu. neste tempo sem ti!

167 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Se tens a memória vazia como é que consegues voltar a encontrar a rua? GPS?

wind disse...

Gostei muito deste tempo no espaço.
Beijos

segredo disse...

E num tempo em k estamos sós o quanto nos doi e custa passar cada minuto...
Beijinho de lua*.*

Ana disse...

Olá amiga

Lindo poema...
Como sempre nos habituaste.

Parabéns por nos proporcionares com a tua emotividade e criatividade desmesurada estes momentos tão íntimos…tão sadios.

É sem dúvida o melhor blog que conheço.

Obrigada

Ana

Marta disse...

A dor enraizada na alma...
Gostei imenso...
Beijos e abraços
Marta

Maria disse...

Ainda ontem pegando no teu livro pensei 'há quanto tempo não escreve' e agora... mais um texto tão con.sentido...

Beijo, Carla

NM disse...

Sabe sempre bem ler o que por aqui nos deixas. A mim, pouco mais me resta para retribuir, a não ser um enorme beijo de amizade.
Espero que tudo esteja bem.
NM

Pena disse...

Linda Amiga:
Um poema sublime de uma certa melancolia bela, típica dos poetas e poetizas, que sente de forma admirável e bonita para com alguém.
Expressa uma dor,um sofrimento, que vivifica maravilhosa e fabulosamente.
Pura magia poética admirável e extraordináriamente doce.
Adorei.
Beijinhos amigos de respeito, estima e consideração.
Sempre a estimá-la e a lê-la atentamente.

pena

Bem-Haja, pelo gesto de ternura deixado no meu blogue.
MUITO OBRIGADO sincero. Bem-Haja, fabulosa poetiza divinal.

Gil Moura disse...

Nesse espaço sem nome, nessa rua despida, existe bem vestido, o sentir, com que estas palavras se revestem...

Lindo, Carla!

Beijinhos

Gil

Fragmentos Betty Martins disse...

.__________querida Carla





de


sentir.es_______tão profundamente

o imenso que traduz

.o.vinco.vestígio
______as unhadas.do.tempo


na tua escrita_______que dói


(.)


imensamente bela_____...





_____________///







beijO_______ternO

Mika disse...

Sempre que resta o recordar...aquele que apenas acontece obstinado e imprevisível...os ponteiros param...durante o momento preciso.
E voltam ao tiquetaque obediente, aguardando outro roubar do tempo...e outra...e outra... e outra vez.
Abraço

Miguel

Luis F disse...

Um excelente poema... gostei de o ler e de sentir as palavras a embalar o meu voo

Bj
Luis

Pensador disse...

E que deste reencontro, da atenção recuperada, possa renascer o amor e a paixão, se estes forem verdadeiros.

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Tu e a poesia... ÉS A MAIOR

Bjosssss

Sandra disse...

Nossas ruas sem nomes, nossas mentes sem destinos, somente esperando para encontrar o meu amor...
Aiiii!!! valeu...

RETRIBUINDO AS SUAS VISITAS E DIZENDO O QUANTO ELAS SÃO SIGINICATIVAS PARA MIM. VENHO LHE DEIXAR UM ABRAÇO E SOLICITAR DE CORAÇÃO O SEU VOTO.

SEU VOTO É UM GRANDE PRESENTE PARA MIM.
POR ISSO CONTO COM ELE NO BLOG NECTAR DA FLOR.
LÁ VC. ENCONTRARÁ A LISTA DE PARTICIPANTE. ENCONTRE O BLOG UMA INTERAÇÃO DE AMIGOS E VOTE.
SEU VOTO É UM PRESENTE PARA MIM.
FICAREI MUITO FELIZ COM ELE.
SE VOCÊ SE EMOCIONOU COM A HISTÓRIA DE REGINA VÁ LÁ NO NECTAR E VOTE.FICAREI ETERNAMENTE GRATA PELO SE CARINHO.
SEJA O MEU PAPAI NOEL...

ESTE É O ENDEREÇO PARA VOTAÇÃO.
http://nectar-da-flor.blogspot.com/
TE ESPERO LÁ.
UM GRANDE ABRAÇO
SANDRA

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla, belo poema...Espectacular....
Mesmo que tenhas dificuldades, nunca destruas as flores da esperança....
Beijos

Duarte disse...

Um canto veemente
a um passado necessitado dum presente.
Como um desgarro
com a ferida por cicatrizar.
Fez-me estremecer,
mas vejo muita vida por viver...

Um forte abraço

sou...serei? disse...

Querida Amiga,

o meu obrigado pela tua visita e comentário ao meu blogue.

Retribuindo, que bom fazê-lo, encontro as tuas palavras que falam de sentimento, em leitura perdido mas, bem interpretado, vejo-o por ti, ainda muito vivido e desejado.
Crias, na forma poética, a beleza inspirada do amor.

Não vejo "dor" na tua escrita, como dizes, mas sim...Brilho.

bj...nho

Max Psycho disse...

nossa baby quanto sofrimento no texto, mas achei legal ele mesmo assim

O Árabe disse...

Ruas sem nome... quantas delas se eternizam nas lembranças que guardamos. :) Bom resto de semana!

Fatyly disse...

Formas de um sentir sofrido, que vão e vêm...porque ficaram marcadas a ferro e fogo.

Profundo e deste asas a ir muito além, até talvez do sentido do mesmo.

Beijos

Faniquito disse...

Aiii eu sempre fico emocionada qdo te "leio". Que lindo...profundo!!!

Beijinhos

Ana

Corvo Negro disse...

Também.
Também escrevo sobre algo que sou.







...e nós, já nascemos sem ele (tempo).

Poemarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
gaivota disse...

lindíssimo poema! mesmo a ler e reler...para sentir esse relógio que não anda cheio de horas já vividas!
beijinhos

Pedrasnuas disse...

POIS,FICARAM AS MEMÓRIAS ...A PERDA DÓI SEMPRE ... CARECE DE LUTO? OU É TEMPORÁRIO?

BEIJO

AnaMar (pseudónimo) disse...

Dor que demora a passar em momentos que parecem eternizar-se.
Acredita: o amor esconde-se nos ponteiros dos segundos.

bela a tua prosa, embora dorida.
Um beijo meu.

(Não uso relógio :-)

Opuntia disse...

Uma dolorida, mas, gostosa nostalgia sobrevoa tuas palavras.
Lindo texto!!!!!!!!

gotadevidro disse...

Quando a ausência é marcante ficam estes raios de tristeza...

Obrigada pela visita

bjitos

[ rod ] ® disse...

quando viajo nelas eu percebo meu erros tão primários e opções nunca antes vistas... as minhas memórias tem cheiro de quinze minutos atrás... bjs moça.

Su disse...

Na realidade, são os sentimentos que às vezes nos escravizam... ou então, somos nós que nos deixamos escravizar por eles


Bjsss!

tossan® disse...

Desenhas aqui neste belo poema o contorno do desalento, mas há o amanhã. Lindo! Beijo

sonho disse...

Feridas abertas que o passar do tempo as ajudará a fechar...
Beijo de um anjo

neide disse...

AmigA querida, peguei uma infecção alimentar e se durante esses dias não a visitar é porque ainda estou doente e o corpo doi-me muito pedindo "cama". Espero que logo logo esteja em "forma" novamente.

Aprovitando, desejo-lhe um maravilhoso final de semana.

Bjssss

APC disse...

quanta nsotalgia, Carla! E quanta dor reflectida neste poema belissimo que gostaria de ter escrito..
Beijinhos para ti

Gil Moura disse...

Olá Carla

Nada podemos fazer contra os nossos sentimentos. Muitas vezes sofremos desilusões...mas a vida continua.

Beijinhos

Gil

São disse...

As lágrimas que coalham no nosso peito são como espinhos a lacerar-nos a alma.

Um abraço, grande.

Mário Margaride disse...

Lindo poema, Carla

Amar é assim. Ficamos com o coração prisioneiro, sem saber o que fazer...

Mas apesar da dor e do sofrimento...há sempre uma nova primavera a florir.

Beijinho

Mário

Cadinho RoCo disse...

NO tempo da inspiração os contrastes surgem com beleza incontestável.
Cadinho RoCo

JPD disse...

Roteiro de um corpo, de uma emoção, de um relacionamento atravessando o tempo e o espaço para que a memória revitalizada proporcione um futuro...

Saudações

Laura disse...

Belíssimo, Carla. Sentido.
Senti.

Desnuda disse...

Querida amiga,


em todos os versos deste belo poema a tristeza ,a dor e a nostalgia. Sentimentos presos, reféns no/do tempo que certamente o próprio tempo alforria.


Carinhoso beijo, com admiração, sempre.

FOTOS-SUSY disse...

OLA CARLA, MARAVILHOSO POEMA...GOSTEI MUITO...QUE TENHAS UM OPTIMO FIM DE SEMANA!!!
BEIJOS DE CARINHO,


SUSY

Sonhos e Devaneios disse...

Minha querida voce foi muito feliz na elaboração deste poema, conseguiu colocar seus sentimentos e demonstrar algo maravilhoso....esta dor tem que ser compreendida e voce partir para outra...
beijos joao

Eu sei que vou te amar disse...

Tempo sem ti, mas que resta apenas a nostalgia de sentir cada momento ao penetrar no mais fundo de si!
Um beijo doce

Miguel Ferreira disse...

Abençoados os momentos que te marcaram de forma tão intensa... eles mesmo te garantem que continuas presente, com vida e com alma para continuar...

Belo e intenso...

Faniquito disse...

Oii amiga !!! ♥♥


♥♥ “Faça o que for necessário para ser feliz

Mas não esqueça que a felicidade é um sentimento simples,

vc pode encontrá-la e deixá- la ir embora por não perceber sua simplicidade “ ♥♥

Mário Quintana
♥♥

Um lindo e ensolarado final de semana

Beijinhos

Ana ♥♥

Carla disse...

Su
são fortes os sentimentos
beijo

Carla disse...

Tossan
ainda bem que há saempre o amanhã
beijo

Carla disse...

Rod
...mas há as outras memórias, aquelas que vincam os nossos sentires
beijo

Carla disse...

Poemarte
do tempo que marca o tempo das nossas vidas
beijo

Carla disse...

Opuntia
nem sempre a dor se pinta de negro :)
beijo

Carla disse...

Gaivota
um relógio que, muitas vezes apetece parar
beijo

Carla disse...

Pedras nuas
o luto é quase sempre uma forma de abafar a dor, porque ela permanece, mesmo que oculta
beijo

Carla disse...

gota de vidro
...à espera de raios de sol
beijo

Carla disse...

Anamar
...porque se segundos se fazem minutos e destes horas que se convertem em dias de amor
beijinho

Carla disse...

Sou...
e porque não pode a dor ter brilho, se até as lágrimas cristalinas o têm?
beijo

Carla disse...

Corvo Negro
acho que nascemos com ele (o tempo) contado, o que fazemos no seu percurso isso está nas nossas mãos
beijo

Carla disse...

Max
...legal! ehheheh
beijo

Carla disse...

O Árabe
ruas feitas de trilhos que nos marcam
beijo

Carla disse...

Fatyly
além da dor, haverá ainda outra dor maior?
beijo

Carla disse...

Faniquito
e eu fico feliz pelo que escrevo provocar essa emoção
beijo

Carla disse...

Pensador
que assim seja
beijo

Carla disse...

Chana
até porque essas devem ser as últimas a morrer, segundo se diz
beijo

Carla disse...

Luís F
um embalo que entorpece
beijo

Carla disse...

Jota Ene
que dizer!!! obrigada
beijo

Carla disse...

Sandra
sem nome e sem destino é quase vazio
felicidades na votação
beijo

Carla disse...

Duarte
nem que seja através da ressuscitação da vida própria vida
beijo

Carla disse...

NM
e que melhor retribuição posso desejar
beijo de amizade

Carla disse...

Maria
as palavras vão e veem...às vezes chegam a dançar outras vezes quase moribundas, mas a verdade é que têm sido companheiras fiéis
beijo amigo

Carla disse...

Betty
a escrita é ujm acumular de emoções...às vezes dói
beijo

Carla disse...

Mika
não tinha pensado dessa forma, mas tens razão o tempo pára quando recordamos algo...assim sendo convém roubarmos, nem que sejam segundos ao tempo para recordarmos momentos, felizes
beijo

Carla disse...

Gil
e têm nome as palavras que aqui deixas...simpatia, por isso volta sempre
beijo

Carla disse...

Pena
não sei se são apenas os poetas, ou os aprendizes de poetas que sentem a dor...mas obrigada pelas doces palavras
beijo

Carla disse...

Marta
isso...dor com raizes
beijo

Carla disse...

Rafeiro
há sempre qualidades que temos ocultas :)
beijo

Carla disse...

Segredo
isso depende do tipo de solidão
beijo

Carla disse...

Ana
isso são palavras que a amizade oferece...por isso e pela tua amizade te agradeço
beijinho doce

Carla disse...

Wind
para que não haja espaços sem tempo
beijo

Carla disse...

Sonho
...talvez por isso digam que o tempo tudo cura...não sei é se terão razão
beijo

Carla disse...

Apc
a nostalgia dos dias frios
tens outros muito belos também
beijo

Carla disse...

São
coalham e deixam um sabor a azedo que é difícl de ultrapassar
beijo

Carla disse...

Gil
...mas a vida continua, apesar de tudo
beijo

Carla disse...

Neide
espero que estejas melhor e que tenhas um óptimo fim de semana
beijo

Carla disse...

Mário
...até porque as prisões são castradoras
beijo

Carla disse...

Cadinho
contrastes entre o que se tem e o que se quer
beijo

Carla disse...

JPD
um roteiro com destino certo: futuro
beijo

Carla disse...

eu sei que...
tempo de nostalgia
beijo

Carla disse...

Susy
obrigada pela visita. espero que esteja tudo bem
beijo

Carla disse...

Laura
senti
obrigada
beijo

Carla disse...

Desnuda
refém em busca de carta de alforria
beijo

Carla disse...

Sonhos
exactamente isso...ultrapassar a dor
beijo

Carla disse...

Miguel
...são as nossas marcas pessoais
beijo

A Magia da Noite disse...

há ruas que percorremos e tempos, vazios que nunca preenchemos.

Carla disse...

Faniquito
tens toda a razão...a felicidade é o que realmente importa
beijo

Carla disse...

A magia
...vazios que nunca preenchemos
beijo

Sereia disse...

Parabéns pelo blog, lindissímo.
Beijos

heretico disse...

"dono o tempo. escrviza os momentos"...

gostei muito.

beijos

Multiolhares disse...

Dor escrita dor sentida , desenhada nas horas do tempo que passa
beijinhos

Fatyly disse...

Carla
pelo que há 32 anos vejo na minha mãe e numa grande amiga minha, há uma dor ainda bem maior, segundo elas a maior: a perda de um filho!

Beijos

paulofski disse...

E é sempre bom voltar a ler as tuas belas palavras.

Bjs

Gil Moura disse...

Olá Carla

Revisito, este belo e intenso poema, que gosto muito.

Desejo-te um bom fim de semana.

Beijinho

Gil

Unseen Rajasthan disse...

Fantastic post !! BEautiful words !!Unseen Rajasthan

Lmatta disse...

lindo poema
beijos

gaivota disse...

lindo poema, na ilusão de um "ti", de alguém...
bom fim de semana
beijinhos

Agulheta disse...

Carla.
Simplesmente lindo como sempre,as palavras escritas são como um belo desenho de tons.
Beijinho e bfs
Lisa

. intemporal . disse...

. entre o hoje.a.manhã . na dor que se inscreve e se re.inscreve em sentimentos tantos .

. "amei.de.amar",,, Carla .

. um beijo meu .

. um bom Domingo .




. paulo .

© Piedade Araújo Sol disse...

Carla

mais um belo poema, que gostei de ler.

Destaco o seguinte:

dono.o tempo. escraviza o momento...

deixo um beijo e votos de uma boa semana!

Afonso disse...

Viajei no teu poema de forma intensa. Adorei cada palavra.
Beijinho

Justine disse...

O tempo e a sua intransponibilidade, os afectos e a sua fuidez. Deles estamos cativos...

JOY disse...

Olá Carla,

Passei para me deliciar com mais um dos teus bonitos poemas.

Beijos
Joy

Sunshine disse...

Que saudades de ler as tuas palavras... estive ausente devido ao pouco tempo de que disponho.
beijinhos com raios de sol

Táxi Pluvioso disse...

Estava a pensar, se uma rua não tem nome, de certeza que o autarca mais próximo lhe "empresta" o seu. :-))) Pelo que vi o Avelino Ferreira Torres exagerou, agora querem tirar-lhe o nome da "sua obra". boa semana

Helena Paixão disse...

Querida Carla,
Prosa ou poesia, de ti tanto faz pois a harmonia das palavras está sempre presente.
Bjinhos e boa semana :-)

Dri Viaro disse...

Bom dia :)
Que sua semana seja repleta de coisas boas
beijossss

Carla disse...

Multiolhares
escrita porque sentida ou vice versa?
beijo

Carla disse...

Fatyly
sinceramente e como mãe acredito que essa será a maior dor que se poderá sentir
beijo

Carla disse...

Herético
temos que saber dar a volta. ao tempo
beijo

Carla disse...

SEreia
obrigada pela visita e pelas palavras
beijo

Carla disse...

Paulofski
volta sempre é com prazer que te recebo
beijo

Carla disse...

Gil
é bom ter-te por aqui
beijo e boa semana

Carla disse...

Unseen
thank you
kiss

Carla disse...

Lmatta
obrigada
beijo

Carla disse...

Gaivota
ilusões que nos alimentam os sonhos
beijo

Carla disse...

Piedade
obrigada por teres passado por aqui
beijos

Carla disse...

Agulheta
creio que as palavras podem ser desenhos sim
beijos

Carla disse...

Intemporal
também eu amei de amar
beijos

Carla disse...

Afonso
uma viagem pelas palavras
beijo

Carla disse...

Justine
tempo e afectos
tempo de afectos
beijos

Carla disse...

Joy
volta sempre
beijos

Carla disse...

Sunsshine
feliz com o teu regresso
beijos

Carla disse...

Táxi Pluvioso
o Ferreira Torres era o exagero em tudo
beijo

Carla disse...

Helena
obrigada pela simpatia das tuas palavras
beijo

Carla disse...

Dri
e a tua semana também
beijo

Gil Moura disse...

Olá, Carla!

Vim beber um pouco desta tua bela poesia, e deixar-te um beijinho.

Boa terça feira!

Gil

Élio - Filomena disse...

Belissimo poema!
Em cada momento há sempre um reviver de emoções..

Beijos..

O Árabe disse...

Boa semana, amiga! :)

C Valente disse...

muito sentido
saudações amigas

mfc disse...

Estamos sempre a duas páginas de um final feliz!

A. disse...

São os sentimentos que moldam as nossas memórias e a nós.
Beijo

neide disse...

Carla querida tive uma infecção alimentar e fiquei de cama. Já estou bem e vim deixar um beijo pra você.

Fica bem amiga.

Bjsss

Nilson Barcelli disse...

"Desenho os contornos curvados que te capto. Moldo-me. Choro seco que alimenta os ponteiros desse relógio... dessa hora já vivida.

dono.o tempo.escraviza os momentos.
eu. neste tempo sem ti!"

O teu texto é poesia, querida amiga.
Gostei imenso.

Beijos.

ADiniz disse...

Hj é Dia
um bom dia.
sob lua cheia
um grande abraço em vc.
kokohmahá

A.S. disse...

Venho deixar-te um terno e doce beijo... de SAUDADES!!!

O Profeta disse...

Porque será que os pássaros
Cantam na partida do dia
Porque será que um amante ausente
Fica de alma apertada, vazia?

Porque será que as ondas lamentam
Em sussuros de sal no areal
Porque será que as rezas são feitas
Para correr para o longe o perverso mal?


Boa semana


Doce beijo

jo ra tone disse...

O sem-fim recomeça sempre num princípio.
Como seria se assim não fosse.
Beijo

Mário Margaride disse...

Olá, Carla

Mais uma vez revisito este belíssimo poema, e sempre me delicio ao lê-lo.

Um beijinho grande para ti

Mário

poetaeusou . . . disse...

*
embora ramalheiro,
( ultimo )
deixo os meus parabens,
,
conchinhas,
,
*

APC disse...

Nunca nos cansamos de ler-te. sai-te das vísceras, Carla.
Já nas livrarias, o meu livro como verificarás no meu espaço.
Beijos

Oliver Pickwick disse...

Jamais entenderei por completo o amor. Especialmente, aquele que já se foi. Presente, ou não, ele nunca morre.
Bela poesia lírica.
Um beijo!

citadinokane disse...

Sentimentos que se apossam de noss'alma...
São sentimentos e pronto.
abs,
Pedro

KrystalDiVerso disse...

O tempo!.. Não raro, pára... fica ali esperando por nós, esperando por uma parte de nós!... Como se fosse-mos uma parte desse tempo que refresca a memória na densidade suave da atmosfera de um bar de fim de noite! Ali ficamos em curtos momentos que se eternizam!... Reconstruimos imagens e outros momentos... esperamos por eles!

Bom fim de semana

Escolha entre... beijos e abraços

mixtu disse...

moldar...espaço sem nome
dor...
choro seco...

horas vividas...

sem ele... até o ter... ou sentir rê-lo sem o ter

abrazo serrano y europeo

Gil Moura disse...

Olá, Carla!

Espero que esteja tudo bem.

Passei por aqui, para te dar um beijinho, e desejar-te uma excelente semana!

Gil

Celamar Maione disse...

Linda poesia !
Como é duro ser " escravo" do tempo....dói...

bj

Mário Margaride disse...

Querida amiga,

O amor é assim. Muitas vezes possessivo, escravizante...

Beijinhos

Mário

Hneto disse...

Saudações poéticas!

Sindarin disse...

Querida amiga Carla! É sempre um prazer sem dimensão ler os teus belos poemas. Venho tb fazer-te um convite, embora saiba k não virás por ser longe, mas mesmo assim agradecendo por tudo o k já fizeste por mim e para k saibas vou dizer-te k a apresentação do II volume do meu livro vai ser no sábado dia 12/12/09 às 21h na livraria Barata na Av. de roma em Lisboa, gostaria muito k pudesses estar presente, mas paciência, deixo-te na mesma um beijo e o meu muito obrigado, por aquilo k fizeste e pela amizade k me dás.

Deni Maciel disse...

nada melhor do q conseguir viver o tempo do outro...
hoje dia da luta mundial contra corrupção..
pensei em sairmos pelas ruas com dinheiro dentro da cueca ou calcinha e depois que terminar retirar as notas sujas e lava-las devidamente....
abração;;ótima quinta e sempre digo q o fds tá chegando.mas desta vez é o ano novo..eita como passa 'Ligeru'..
Fui.##

A.S. disse...

Carla,

A verdade é sempre mais exacta
quando nasce a luz de um novo dia!
Deixa entrar o sol pela janela
e desvende todas as palavras que,
teimosamente,
se esconderam na noite!


Beijos...
AL

Beautiful Stranger disse...

Queridos Amigos,

Gostaria primeiramente de justificar minha ausência na ‘blogosfera’ durante esses últimos meses, tive algumas mudanças tanto quanto radicais em minha vida, o que de certa forma impossibilitaram meu acesso a internet com tanta freqüência gostaria, porém ainda continuo postando mensalmente ao menos um texto. Aproveito também para dizer que mesmo não comentando vejo conforme minhas possibilidades todos os blogs das pessoas que sempre me acompanharam ao longo desses quase dois anos. Continuarei escrevendo e postando meus pensamentos até o dia em que não houverem palavras que eu possa compartilhar...

Deixo aqui registrado todo meu carinho, respeito e admiração


Beautiful Stranger
strangerbeautiful.blogspot.com

O Árabe disse...

Sinto falta dos posts. Boa semana, Feliz Natal!

rosa dourada/ondina azul disse...

Passei para te deixar um abraço:)

xistosa - (josé torres) disse...

Mas a ilusão é que nos acompanha sempre, até no recanto dum canto sem horas.
Sem momentos.


Que belo momento.
Aproveito para deixar os maiores votos de umas Festas Felizes na companhia dos entes queridos.
Haverá melhor?
Então que também chegue.

Cumprimentos.

Å®t Øf £övë disse...

Carla,
É bom voltarmos ao nosso espaço depois de algum tempo de ausência, e dar de caras com escritos que ficam gravados para a eternidade, e que representam vivências e sentires muito nossos.
Bjs.

Filoxera disse...

Quando é que dás uns passos atrás nesse precipício?
Estamos com saudades...
Um beijo.

Trolha disse...

Os nossos espaços correm no tempo sem tempo. A destempo.
Com tempo os nossos espaços cruzar-se-ão e deixarão de ser espaços sem tempo mas espaços a tempo. No tempo. Com tempo.

Bons tempos