quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Um país…um regime…várias contradições



Há uma dúzia de anos visitei Cuba pela primeira vez. Provavelmente devido ao fascínio que este país exercia sobre mim confesso que fiquei encantada: um mar fabuloso, música que parecia nascer em todos os cantos, pessoas que transbordavam simpatia apesar de todas as dificuldades que saltavam aos olhos, mesmo dos mais distraídos.
Saí de lá com a certeza de que um dia voltaria.
Este ano resolvi regressar e apostar numa viagem diferente…entrar mais a fundo na vivência das pessoas, procurar o outro lado das coisas. E descobri um país feito de dualidade, de paradoxos, de contra-sensos e contrastes…um país à deriva a lutar entre o sonho e a realidade.
Acho que não há melhor imagem de Cuba do que dizer que se trata de um Museu Vivo. Em termos arquitectónicos, de património, do parque automóvel…e mesmo de ideias!

A história de Cuba parou basicamente entre 1958 e 1959 altura em que Che Guevara iniciou uma marcha para Havana, capital de Cuba. Em 1959, Fidel Castro liderou a Revolução Cubana contra o ditador Fulgêncio Batista. Fidel Castro não era comunista, aliás, os comunistas apoiavam Batista e não confiavam em Fidel, no entanto, foi ele que mobilizou a juventude cubana e conseguiu eliminar o analfabetismo em apenas um ano, realizou a reforma agrária, desapropriando propriedades dos americanos, o que terá levado os EUA a considerarem o líder cubano um inimigo e tentarem derrubá-lo, treinando ex-militares de Batista para invadir Cuba, para além de deixarem de adquirira açúcar cubano, o que obrigou Fidel a aproximar-se da União Soviética e dois anos mais tarde instaurar um regime ditatorial de orientação marxista e partido único.

Nestes quase 50 anos de regime Fidel conseguiu algumas proezas que considero admiráveis num país com uma dimensão quase similar à de Portugal, sem grandes riquezas naturais (à excepção de um mar e de belezas naturais que cativam qualquer um) e com um bloqueio internacional que, pelo menos no início, funcionou eficazmente. Claro que durante várias décadas contou com o apoio do Bloco de Leste que, de alguma forma colmatava dificuldades existentes e tornava mais fácil alimentar com balões de oxigénio uma situação que, de outra forma, ter-se-ia tornado insustentável.
Com a queda do muro de Berlim e a modificação da situação internacional, Cuba foi um dos países que sofreu na pele com essa mudança, ou seja a sua população sentiu cair em flecha o seu nível de vida.

Das proezas conseguidas é de realçar ma quase nula taxa de analfabetismo, um sistema de saúde capaz de causar inveja à maior parte dos países ditos desenvolvidos, um sistema de protecção civil muito bem montado, como pude constatar com a passagem do furacão “Gustave” e um apoio à população, principalmente em termos de concessão de casas para habitação. Dito assim pode parecer pouco, mas quando olhamos para a maioria dos países da América Latina constatamos que não é assim tão pouco o que o Governo oferece. No entanto, se formos mais ao fundo da situação descobrimos o outro lado da moeda…o ensino é bom (sempre gratuito, sendo que quando mudam de estatuto de estudante para trabalhador uma parte do salário auferido é-lhes retirada para subsidiar a formação dos mais novos), de tal forma que quase todos os cubanos entre os 40 e os 20 e poucos anos possuem um curso superior (e não falo apenas de terem um diploma, mas de possuírem conhecimentos aprofundados), no entanto poucos são os que exercem a sua profissão, optando por trabalharem em profissões ligadas ao turismo, pois a possibilidade de auferirem gorjetas superiores ao ordenado é um factor determinante. Significa isto que as mais-valias criadas não são devidamente aproveitadas, razão pelo qual um dos guias que tive era arquitecto, o empregado da mesa do hotel era professor de química e assim por aí adiante.
Quanto ao sistema de saúde…creio que o valor da medicina cubana é reconhecido um pouco por todo o mundo, aliás por algum motivo Hugo Chavez celebrou um protocolo com Cuba em que manda petróleo em troca de médicos cubanos (um acordo benéfico para os dois). A população tem acesso a um sistema gratuito de saúde, mas faltam medicamentos que complementem essa oferta. Claro que o bicho papão do bloqueio americano surge logo em lugar de destaque, mas a verdade é que hoje em dia o bloqueio é quase inexistente. Quer o Canadá quer a França, entre outros países, têm furado esse bloqueio em vários domínios, se não o fazem em termos de fornecimento de medicamentos é porque esse é um dos argumentos utilizados na luta anti-americana.
Pelo que pude ver e ouvir (através de inúmeras conversas que tive) há pobreza em Cuba, mas não há fome, todos têm acesso ao mínimo (embora se esse mínimo for analisado pelos parâmetros ocidentais seja muito pouco)…contudo, a par das vantagens que isso pode trazer há um conjunto de desvantagens que acabam por impedir o desenvolvimento económico do país.
O ordenado base para o trabalhador comum é muito baixo e serve, em regra, apenas para a aquisição do essencial à sobrevivência. Os ordenados dos trabalhadores rurais e daqueles que não se encontram ligados à indústria do turismo são ligeiramente mais elevados face aos ordenados dos trabalhadores ligados ao turismo, isso porque é ideia feita que estes conseguem, através das gorjetas, um verdadeiro complemento ao seu ordenado… o mesmo é dizer que quase toda a gente se faz à gorjeta neste país e que a qualidade do serviço está dependente de desembolsarmos ou não o respectivo peso.
Por falar em pesos essa é outra incongruência deste país… Cuba tem duas moedas uma para os turistas, o peso convertido (mais conhecido por CUC) e o peso para os cubanos. Pelo que pude averiguar a média dos ordenados anda entre os 17 pesos convertidos (o que não dará mais de 15 euros) e os 25 pesos…para o comum dos trabalhadores. Tendo em conta que a maioria dos casais cubanos vive em casa dos pais, isso significa que são 3 ou 4 ordenados que entram em casa dentro dos valores referidos, o que diga-se em abano da verdade não dá para muito, pois uma t-shirt banal custará cerca de 11 euros e uns sapatos poderão custar mais de 30 pesos convertidos, o que faz com que a solução seja recorrer a artigos em 2ª ou 3ª mão.
Desta forma o sistema proporciona o básico, mas paralelamente a isso promove a pequena corrupção e o contrabando de produtos típicos como o rum e o “puros” cubanos e não incentiva à produtividade…
Como dizia uma cubana que trabalhava no hotel “o regime deu muita coisa boa a Cuba, mas tem de evoluir…50 anos sem mudanças estagnou o país, impediu o crescimento e o aumento da produtividade, todos fazem o mínimo, porque sabem que recebem o mesmo independentemente do esforço. A par disso é revoltante saber que o regime luta contra a fuga de cubanos para Miami, mas recebe de braços abertos as suas «remessas» de divisas”.
Para alguns este comodismo já faz parte da forma de vida, noutros sente-se uma revolta surda, mas quando os questionamos sobre o futuro…tanto para uns como para outros a apatia é geral e o encolher dos ombros o gesto mais comum.
Ao contrário do que é regra, este ano, pela primeira vez Fidel não apareceu nem discursou no dia do seu aniversário…provavelmente a doença já começa a vencer o corpo deste guerrelheiro. Para os cubanos, no entanto, ele continua a ser um herói, alguém que deu corpo a um sonho..é interessante ver como em Cuba se cultiva a imagem de ídolos como Ché Guevara, de Jose Marti e de outros guerrelheiros, mas a imagem de Fidel é preservada, de tal forma que quase me apetece fazer uma comparação com a igreja católica que representa os seus santos, mas nunca tem uma representação física de Deus.
E a dualidade continua numa série de pequenas coisas que marcam o dia-a-dia deste país. Por exemplo há autocarros para turistas e outros para cubanos…a liberdade de expressão é uma utopia. Falar com um cubano não é tarefa fácil, num bar em Varadero alguns diziam que era necessária uma autorização especial para falarem com turistas, noutras situações sempre que tentava abordar a situação do país falavam muito a medo antes de ganharem confiança e sempre com os olhos a investigarem se alguém se aproximava. Uma das bandeiras de Raul Castro foi o facto de ter permitido o uso de telemóveis por cubanos o que é importante não fosse o preço exorbitante das telecomunicações em Cuba, o que torna quase impraticável o seu uso mesmo para turistas, quanto mais para os naturais deste país…a Internet é extremamente lenta e a preços quase proibitivos. Quanto à televisão por satélite (não o posso afirmar com precisão) mas pareceu-me ser de uso exclusivo para turistas.

A VISITAR:
Continuo a achar que estas incongruências fazem de Cuba um verdadeira “case study” em termos de estudo de política internacional… mas à parte disso o país possui um conjunto de factores que justificam uma visita atenta. Havana, cuja parte antiga foi classificada pela UNESCO como património da humanidade encanta pela variedade de estilos arquitectónicos e decoração, onde se convivem em todo seu esplendor o barroco e o neoclássico, o renascimento e o "art nouveau" em palacetes, casarões coloniais, conventos e igrejas. Durante anos, a falta de poder económico impediu a recuperação destes edifícios, mas actualmente alguns deles já começam a ser recuperados fazendo com que a cidade deixe de ter um aspecto de cidade degradada. Visitas obrigatórias nesta cidade é o Malecón, Paseo de Martí, Parque Central, Plaza de Armas, Castillo de la Real Fuerza, Plaza de la Catedral, Plaza Vieja, Estação Central, A Catedral, o Capitólio e claro é de passaegm obrigatória El Floridita, La Bodeguita del Médio (Locais eleição de Hemingway, famosos pelos seus daiquirise mojitos e ainda a gelataria Coppelia.
Os cayos, famosos pelas suas praias de areias brancas e águas calientes são destinos especiais, bem como Varadero, Trinidad (cidade que também é património da humanidade) que parece ter parado em pleno século XVII), Cienfuegos, Guama, Cardénas (onde pela primeira vez foi hasteada a bandeira cubana) e Santiago de Cuba (segundo dizem porque nunca visitei este cidade pela longa distância que fica de Varadero, deslocação só mesmo de avião e confesso que a minha experiência com os aviões cubanos deixou algo a desejar).

201 comentários:

1 – 200 de 201   Mais recente›   Mais recente»
Carla disse...

Em primeiro lugar quero agradecer a todos os que passaram por aqui durante as minhas férias...aos pouco vou passar pelos seus blogs a agradecer as mensagens que me deixaram.

Em segundo lugar pedir desculpas pelo post extenso que hoje edito. Sei que poucos terão tempo e/ou paciência para o lerem, mas a verdade é que, por uma questão de egoísmo gostei de o escrever...caso não o possam ler todo vejam pelo menos o que há para visitar em Cuba.

Beijos a todos e obrigada pela simpatia

pinguim disse...

Cuba é um país a visitar, sem dúvida; e eu tenho grandes chances de o fazer no próximo ano, a ver vamos...
Beijinhos.

biazinha disse...

Ena,ena, ena...seja bem-revinda!
Minha mãe sempre sonhava com cuba quando era mais nova, afinal ela sempre foi do bloco de esquerda no Brasil, hoje não é maisl miltante, ainda vota na esquerda, mas com muita dificuldade, pois diz ela, que depois que a esquerda chegou ao poder não fez diferente do que a situação fez.
O seu post está excelente e aprendi um pouco mais o lendo.

Beijão.

Rey disse...

wow, Cuba!

Outra cultura, outra história... E quando que nao é bom sentir-se um peixe fora d'água?
Quando volta, volta renovado, nao é?


Beijos, tudo de bom!

Rafeiro Perfumado disse...

Um verdadeiro "case study" é este teu texto, Carla. No entanto, pese a riqueza do teu discurso, para perceber Cuba tem de ser localmente. E quando localmente não digo através daquelas excursões organizadas, que apenas nos mostram uma pequena parte da realidade da ilha. Tem de se sair do circuito normal, falar com as pessoas, só assim nos poderemos realmente aperceber do fantástico povo que habita aquela maravilhosa ilha. Beijo e parabéns.

Nuno disse...

Olá! A mim não tens nada que agradecer. Eu gosto do teu espaço, do que escreves.. Vejo que tiveste umas boas férias e que te divertiste. As fotografias são lindas e Cuba é uma cidade interessante. Espero que te encontres bem! beijos e uma boa semana!

ACP disse...

:)))
Li tudo, com TODO o prazer! :)
Fiquei a conhecer + 1 pco de Cuba, mmo sem nunca lá ter ido!

Tv 1 dia lá vá e, claro está, n perderei a oportunidade de visitar "La Bodeguita del Medio" :)

Bem vinda Carla :)
Beijinhos

Val Du disse...

Que bom que você voltou!

Texto muito interessante.

Beijos

Rocket disse...

que saudades dos cayos...

é curioso, quando regressado de cuba afirmei que andara a fazer arqueologia política...

falas-me de posts extensos eh eh

beijos

wind disse...

Excelente pot formativo e informativo!
Beijos

Bandys disse...

Carla,

Lindo post. Tenho muita vontade de um dia conhecer Cuba.
Suas informações e fotos nos tras uma verdadeira aila de cultura.

beijos

mundo azul disse...

...é! Tudo apresenta sempre os dois lados da moeda...É preciso observar, de que lado a moeda é mais brilhante...


Excelente o seu texto! Aprendi aí, várias coisas sobre Cuba, que eu não sabia... Parabéns!


Beijos de luz e o meu carinho...

NAELA disse...

Carla teu texto esta extremamente bem escrito e descrito!
Agredeco por teres partilhado connosco esta dupla experiencia atraves de uma narrativa que consegue abrir a vontade de qualquer um para visitar um Pais com uma cultura interessante...
Welcome back;)
Beijo doce

Duarte disse...

Fizeste bem, só assim é possível dar uma visão que cative e informe, duma ilha com essas características.
Não conheço, mas fiquei a saber bastante mais com a tua exposição. Aquilo que chegou até mim, foi como agora, através de terceiras pessoas e de livros especializados

Gostei muito

Obrigado e reconhecido

Um grande abraço

Oliver Pickwick disse...

Excelente radiografia, cintilografia, ultra-sonografia de Cuba e seus contrastes. Demonstrou conhecimentos precisos da ilha.
De ahora en adelante, su nombre es Che Carla. ;)
Um beijo!

Ferreira-Pinto disse...

Eu tive tempo e paciência para ler o seu notável "post".
Uma análise lúcida e muito bem elaborada.

Aproveito para agradecer a visita ao espaço colectivo do cont(r)a corrente

Pena disse...

Linda Amiga: Um País de maravilhar.
Cativante nas suas palavras extraordinárias.
Médicos sensacionais. Uma educação invejável.
Li e reli, adorei!
Cuba: um centro fantástico de deslumbre!
Havana: Incrível urbanismo de doçura de gentes espectaculares e diversificadas.
Próximo destino meu: CUBA! Conseguiu contagiar-me, acredite?
Beijinhos de ternura e encanto.
Com respeito e estima grandiosas e agradecidas pelo que acabou de expressar.
Um nome a reter: CUBA!
Uma pessoa: VOCÊ!

pena

Carol disse...

Que saudades! Olha, nós é que temos que te agradecer o facto de nos ensinares tantas coisas e de nos dares o prazer de te ler!

Apesar do meu mano (Ferreira-Pinto) já ter agradecido a tua visita ao Cont(R)a Corrente, quero agradecer pessoalmente a tua visita e o comentário elogioso.

Beijinhos e bom regresso.

vero disse...

Tenho que visitar um dia!!!

Bem vinda minha amiga!!!


Beijinhos :)

pin gente disse...

olá, carla
sejas bem regressada.
gostei de seguir o teu texto. fiquei com vontade de conhecer cuba (ou parte dela). o texto não é extenso, é como tem que ser. li-o todo, com calma... e achei-o muito interessante.
um beijo
luísa

Agulheta disse...

Carla. Sê bem vinda a casa dos amigos que de ti gostam,o meu caso.
Adorei a forma explicada como dás a conhecer CUBA,pois tenho grande interesse conhecer,a minha paixão será as prais,a seus monomentos e música,e muito mais. O aparte será o reverso da medalha,do qual contas,pois como não gosto de ditaduras? fico a pensar no que disseste,obrigada.
Beijinho de amizade Lisa

São disse...

Cuba, eis um país que não tenciono visitar.
Bom regresso, Carla.

rosa dourada/ondina azul disse...

Gostei muito do texto que escreveste e até fiquei com vontade de visitar esse país, além Atlântico...


Bom regresso e um beijinho,

Amaral disse...

Carla
Passei para deixar um beijinho neste meu regresso de férias.
Jinho

ines disse...

Cuba??? k'inveja!

b&a

Maria disse...

Retornei a Cuba através de ti e deste post.
Mas a viagem que eu fiz foi ligeiramente diferente da tua: não organizada, nada de guias, nada de Varadero, mas, e SIM, Santiago de Cuba, e a Sierra Maestra.
Cuba vive dias difíceis, e mais difíceis de há uns anos a esta parte. Mas só o calor humano daquele povo, a alegria de viver, a boa disposição apesar de tudo, vale pela experiência ganha.
Não faria sentido, para mim, ir a Cuba e não visitar o Quartel Moncada, em Santiago, não ver a baía, não ir à Sierra Maestra e ver os esconderijos dos guerrilheiros. Fiz isso tudo. E ainda hoje sorrio quando me lembro de ter visitado uma escola infantil no último dia de aulas, em que houve festa, do esforço que os cubanos fazem para que haja escolas em cada 500 metros (dizem que as crianças não têm que se deslocar à Escola, a Escola é que tem de se deslocar às crianças), enfim, estaria qui a escrever um verdadeiro testamento, e não é esse o meu objectivo.
Dizer-te, Carla, que os "santiagueros" são muito diferentes dos "habaneros", e quando voltar a Cuba voltarei a Santiago, à Ilha da Juventude, enfim...
Dar só mais uma nota: perto de Havana existe a Finca Vigia, casa onde viveu Hemingway e que hoje está transformada em Museu. a não perder, assim como não se deve perder uma visita ao Museu da Revolução e assistir a um espectáculo do Ballet Nacional de Cuba...

Obrigada pelos momentos bons que me proporcionaste, Carla, neste meu regresso a Cuba através de ti.

Um beijo

Lata Mágica Recife disse...

Turning to a great news. Our work with cans of photography was recognized among the 200 best sites / blogs brazil Publisher of April.

Published new images of Recife as a way of commemoration.
Thanks to everyone who always gave us support and encouragement to our work copyright, because shooting with a can in this day and age is well documented that the eyes and lenses can see.

Willam & Odilene
Can Magic Recife

mdsol disse...

Pois Carla eu agradeço o "longo" post que li com muito gosto.
Que bom tê-la de volta!
:)

Fernando Rozano disse...

teu post, extraordinário, deu-me a convicção de que conhecer Cuba deve seu uma das minhas prioridades por tudo que representou e ainda representa e por seu povo. bem-vinda e feliz com o retorno. beijo, Carla.

JPD disse...

Olá Carla

Tenho a certeza que a tua viagem foi excelente. Se assim não tivesse sido como poderia ter sido escrito um texto tão elucidativo?
Belíssima edição.

Concordo em tudo o que descreveste não por ter feito uma viagem equivalente, mas apenas por leitura e relatos similares.

Pessoalmente não tenho muito bem esclarecido se a ameaça americana terá constituido uma séria contingência aos cubanos. Ao regime, em certa medida serviu para justificar a não abertura ao exterior e atrasar as possibilidades de evolução em todos os níveis.

Lentamente, a abertura está a ser feita. Presumo que o contacto com o turismo forçou o regime a isso após a retirada da "almofada" russa.

Bjs

Renato Oliveira disse...

Carla,

Com algum tempo e com alguma paciência vale a pena ler este post.

Parabéns e esperamos mais da tua bela escrita.

Beijinho,

Renato

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Carla.

Veio inspirada... :-)

Cuba deve ser um lugar bem interessante de se visitar.
Fico feliz que tenha aproveitado tão bem suas férias.
Belíssimas imagens.

E que bom que retornou. :-)

Boa quinta para você.

Beijos mil! :-)

SAM disse...

Carla,

Adorei o texto. Realmente confirma o que que sempre li e ouvi, já que não conheço. Mas venha para o Brasil! Somos um povo que embora tantas deficiências e carências , como disse Darcy Ribeiro, temos vocação para ser feliz!


Grande beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

gostei de ler o teu poste sobre Cuba.

beij

JOICE WORM disse...

Olá Carla,
Obrigada pela sua visita ao Pequeno Milagre. Neste momento, por incrível que pareça estou fazendo um estágio numa Agencia de Viagens, de forma que vendemos muitas passagens para Cuba. E a história que contou, já sabia por meio de pesquisas que fizemos em grupo na sala de aula do Curso de Agente de Viagens.
Há muitos clientes que gostam de ir aos lugares sabendo sua história e quanto mais soubermos, melhor. Lhe digo que, do que já sabia, acrescentei mais conhecimentos com o seu post.
Um abraço da Joice.

Vanessa. disse...

Eu acho Cuba fascinante :)

varal experimental disse...

DE VOLTA!!

MARAVILHA!

BJS

poetaeusou . . . disse...

*
carla
,
gosto imenso de Cuba,
mas penso que somos
simpáticos em excesso,
ao olhar a terra de fidel,
,
são urgentes mudanças,
não o regime, o povo
cubano saberá o que quer,
mas uns salpicos de modernidade,
é necessário . . .
,
nota:
quando passaste pelo meu poste,
não estava completo, obrigado,
,
conchinhas, deixo-te,
,
*

NM disse...

Muito obrigado pela descrição. A minha mãe foi a Cuba o ano passado e focou exactamente da mesma forma alguns pontos. Eu decidi-me pelo Mèxico e não tenho tanto assim para contar. Cuba e Jamaica será o próximo passo. Muito obrigado pelo post.NM.

Eduardo Aleixo disse...

Carla

Obrigado pelo excelente texto.
Conheço também Cuba e acho que fazes uma boa síntese.
Povo maravilhoso. Culto. Simpático. Bom sistema de saúde. De ensino. Etc. Mas país onde não existe liberade.
Onde se asseguram os mínimos ( tão pouco... para tantos anos de Revolução! )
É um país belo.
Mas para mim a Liberdade é coisa essencial.
Bom regresso de férias.
Beijo.
Eduardo

Fatyly disse...

Eu li com toda a atenção esta tua descrição sobre Cuba que coincide com as várias que já ouvi de "um país...um regime...várias contradições".
Como dizes foi e é um país que sofreu muito com o embargo económico, mas que ensinam ao mundo em termos de "educação", saúde e segurança".Também dizem ser um povo afável, pacato...mas não sei até quando permanecerá essa pacatez e a idolatração a Fidel a que muitos chamam pai, porque os meninos, hoje na casa dos 30/40 anos foram mandados para as guerrilhas no mundo e uma delas foi de Angola, numa postura muito aquém dos ideiais de Che Guevara, que os marcou profundamente nos seus 8/9/11 anitos.
Sinceramente tenho pena que todos ao serem bem formados não possam partir de Cuba para exercerem a sua profissão e terem uma vida melhor. OU melhor ainda, que Cuba mude de regime tão castrador.
Falar é fácil sobretudo quando se está do lado de fora!

Adorei e obrigado por este momento de leitura.

Beijos garota e um feliz regresso.

Rei da Lã disse...

É o teu testamento político?

;)

Gostei de ler.

Luciano disse...

Gostei muito do seu blog.
To passando pra te convidar a visitar o meu, e se gostar, será sempre bom receber vc por lá.
Ah, se não for pedir demais e se quiser me linkar em seu blog, vou gostar. Fica a seu critério.
Abraços
Luciano
PAPIROS DE ALEXANDRIA
http://papiros.zip.net

Carla disse...

Pinguim
Acho que, de facto, é um país a visitar...mas há tantas realidades em Cuba!
beijos

Carla disse...

Biazinha
...talvez porque hoje em dia esquerda de direita são também elas duas faces da mesma moeda...em suma quem dita as regras é o poder económico e esse adequa o poder político às suas necessidades.
beijos e obrigada

Carla disse...

Rey
felizmente as férias permitem essa renovação
beijos

Carla disse...

Rafeiro Perfumado
concordo inteiramente contigo...precisamente por isso é que, desta vez, optei pelo aluguer de um carro e pela incursão pelos outros lados da ilha...pela conversa (nem sempre fácil) com os cubanos, por forma a tentar superar o medo que eles t~em de falar
beijos

Carla disse...

Nuno
Cuba é fascinante, sem dúvida!
beijos

Carla disse...

ACP
ainda bem que conseguiste ler o texto e que te agradou
beijos

Carla disse...

Val Du
obrigada pela simpatia
beijos

Carla disse...

Rocket
"arqueologia política"...acho que tens toda a razão...aliás arqueologia é o que mais se pode fazer em Cuba!
ai os cayos...
beijos

sokitsym disse...

Cuba - O segredo de uma traição de Weyl. Um bom livro para ler, para quem deseje aprofundar o que de facto se passou.

O Sibarita disse...

Ei dona moça! kkk

Que porreta esse texto! Que não leu perdeu de conhecer um pouco mais de Cuba, acho que o dever de quem faz blog está extamente nisso de passar aos seus leitores essas experiências.

Não importa se o texto é grande ou não, nós precisamos acabar com esse medo de que ninguém lê tudo do que foi postado. Quem não lê perde de saber as coisas e falta com o respeito ao autor.

Não se ligue nisso não, nem tem porque pedi desculpas, porque infelizmente a maioria das pessoas não lêem, ainda, que seja mínimo o texto.

O que vejo são pessoas que passam nos blogs somente para dizer: "Gostei do seu blog" "Seu blog é bonito" "Passei aqui para desejar-lhe um ótimo final de semana" "Vim lhe agradecer a visita ao meu blog" e por ai vai... Acho isso de uma extupidez e falta de respeito retada!

Se é apenas para isso para que postar então?

Eu leio tudo e comento!

Parabéns pela postagem e com certeza ainda vou conhecer Cuba, faça fé!

Apesar de Tio Sam fazer sacanagem com o povo cubano, Cuba nos é fascinante!

bjs
O Sibarita

Carla disse...

Wind
ainda bem que gostaste
beijos

Carla disse...

Bandys
e espero que esse desejo se concretize
beijos

Carla disse...

Mundo azul
às vezes o brilho pode ser ilusório
beijos

Carla disse...

Naela
Cuba apresenta, de facto, uma cultura muito interessante, mas nem tudo é um mar de rosas neste país
beijos

Carla disse...

Duarte
a complexidade daquela ilha é uma coisa impressionante e justifica uma análise certamente mais aprofundada do que aquela que eu consigo realizar
beijos

Carla disse...

Oliver
pois Ché Carla...torna-me mais um mito...e eu sou apologista da realidade (sorrisos)
obrigada pelas palavras simpáticas
beijos

Carla disse...

Ferreira-Pinto
obrigada pela paciência para ler o texto
o contra-corrente foi-me apresentado pela Carol e gostei imenso de o descobrir
beijos

Carla disse...

Pena
obrigada pela amabilidade das suas palavras.
Cuba merece certamente uma visita aprofundada...mas espero não ter deixado a impressão de que aquele é um país sem nada a apontar-se.
O regime cubano está decadente, as pessoas começam a perder o sorriso rasgado que as caracterizava, a música já não é uma constante nas ruas...a revolta, embora controlada. O sentido da Revolução começa a esvaziar-se na memória dos mais jovens
beijos

Carla disse...

Carol
eu é que tenho de estar duplamente agradecida. Primeiro pela leitura do meu post, depois por me teres dado a conhecer o blog
beijos

Carla disse...

Vero
tens sim
obrigada
beijos

Mel disse...

Cuba... uma bela região, mas oprimida e sem liberdade de expressão. e essa realidade na minha opinião destrói os seus grandes feitos e a sua beleza.

beijo*

Carla disse...

Pin Gente
Cuba é tantas coisas juntas que dificilmente se consegue conhecer completamente, acho eu...mas acima de tudo o tempo e o sofrimento começam a retirar alguma amabilidade natural aos cubanos, o que é lamentável...mesmo assim vale uma visita, sem dúvida!
beijos

Carla disse...

Agulheta
...as ditaduras são sempre castradoras e esta não é diferente.
Deu muito ao povo cubano, mas esta teimosia em permanecer no passado está a atrasar consideravelmente o desenvolvimento daquele país e, infelizmente quem sofre na pele é o povo que dia-a-dia luta com dificuldades tremendas
beijos

Carla disse...

São
...neste momento posso dizer: "eis um país, a que não pretendo regressar"
beijos

Carla disse...

Rosa Dourada
...tem pontos positivos e negativos
beijos

Carla disse...

Amaral
parece que regressamos os dois
bom reinício
beijos

Carla disse...

Inês
...hummm chegará a tua vez, certamente
beijos

Carla disse...

Maria
alguns dos espaços que referiste também os vi.
Obrigada pelo teu comentário é extremamente valioso...Cuna vive dias difíceis e acredito que a mudança terá que acontecer, para que não se perca muito do que conseguiram ganhar
beijos e obrigada

Carla disse...

Lata Mágica do recife
beijos

Carla disse...

mdsol
e eu sinto-me bem por ter voltado e por encontrar pessoas que muito estimo apesar de não as conhecer pessoalmente
obrigada pela leitura
beijos

Carla disse...

Fernando Rozano
...principalmente pela magia do seu povo ( que infelizmente achei que se começa a degradar um pouco, na excessiva caça à gorjeta que se sente)
beijos e obrigada pelos votos de bom regresso

Carla disse...

JPD
Sinto-me tentada a concordar contigo quando dizes que "não tenho muito bem esclarecido se a ameaça americana terá constituido uma séria contingência aos cubanos. Ao regime, em certa medida serviu para justificar a não abertura ao exterior e atrasar as possibilidades de evolução em todos os níveis".
Se numa primeira fase o bloqueio poderá ter prejudicado Cuba, actualmente é um falso problema, pois como disse há países que o furam todos os dias, aliás ele só continua a funcionar em áreas que interessa a regime que exista.
"Lentamente, a abertura está a ser feita. Presumo que o contacto com o turismo forçou o regime a isso após a retirada da "almofada" russa".
Acredito que sem a retirada dessa almofada o país nunca teria sido aberto ao turismo, pois isso deu aos cubanos o conhecimento de uma nova realidade, que o Governo provavelmente não gostaria que tivesse acontecido...mas a entrada de divisas era fundamental para a sua sobrevivência e assim este foi o menor dos males.
Quanto à dita abertura ela caminha lenta...lentamente
beijos

Carla disse...

Reanto
obrigada pela paciência e disponibilidade de tempo
beijos

Carla disse...

Sorriso
...um pouco do que as férias me proporcionaram
beijos e obrigada

Carla disse...

Sam
...conheço o nordeste brasileiro. Gosto imenso, mas também aí nem tudo são rosas...um destes dias talvez fale da minha visita ao vosso belo país
beijos

Carla disse...

Piedade Araújo Sol
obrigada pela disponibilidade
beijos

Carla disse...

Joice
que bom que o meu pequeno "testamento" pode ter alguma valia
beijos e volte sempre

Carla disse...

Vanessa
...fascinante...e sofredora
beijos

Carla disse...

Varal experimental
obrigada pela simpatia
beijos

Carla disse...

poetaeusou
procurei não ser excessivamente simpática, até porque esta minha nova ida a Cuba ajudou-me a esclarecer inúmeras dúvidas.
Claro que as mudanças são indispensáveis...a começar pela liberdade e a acabar na modernidade, como tão bem dizes
beijos

Carla disse...

NM
uiiii o México é um viveiro de histórias...adorei ir lá
beijos

Carla disse...

Eduardo Aleixo
e em tão poucas palavras disseste tudo.
Sabes o que mais me incomodava...o medo que as pessoas tinham em falar sobre o que se passa em Cuba, o olhar assustado e em constante movimento, para verem se alguém os ouvia...impressiona vivamente
beijos

Carla disse...

Fatyly
como sempre uma análise perfeita a tua.
Acredito que esses jovens na casa dos 30 começam a sentir que o que têm é demasiado pouco face ao que poderião ter...quase todos reconhecem que a Revolução lhes deu muitohá 5 décadas atrás...agora começa a ser castradora e muito parca face aos seus sonhos...a revolta existe nessa geração que tem cultura, formação mas que não pode aspirar a mais.
Fidel ainda é visto como um herói, mas a sua morte (creio que breve) poderá não dar ao seu sucessor o benefício da dúvida.
No entanto amiga fiquei com a impressão de que a mudança em Cuba será demasiado lenta, por vários motivos. Primeiro porque a oposição tem pouca força e do estrangeiro o apoio será escasso (afinal o petróleo cubano é de muito difícil exploração e pouco compensatório em termos económicos).
Segundo porque após 50 anos de ditadura é difícil quebrar o marasmo
beijos

Carla disse...

rei da Lã
...pois estou a pensar candidatar-me e aproveitei para treinar antes de redigir o meu manifesto eleitora :)
obrigada
beijos

Justine disse...

Post que daria "pano para mangas", numa discussão amigável sobre ideias, ideais, ideologias por um lado, e informação por outro. Mas não aqui...Já estive em Cuba duas vezes e é um país admirável.Com erros? Com contradições? Claro, é de homens que estamos a falar...
Quem sabe nos encontramos em lugar mais propício a conversas destas??
Abraço

Carla disse...

Luciano
obrigada pela visita
claro que passarei por lá, com todo o prazer
beijos

Carla disse...

Sokitsym
obrigada pela informação. Vou ler certamente
beijos

Carla disse...

O Sibarita
obrigada pelo teu comentário, concordo inteiramente com ele...
quando comento é porque li, por isso os meus comentários são sempre sobre os posts que leio.
Falo na extensão pela falta de tempo que as pessoas têm actualmente, mas a verdade é que há coisas que não podem ser dita em meia dúzia de palavras.
Obrigada pela leitura e pelo comentários
beijos

Carla disse...

Mel
a liberdade é um bem precioso e a falta dela uma dor, para quem luta pela sua conquista
beijos

Carla disse...

Justine
concordo contigo em quase tudo...excepto numa coisa. Somos humanos...erramos, mas o que nos faz evoluir é a capacidade de reconhecermos esses erros e tentarmos modificá-los. De outra forma estagnamos e isso...é morrer um pouco, infelizmente é isso que eu acho que está a acontecer em Cuba. A perder-se muitas das "riquezas" deste país, por se ter parado no tempo
beijos e pode ser que um dia nos encontremos num espaço para discutir ideias...umna das coisas que mais gosto de fazer

Eduardo Aleixo disse...

Carla
Volto novamente. Só para dizer que nestas coisas - ou melhor, nestes países - faço - mas faço mesmo - uma distinção entre o povo, as pessoas, que não têm culpa nenhuma, e o regime, a classe política. Na china, que conheço bem, pois vivi nove anos em Macau, também há duas moedas. Uma para o povo. Outra para os turistas.
Não escrevo mais. Hoje a realidade é conhecida.
Parabéns pelo teu post. Bem escrito.
Também adorei o povo cubano.
Bj
EA

Carla disse...

Eduardi Aleixo
obrigada pela achega..e eu faço exactamente como tu. O povo é quem mais sofre, embora sem culpa
beijos

poeta_silente disse...

Carla.
Obrigada pela visita. Mas meu agradecimento é maior por poder ler teu post. Maravilhoso.
Infelizmente eu nunca saí aqui do Brasil. Nem dentro dele me aventurei muito. Várias razões me levam a isto.
Na realidade, é um sonho que ainda vou realizar: viajar.
Deus te abençoe, querida.
Bom retorno à vida normal.
Bjos
Miriam

Carla disse...

poeta-silente
viajar é uma coisa que adoro fazer...e isso não significa obrigatoriamente andar milhares de quilómetros, às vezes descobrimos coisas belas precisamente ao nosso lado, basta um olhar atento
beijos

Marinha de Allegue disse...

Carla, algún día irei a Cuba...
Gracias pola información.

Beijinhossss
;)

Carla disse...

Marina de Allegue
obrigada eu por teres conseguido ler um texto tão extenso...e numa língua que não a tua
beijos

disse...

Carla,
roubei uns minutos à esperar o almoço e li este teu ótimo relato sobre Cuba...País fascinante por sua história de contrastes e maravilhas como tão bem vc colocou...Adorei.
Seja bem vinda..beijos.

Carla disse...

Vi
obrigada pelos minutos que roubaste para me ofereceres...ainda bem que não foi tempo perdido.
Acreditas que tive saudades de todos...
beijos

Cadinho RoCo disse...

Não conheço Cuba, mas sei se um lugar bem diferente.
Cadinho RoCo

Carla disse...

Cadinho Roco
acredito que sim...deve haver imensos lugares diferentes
beijos

JOTA ENE ® disse...

Estive lá há 3 anos (Havana e Varadero) e havia tanta coisa a dizer. Hei-de lá voltar!

João da Silva disse...

O desalinho de suas palavras realinha meu pensamento. Eu preciso voltar ainda uma vez aqui, para ler com mais calma este texto.
Beijos!

Eli disse...

Algo aqui me fez lembrar uns tais subsídios para quem nada fez para o merecer denominados de "rendimento mínimo" e outros pormenores...

Não é país que me cative... por enquanto!...

:)

Marcelo Martins disse...

Que inveja de você =)
Sonho em conhecer Cuba e todas as suas dualidades.
Parece mesmo tratar-se de um país à deriva entre o sonho e a realidade.
Gostei da definição "um museu vivo", sempre vi Cuba dessa forma, com seus carros antigos, suas construções pitorescas e seu povo profundamente enraizado na sua cultura única.
No espírito aquela gente parece-se muito com os brasileiros, sofrem sorrindo e cantando...

Beijinhos

claras manhãs disse...

Olá Amiga

Voltaste e em grande!
Gostei muito da tua análise.
Post grande de mais, que se lê de um fôlego por a tua escrita ser magnífica, e pelo interesse que conseguiste provocar.
Um Belo post

Beijinho, minha querida

Maripa disse...

Bem vinda,querida Carla!

Não fui a Cuba (quem sabe se um dia irei...)mas li o seu post com muito gosto e acho que aprendi algumas coisas. Mas outras há que só se apreendem no contacto com as pessoas... estar "perto" é um modo excelente de sentir o viver,o pulsar de um povo.

Gostei muito do seu texto. Bem-haja.

Beijo carinhoso.

Gato Aurélio disse...

benvinda!!!
já havia saudades no virtual....
;O)

Multiolhares disse...

Não li o teu poste todo, na verdade é grande,
Mas esta bastante interessante, não tinha ideia de todas estas
Alterações , e os contrastes as dualidades existem em toda a parte
É um país que possivelmente agora vai ter outra abertura e poderá evoluir
Positivamente.
A outra parte onde falas dos locais a visitar, vai ficar para 2ª visita ao teu cantinho
Mas prometo que venho
beijinhos

Olhos de mel disse...

De fato, Carlinha! Muitos países, inclusive Brasil, com a extensão de terra fértil, que tem, pedras preciosas, petróleo e etc, tem a maioria dos habitantes, sem casa, sem comida, sem saúde pública. Houve um tempo, que Cuba chegou a ser discriminada pelo resto do mundo e ainda assim, não deixou de cuidar de sua população.
Parabéns pelo belo post! E muito bom vê-la de volta!
Bom fim de semana! Beijos

Marta disse...

Foram umas férias animadas e pela parte que me toca, obrigada pelo teu texto sobre a minha cidade, o Porto...
Obrigada pela visita e pelo comentário carinhoso....
Beijos e abraços
Marta

Carla disse...

Jota Ene
...imensa...basta um olhar minimamente atento
beijos

Carla disse...

João da Silva
volte sempre que quiser...será sempre bem vindo
beijos

Å®t Øf £övë disse...

Carla,
Pelo que li vejo que adoraste este teu regresso a Cuba, e que estudaste muito bem o país. Concordo inteiramente com a exposição que fazes daquilo que é Cuba, e deixa-me dizer-te que voltaste lá em boa altura, porque penso que é um país que está a mudar, e que irá passar por transformações muito profundas logo após a morte de Fidel. Depois disso esta Cuba que agora nos descreveste passará muito rapidamente a ser hitória, e renascerá uma nova Cuba.
Bjs.

Carla disse...

Eli
...percebo perfeitamente.
Cativam-me as gentes, o lugar propriamente dito...tudo o resto deixa-me um sabor amargo na boca
beijos

Carla disse...

Marcelo Martins
...acho que já sofreram mais cantando e dançando...agra sente-se muito amargura e alguma revolta...mesmo assim salsa e merengue continuam a marcar presença
beijos

Carla disse...

Claras Manhãs
obrigada por tão simpáticas palavras
beijos

Carla disse...

Maripa
o contacto permite-nos conhecer a realidade com os nossos olhos...e isso é fundamental
beijos

Carla disse...

Gato Aurélio
acredita que também senti imensas saudades...mas a Net em Cuba era um desespero para qualquer paciência
beijos

Carla disse...

Multiolhares
é extenso sim, mas foi mesmo o mais curto que consegui fazer
volta sempre
beijos

Carla disse...

Olhos de Mel
tens razão, por um lado, mas por outro há um factor muito importante a ter em conta...a falta de liberdade, a estagnação da evolução..e isso é frustrante para quem aí vive
beijos

Carla disse...

Marta
obrigada eu...gosto imenso de passar pelo teu cantinho
beijos

Ivan disse...

Abençoado seja esse blog que acabo de conhecer.
Foi uma experiência e tanto o tempo que aqui passei.
Mais eu diria (e até havia ensaiado), mas me perdi no tempo e, para mim, a hora está avançada agora.

Ana Martins disse...

Olá Carla,
um post interessante, longo mas com um tema que convida à leitura.
Cuba, um País que faz parte dos meus sonhos visitar, assim como a India e mais alguns, mas por agora são só sonhos... Um dia quem sabe, o tempo o dirá.
Gostei do post.

Beijinhos

lua prateada disse...

Outra cultura, outras formas de viver, conto brevemente lá ir também e não é uma desgraça não alcançar as estrelas,mas é uma desgraça não ter estrelas para alcançar...
Beijinho prateado com carinho e lindo fim de semana.

SOL

Dois Rios disse...

Texto longo? Pois nem percebi. Deletei-me do início ao fim com todas todas as suas informações.
Obrigada, Carla!

Beijo,
Inês

EternaApaixonada disse...

Carla, amiga
Só temos a agradecer a você pelo bem escrito post! Parabéns por nos revelar seu ponto de vista e suas fotos, compartilhando assim suas férias!
Seja novamente bem vinda à blogosfera!
Sua presença faz diferença!
Ótima sexta!
Obrigada pelas visitas e comentários!
Beijos

O AMOR DE DEUS TEM VÁRIAS TRILHAS disse...

Linda a sua escrita....parabéns.

Carla disse...

Art of Love
gostei de voltar a Cuba, mas vim de lá com um certo amargo na boca...optei por esta altura porque pensava exactamente como tu que com a morte do Fidel as coisas acabarial por mudar radicalmente.
Neste momento não sei se será exactamente assim. É certo que as pessoas não olham para Raúl Castro com a mesma veneração com que olhavam para Fidel, mas a verdade é que, como já referi atrás a oposição não está organizada nem tem apoios e externamente Cuba não é tão atractiva como o Iraque ou outro país com petróleo...por isso, acho que a mudança, a acontecer, será lenta
beijos

Carla disse...

Ivan
obrigada pela visita e pelas simpáticas palavras que deixaste.
Volta sempre
beijos

Carla disse...

Ana Martins
...a Índia também é um país que espero visitar um dia
beijos

Carla disse...

Lua Prateada
tens toda a razão
beijinhos

Carla disse...

Dois Rios
ainda bem...fico feliz
beijos

Carla disse...

Eterna apaixonada
obrigada eu por ter tido paciência para ler e pelas palavras agradáveis aqui deixadas
beijos

Carla disse...

O amor de Deus...
obrigada pela visita
beijos

Andreia do Flautim disse...

Gostava de visitar cuba!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Carla, bem-vinda, pelo belíssimo texto, tivestes umas belas férias... Bom fim de semana,
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

gaivota disse...

cuba, destino de sonho, com que ando a sonhar há anos,
há 12 anos estive quase dentro do avião, mas um problema de saúde da minha mãe impediu a viagem...
tenho andado por tantos e outros sítios, mais longínquos até, e cuba vai ficando...
obrigada pela descrição que vemao encontro de tantas que já ouvi, pelo meu marido, pela minha filha e alguns amigos,
um dia............ vou lá, certamente!
beijinhos

Francisco Castro disse...

Olá, gostei muito do seu blog e de sua abordagem.

Parabéns!

Um abraço

Vanessa. disse...

Obrigado pelas (sempre) queridas palavrinhas. *

Carla disse...

Fernanda
obrigada. Bom fim de semana também
beijos

Carla disse...

Gaivota
...vais certamente e assim poderás ficar com a tua visão daquela realidade
beijos

Carla disse...

Francisco Castro
obrigada
volte sempre
beijos

Carla disse...

Andreia
há tempo para tudo
beijos

Carla disse...

Vanessa
obrigada eu
beijos

heretico disse...

embora discordando num ponto ou outro da tua "análise", gostei muito da tua viagem a Cuba...

beijo

Carla disse...

Herético
é compreensível que assim seja, até porque mais do que uma análise, este é um trabalho de opinião, como tal carregado de subjectividade
obrigada pela leitura
beijos

O Árabe disse...

Belo texto! Eu não conhecço Cuba, mas a tua descrição encaixa-se perfeitamente na imagem que faço do país. :) Bom fim de semana.

Carla disse...

O árabe
obrigada
bom fim de semana
beijos

Nilson Barcelli disse...

Gostei de ler o teu ponto de vista acerca de Cuba.
Conseguiste um belíssimo texto, onde os pormenores e as explicações que vais dando fazem com que o leitor fique "agarrado" e compreenda muito bem as tuas conclusões.
Qualquer dia o "museu vivo" acaba e eu ainda não fui lá...

Beijinhos.

Carla disse...

Nilson
foi o que tentei fazer...explica`r o porquê daquele ser o meu pensamento
bom fim de semana
beijos

Delfim peixoto disse...

Vem numa dança

Cleo disse...

Carlinha, obrigada por assinar meu guestbook, amei.
Quanto ao teu texto-viagem, magnífico. Eu sempre paralizada por aqui talvez nunca conheça nada, mas adoro viajar através do que escrevem meus amigos, só assim vou conhecendo um pouco de tudo. E que bom, colocastes fotos, e tenho uma admiração por Cuba, o Brasil bem que poderia copiar o modelo de saúde e educação para todos, aqui não tem isso.
Obrigada por aceitar o selinho.
Beijos

Suzy disse...

Gostei do que vi, se quiseres passar no meu novo tasco tás à vontade ;)

http://devaneiosintimos.blogs.sapo.pt/

Beijos

Suzy

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Espero um dia poder visitar. Vc pode ir tranqüilamente apreciar o meu novo post no meu Blog, pois devido a problemas com essa joça desse computador, só fiz a crítica de um filme, mil vezes visto, que merece ser mil vezes visto de novo, e postei poemas. Conto com vc.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Filoxera disse...

Eu tive "paciência", neste caso, gosto, em ler tudo. Fez-me revisitar Cuba, onde já estive duas vezes.
Tal e qual o que aqui dizes.
O que fiz foi, em Varadero, trocar batons por artesanato. E, entretanto, davam-se dois dedos de conversa.
Aquela simpatia de povo e aquela música não nos deixam, é fabuloso.
Beijos.

xistosa - (josé torres) disse...

Tenho que começar com um pedido de desculpas a todos os amigos da CARLA.

Mas as palavras são para ela.

Cheguei e vi tantos comentários que nem me lembro se já cá estive.
Felizmente que há luar ... apesar da chuva que caiu durante todo a manhã.
Com receio de me repetir, e aborrecer algum visitante, mas só aqueles que não conecem Cuba, como eu.
"Conheço-a" escrita ...

O meu filho esteve lá e a minha filha de Turismo, ou algo parecido também.
Todos são unãnimes.
Cuba é um país pobre para a maioria da população.
mas Portugal o que é?

Têm um sistema de saúde, com qualidade, que todo o mundo reconhece.

Têm uma taxa de alfabetização elevadíssima e os formados com cursos superiores é uma enormidade.

Não, estão a pensar que é por favor ... ou pertencer a algum comité ...
Veja-se a cura de doenças que só eles fazem.
A nível cultural que têm.
Agora digam-me que foi imposto à força ...
O que fez , Fulgencio Batista, para além de transformar Cuba num bordel de americanos endinheirados?

A vida deixa sempre raízes.
Sei que não é um milagre de economia, asfixiada pelos americanos e pela pressão destes nos vizinhos, mas apesar da liberdade não ser livre, há, para quem os visita, um sorriso, uma cura, um lugar numa pequena faixa de areia e um mau relacionamento com os grandes do mundo, que tudo dominam, mas não subjugaram Fidel.

É isso que me anima ...
O resto são dizes ... digo ...
Um bom fim de semana, para quem está descansada por ter estado num quase paraíso.

Poemar disse...

Recentemente, uma amiga minha também visitou Cuba e teve impressões parecidas.

Beijos de mar!

Gerlane disse...

Que bom que aproveitaste bem as tuas férias.
Cuba é um país interessante, por tua sua história bem singular e valores.

Bom fim de semana!

Beijos!

Carlos disse...

Tens toda a razão é um País feito de dualidades e de terríveis paradoxos.
pena ter parado no tempo e o povo "encarcerado" e a liberdade condicionada.
Espero que essa beleza intrínseca se adorne das potencialidades do seu povo.
Obrigado por esta viagem interior .
É um dos destinos que sempre me fascinou.

Beijo

O AMOR DE DEUS TEM VÁRIAS TRILHAS disse...

CARLA

UM BOM AMANHÃ QUE TUDO EM SUA VIDA PRÓSPERE...PAZ DE CRISTO.
É O QUE NÓS DESEJAMOS.

jo ra tone disse...

Grande post, que nos dá a conhecer muito sobre este país que deve ser maravilhoso.
Se assim não fosse os seus inimigos, não tentriam destruí-lo.
Beijinho
Bom fim de semana.

jasmimdomeuquintal disse...

Olá Carla e até breve.
Um bj com aroma de jasmim

Carla disse...

Delfim Peixoto
Cuba é uma dança...o problema é que as melodias têm cambiantes que vão da dor à alegria
beijos

Carla disse...

Suzy
vou passar sim
beijos e obrigada

Carla disse...

Cleo
obrigada eu pela tua sempre simpática presença
Cuba tem alguma coisas que vale a pena copiar...outras lamentavelmente, não
beijos e bom fim de semana

Carla disse...

Renata
vou já descobrir
beijos

Carla disse...

Filoxera
a música e simpatia são. sem dúvida, duas mais-valias deste país
beijos

Carla disse...

Xistosa
...obrigada pelas palavras
...mas é um grande QUASE que falta a Cuba para ser um paraíso...apesar de tudo o de bom que possui e que não se pode escamotear
beijos e bom fim de semana

Carla disse...

poemar
acho que em muitos casos as opiniões são coincidentes com uma ou outra excepção
beijos

Carla disse...

Gerlane
...um país bastante sui generis, sem dúvida
beijos

Carla disse...

Carlos
esse também é o meu desejo...que o povo consiga "explodir" todo o seu potencial
beijos

Carla disse...

O amor de Deus
obrigada
retribuo os votos
beijos

Carla disse...

Jo ra tone
como digo no texto tem as duas faces de uma mesma moeda: a boa e a má

beijos

Carla disse...

Jasmimdomeuquintal
e que seja breve
beijos e bom fim de semana

JOY disse...

Olá Carla

Estive em Cuba á cerca de 3 anos e o que descreves neste teu texto é sem dúvida a imagem real de Cuba, gostaria de lá voltar, Havana será sempre encantadora.

Fica bem
Joy

Jorge P.G disse...

Neste extenso desfilar da história de Cuba, assim como de outras leituras que tenho feito, haverá que realçar que o sistema cubano, à semelhança de outros, tapa a cabeça e descobre os pés.

A juventude cubana não está TODA com a revolução, como pretendia fidel fazercrer nas suas intermináveis charlas com es estudantes que se prolongavam pela noite fora.
Éverdade que ainda hoje equipas de jovens se espalham pelo país para controlo das actividade dos gasolineiros e dos padeiros, em especial. Mas muitos outros passam avida a olhar pa ara América ali Em frente e sonham com as histórias que ouvem aos turistas.

Cuba terá necessariamente que se abrir à cobiça internacional, ou mais cedo do que tarde será palco de acções violentas de procura do poder.

Um abraço.
Jorge P.G.

Carla disse...

Joy
Havana tem um mistério e um encanto muito próprios
beijos

Carla disse...

Jorge PG
Acredito mesmo que a maioria da juventude não está com a revolução...como dizem muitos Miami é a palavra mágica para muitos deles...e a abertura do país ao turismo trouxe novos e mais dourados sonhos
beijos

mfc disse...

Foi magnífica esta tua apreciação sobre o actual estado daquela república das Antilhas.

Dias disse...

Buenas

Não me lembro de alguma vez ter lido um Post tão comprido... foi bom dissecar Cuba pelos teus sentidos, perdoa-me o clichet mas: gostei bastante do Post!

“dizer que se trata de um Museu Vivo. Em termos arquitectónicos, de património, do parque automóvel…e mesmo de ideias!”

“Das proezas conseguidas é de realçar ma quase nula taxa de analfabetismo”
(e é precisamente nesta frase que te encontro um erro :)

“Por falar em pesos essa é outra incongruência deste país…”

“Desta forma o sistema proporciona o básico, mas paralelamente a isso promove a pequena corrupção e o contrabando de produtos típicos como o rum e o “puros” cubanos e não incentiva à produtividade…”
(como em tantos outros países...)

“o regime deu muita coisa boa a Cuba, mas tem de evoluir…50 anos sem mudanças estagnou o país, impediu o crescimento e o aumento da produtividade, todos fazem o mínimo, porque sabem que recebem o mesmo independentemente do esforço. A par disso é revoltante saber que o regime luta contra a fuga de cubanos para Miami, mas recebe de braços abertos as suas «remessas» de divisas”.

“Para alguns este comodismo já faz parte da forma de vida, noutros sente-se uma revolta surda, mas quando os questionamos sobre o futuro…tanto para uns como para outros a apatia é geral e o encolher dos ombros o gesto mais comum.”
(...)

“é interessante ver como em Cuba se cultiva a imagem de ídolos como Ché Guevara, de Jose Marti e de outros guerrelheiros, mas a imagem de Fidel é preservada, de tal forma que quase me apetece fazer uma comparação com a igreja católica que representa os seus santos, mas nunca tem uma representação física de Deus.”

“Continuo a achar que estas incongruências fazem de Cuba um verdadeira “case study” em termos de estudo de política internacional…”

Beijo agradecido pelo trabalhão que tiveste por nós.

*

L.Reis disse...

Pelo texto que inspirou, dá para perceber que foram daquelas férias que o tempo não apagará da memória...

Carla disse...

mfc
obrigada
beijos

Carla disse...

Dias
muito obrigada pelo teu olhar e leitura atentos.
Também detectei a falta do U, mas já tinha comentários no post e preferi mantê-los...
foi apenas um olhar pessoal sobre uma realidade
beijos

Carla disse...

L.Reis
..basta querermos e conseguimos retirar sempre algo de positivo de todos os sítios por onde passamos
beijos

mateo disse...

Li e vivi... tudo. Tens esse condão de levar a ler-te.
Bem-vinda!
Beijo.

Carla disse...

Mateo
que bom...obrigada
beijos

Just me disse...

Cuba... irei lá, um dia ^^

Carla disse...

Just me
...e terás imensas coisas para descobrir
beijos

Gasolina disse...

Pois é: Cuba não é só puros e mentiritas.
É muito do que aqui escreves e, mesmo baseando-se na tua apreciação e olhar, resulta num trabalho jornalistico de muita qualidade e de tamanho qb. (Há algum tamanho standard para o que é bom???)
Acresce-me dizer que belissimos autores cubanos (alguns abençoados pelo regime, outros fugidos)têm por aí obra feita e é uma delicia lê-los.

Parabéns pela tua pena.
Viva pelo teu regresso a Cuba.

Um beijo pela tua volta e tão grande presente.

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Carla.

Passando para lhe desejar uma semana com harmonia.

Beijos mil! :-)

* . * . * . * . * . * .
.* . * (\ *** /) * . * .
.* . * ( \(_)/ ) * . * .
.* . * (_ /|\ _) * . * .
.* . * . /___\ . * .* .

Toninho Moura disse...

Torço para que Cuba sobreviva ao fim de Fidel Castro, e que, de alguma forma, se modernize para dar mais conforto aos seus habitantes; porém, ser perder a ternura jamais.
Braços e bom retorno!

Crisfonseca disse...

Olá Carla,
Li o teu texto em varias vezes,terminei hj, posso dizer a você que fez um ótimo texto, nos apresentou características imteressantes e importantes a respeito de Cuba. Pra mim Cuba é um lugar interessantísimo em vários aspectos,entre eles econômicos, sociais e políticos(dentro da geografia) sem falar no estudo do território. Obrigada pelo belo texto.
Beijos,
Cris

Carla disse...

Gasolina
...tens razão Cuba é de uma complexidade tal que se torna quase impossível passar para o papel a sua realidade...quanto aos escritores tens toda a razão há um mundo para descobrir nesta área
beijos e obrigada

Carla disse...

Sorriso
muito obrigada...desejo-te também um semana cheia de coisas boas
beijos

Carla disse...

Toninho Moura
não sei sinceramente se a morte de Fidel trará alguma mudança a Cuba, principalmente a curto prazo...acredito, no entanto, que lançará algumas sementes importantes...o tempo o dirá
beijos

Carla disse...

Cris
obrigada pela paciência e pelo comentário que considero bastante pertinente
beijos

Don Oleari disse...

Carla: seu texto foi mais longo? E daí? Mas, foi bem feito, realista. Concordo com o Sibrita, quando diz que não tem essa de postar algumas linhas, essas coisas. Afinal, você é uma observadora inteligente e você, creio, escreveu como um repórter atento, eficiente, fuçador, que soube repassar o que viu e registrou.
Tenho paixão pelos velhos músicos cubanos - reunidos e "ressucitados" no Buena Vista Social Club, de Win Wenders, depois de levado pelo guitarrista Ry Cooder lá. Me comove, por exemplo, saber que o maravilhoso poianista Ruben Gonzalez não tocava mais "porque não tinha um pino". Mas a lenda que rolava é que ele tivera uma doença nas mãos...
E o Ibrahim Ferrer? Ao ser descoberto pelo Ry Cooder, com a ajuda deicisiva do grande maestro e arranjador Juan Marco Gonzalez, Ibrahim não cantava mais - defendia um troco aqui e ali engraxando sapapos...
Bem, Carla, se for a Cuba hora dessas - quero ver se consigo - quero ter a sua competência para contar tudo. Abraço de um colega seu, que também viaja pensando em captar cada detalhe para retransmitir aos demais.
Voltarei a te visitar. Quando der, visite meu blogui também.
Beijo fraterno do seu irmão brasileiro, Oleari.

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 201   Mais recente› Mais recente»