quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Para ti



Quando a noite se rende
Às nossas carícias
E escondida entre os corpos
Quentes e suados
Se deita em nossos braços
Sôfrega...carente...ansiosa...
Há mãos que se cruzam
Na pele feita seda
E deixam rastos
De calor ardente…
Tempestades de paixão
Explodem nas paredes húmidas
Da penumbra do quarto.
Das carícias que se adivinham
Soltam-se gemidos
Surdos...
E...quando os gritos se calam
Na voraz ansiedade...
Deixo de ser prisioneira de mim
E percorro o caminho
que me leva até ti!


apesar de achar que o amor não deve ser prisioneiro dos dias… sejam felizes

102 comentários:

Libertino disse...

Olá,
adrei a foto e as palavras desalinhadas...

L u i s P e s t a n a disse...

Gemidos surdos:)

Carla disse...

Libertino
há beleza nos desalinhos

Carla disse...

Luís
têm o seu encanto

mjf disse...

Olá!
Vim agradecer e retribuir a tua visita simpática ao meu cantinho.
Gostei do que li.

Voltarei

Carla disse...

mjf
volta sempre que quiseres

Ana disse...

O amor não depende dos dias,mas os dias poderão depender do amor! Peço desculpa pela entrada no mundo das palavras em desalinho,mas foram estas que ajudaram a fazer com que as minhas se alinhassem e tomassem vida. Obrigado por um dia ter entrado na minha vida :)

Carla disse...

Ana
não sei quem és, nem de que forma contribuí para alinhar a tua vida e/ou as tuas palavras, mas se o fiz (ainda que de forma inconsciente) fico contente.

marta disse...

Olá Amiga


Lindo, erótico!

Gosto muito.

tens um desafio no Claras

Maria P. disse...

Que o amor viva (só hoje?!) em desalinho...


;)Beijinho*

GarçaReal disse...

Quando os corpos são abarcados pela noite e semtem o afago da madrugada...Esperam a hora do amor.

Bjgrande do lago

Carla disse...

Marta
obrigada
considero-me desafiada
beijos

Carla disse...

Maria P
que o amor viva...sempre (mesmo que em desalinho)

Carla disse...

Garça Real
essa é uma hora pela qual vale a pena esperar

wind disse...

Sensual e muito belo:)
Beijos

Carla disse...

wind
há momentos em que nos apetece soltar a sensualidade

Huckleberry Friend disse...

Porque não gosto do amor com dia marcado, também não vejo porque não se há-de amar num dia como este. Love is all you need!

Pena disse...

Simpática Amiga:
O narrar poeticamente doce e terno do acto de amor.
Uma forma pessoal de o conceber e descrever.
É linda a maneira como o faz numa entrega completa sem subterfúgios ou angústia de o expor.
Gostei de ler.
Voltarei mais vezes.
OBRIGADO pela visita efectuada e pelas palavras doces e ternas lá expressas. OBRIGADO!
Beijinhos amigos de pureza e enorme estima.
Com consideração e respeito

pena

Carla disse...

huckleberry
neste e em todos os outros em que a vontade surja

Carla disse...

pena
a angústia existe muitas vezes, mas é fundamental não nos deixarmos inundar por ela

Mario Rodrigues disse...

Amiguinha, obrigado pela visita.
Adorei o seu blog. Lindo poema.
Vou voltar sempre

Uma linda semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

Toze disse...

Sensualidade e encanto.
Tenhamos no Amor dias presos aos gestos, olhares, risos e toque de corpos... mas nunca de forma prisioneira !

:)

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Carla, exelente fotografia...Belo texto !
Gostei.
Beijo

Carla disse...

mário rodrigues
obrigada pelas palavras

Carla disse...

Tozé
tens razão sem liberdade o amor não tem asas para crescer e muito menos para voar

Rafeiro Perfumado disse...

Tua achas e eu tenho a certeza...

Beijoca e tem uma boa vida!

Carla disse...

rafeiro perfumado
então juntemos presunções e certezas e sejamos todos felizes...lol

vinte e dois disse...

Para mim, a felicidade passa pelo amor mas também por todos os momentos simples do nosso dia-à-dia ;)

Ana Mota disse...

Oh Doc,nem parece seu... Não sabe quem é a Ana? :)
Ana Mota

Carla disse...

22
gosto do teu número
e sim a felicidade alimenta-se de pequenas coisas

Carla disse...

Chana
é bom quando se recebem palavras como as tuas

Liz / Falando de tudo! disse...

Na tempestade de paixao deixo de ser prisioneira de mim...
Uau, que inspiraçao!!
Adorei, pode deixar aue volto sempre!
Vim te dizer um muito obrigada pela força que me deste no caso da doença de minha irma. Sempre que quiser apareça no meu cantinho

Carla disse...

Liz
de nada
e acredita que é nas tempestades que descobrimos forças que nem sabíamos que tinhamos

Nobre Vagabundo disse...

Jamais havia lindo algo sobre esse momento tão especial como o que encontrei escrito aqui.

E a figura de gemidos surdos, maravilhosa. Concordo com o Sr. Pestana.

Parabéns!

Capitão-Mor disse...

Adorei este erotismo subtil. Realmente não há pachorra para romantismo com datas marcadas!

Mario Rodrigues disse...

"Duas da manhã...
Uma cama, dois corpos... amantes...atraídos...
sem saber por onde te pegar, de tão pequenina és...
dois corpos amantes... desnudos...
um pequeno quarto, inundado de cheiro a sexo..."

Nem dos dias, nem dos momentos. Lindo poema.
Vou voltar muitas vezes.
Obrigado pela visita e pelo carinho.

Uma linda semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

Fatyly disse...

Um "Para ti" tão sensual, tão quentinho, tão cheio de tudo.
O amor entre dois seres é tão gratificante e só perdura no tempo se houver tantos "Para ti" em liberdade.

Parabéns poetisa!

Beijocas

fronteiras disse...

Obrigado pela preferência... o estranho sentido das minhas palavras reservam em si o ser estranho que sou, por ser a ser aquilo que nunca se sabe e porque a imprevisibilidade me toma de todo em todo a mundos que nada clarificam, o mundo das emoções, susceptível de inúmeras interpretações. Obrigado então pela visita.

Teresa disse...

um abraço, obrigada pelo regresso ao pedra e seja feliz também. gostei imenso do desalinho destas palavras.

até breve.

Nuno de Sousa disse...

Sensualidade numa boa foto e um belo poema, gostei amiga. Bjs

Oliver Pickwick disse...

O amor eleva e abate; aprisiona e liberta, como escreveste tão bem neste belo texto.
Beijos, querida amiga!

pin gente disse...

um jogo sem regras
o sabor da pele
um sabor a mel

as palavras são muitas
nas pernas e braços
nas mãos e nos dedos
nos lábios, segredos
nos olhos, verdades
nos corpos, vontades

e quando se mumura
quando se geme ou grita
já os prisioneiros, em liberdade
se esqueciam que alguma vez não foram livres


beijo

ivone disse...

e como se faz para ser feliz?

O Sentir dos sentidos disse...

Adorei seu poema de "noite rendida"...um erotismo elegante e sensual...e uma beleza de verso quando "Deixo de ser prisioneira de mim e percorro o caminho que me leva até ti!"

Muito lindo!

Obrigada por sua visita e volta sempre.....eu voltarei para fazer leitura dos seus poemas anteriores certo?

Beijo,

xistosa disse...

Em corpos suados ...

"Há mãos que se cruzam
Na pele feita seda
E deixam rastos
De calor ardente…"

São os trilhos, não paralelos, que conduzem ...

"E percorro o caminho
que me leva até ti!"

Rey disse...

Oi Carla. Gostei dos seus textos. Cada um deles têm um doce segredo, que está escondido em cada verso que se segue.

Estarei passando mais vezes.
Abraços

Lampejo disse...

Carla,

Quando ouso percorrer esse caminho...é porque algo do teu corpo ficou em mim.

São lindos teus versos(viu!)

Obrigada pela visita!


(a)braçose flores :)

BlackStar disse...

Não acho que as palavras andem desalinhadas por aqui! Bem pelo contrário! :)

Carla disse...

Nobre vagabundo
Obrigada pela visita.
A perfeição dos momentos somos nós que a construímos

Carla disse...

fronteiras
é um mundo estranho esse das emoções que nos povoa de inquietações a que nem sempre conseguimos responder

Carla disse...

Teresa
vamos sendo felizes às prestações (umas vezes mais, outras nem por isso). Obrigada pela vista a este desalinho

Carla disse...

Nuno de Sousa
há instantes assim, obrigada

Carla disse...

pin gente
que melhor sabor que "o sabor da pele"?

Carla disse...

ivone
quem de me dera saber, mas sem saber porquê doeu-me a tua pergunta!
Como já disse em cima vamos sendo felizes às pinguinhas...não acredito na felicidade plena, pelo menos a mim nunca me apareceu!

Carla disse...

Ana linda
claro que sei, mas apareces-me anónima e sem link para o teu espaço. Então já sabes desta minha inovação volta sempre, pois sabes que é com todo o gosto que te recebo aqui no meu cantinho.
Beijos

Carla disse...

capitão
...então estamos em sintonia

Carla disse...

Mário Rodrigues
que dizer quando em troca se recebem palavras tão intensas?

Carla disse...

Fatyly
sabes o que gosto em ti (para além de muitas outras coisas)?
é fundamentalmente a capacidade que tens de ler nas entrelinhas.
Obrigada por mais estas lindas palavras

Carla disse...

Oliver
é tudo e nada, o amor
leva-nos ao êxtase, mas também nos torna moribundos
...se não fosse tão intenso não seria nunca causa de tanta alegria e dor

Carla disse...

o sentir dos sentidos
volte sempre, a porta está completamente aberta e ainda bem que "esta noite rendida" foi do seu agrado

Carla disse...

xistosa
são os trilhos que conduzem, mas com o aval da nossa vontade

Carla disse...

Rey
sabe bem ir descobrindo os segredos e esperar pelos outros que vão surgindo.

Carla disse...

lampejo
há traços que a memória não consegue esquecer

Carla disse...

BlackStar
são desalinhos do pensamento, se calhar mais do que das palavras

htsousa disse...

Doces gritos sussurrados

Carla disse...

htsousa
os sussurros têm um encanto especial, pelo menos para mim

htsousa disse...

Sim, mas nem toda a gente sabe sussurrar.

Carla disse...

htsousa
pensando bem, tens razão, se calhar por isso é que os verdadeiros sussurros se tornam em arrepios

Gonçalo T. Almeida disse...

Sensual, é a única palavra de que me consigo lembrar depois de olhar para a foto e ler o texto. Relativamente à foto gostei da posição das pernas e da forma como a luz realça as cores dando-lhe algum glamour.

Carla disse...

Gonçalo T. Almeida
Obrigada

Kraak disse...

Subscrito. As estocadas da vida vamos aprendendo cada vez mais, apesar de pensarmos por demais absorvida. Precisamos das cidades, de novas cidades, para ouvirmos novos ruídos. :)

Parabéns!

Marta disse...

O amor deve estar sempre presente...perder, encontrar, entre gemidos, sussurros e desejos..
Lindo...
Obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Marta

Suave Toque disse...

Desejo de viver,
Desejo de querer,
Desejo de bem amar...
Como o perfume de uma flor e a suavidade de um beija-flor, desejo-te um feliz final de semana.
Beijos de carinho.

Carla disse...

Marta
nem sempre é fácil termos o amor presente, mas´que é sublime, lá isso é

Carla disse...

Kraak
ouvir novos ruídos é uma proposta tentadora, dependendo claro dos sons desses ruídos

Carla disse...

suave toque
obrigada e que os desejos nunca faltem

JOSÉ NEVES disse...

Ama-se sempre que se quer, não interessa a hora nem o dia...

Gostei muito da sensualidade, parabéns.

Um grande beijo

Carla disse...

José Neves
há na sensualidade uma outra forma de olhar a vida

Cleopatra disse...

Cada vez gosto mais dos teus desalinhos Carla!
O Amor é tudo isso...quanto mais desalinhado melhor...feito de certezas e incertezas...

Este teu post é todo ele erótico...sensual...apaixonado,romântico.As bases do amor estão lá todas!
ADOREI!

E que o Amor entre todos os dias na tua casa e na tua vida, tal como o sol.
Um beijinho
Cleo

fotógrafa disse...

Olá,boa noite.
Passando para conhecer este teu recanto e agradecer a passagem pelo meu.
Bom fds e abraço

JOY disse...

Olá Carla ,

Antes de mais queria-te agradecer a visita ao meu espaço,e gostaria de te dizer para apareceres mais vezes que és muito bem vinda,gostei muito do teu blog ,que merece uma visita mais demorada o que prometo fazer o mais breve possivel.

Fica bem
Joy

Anónimo disse...

Que beleza Carla.
A Si conheço-a através do claras e
da nossa maravilhosa Amiga Marta.

Um beijinho.

AnaMaria.

Carla disse...

Cleo
que se façam de amor os dias

Carla disse...

fotógrafa
bom fim-de-semana para ti também

Carla disse...

joy
volta sempre que quiseres

Carla disse...

Ana Maria
é com prazer que te recebo nos meus desalinhos.

Å®t Øf £övë disse...

Carla,
Se a vida é feita de momentos de forte alegria... aqui tens o "relato" de um desses momentos.
Bom domingo.
Bjs.

Lua de Sol disse...

Que o amor não seja prisioneiro dos dias e que nós não sejamos prisioneiras do amor, mas suas guardiãs:)

Lindo, sensual, sensível
E a foto tem o seu encanto!!!!

Beijinhos

Lua de Sol

Carla disse...

Art of love
que o teu domingo seja pleno e alegria

Kraak disse...

Novos, Carla! Só depois é que poderemos saber se os queremos ou não! :)

Mar Arável disse...

Palavras sensuais

obvimente desalinhadas

Carla disse...

Lua de sol
linda a tua imagem que nos torna guardiãs do amor...acrescento apenas e que sejamos também parte integrante desse mesmo amor
beijos

Carla disse...

Kraak
é o prazer da descoberta

Carla disse...

mar arável
e assim continuamos em permanente desalinho

shiuuuu disse...

Convido-a a aceitar o desafio do Shiuuuu.

Carla disse...

shiuuuu
depois passo pelo teu espaço para descobrir o desafio
obrigada pela visita

Esplanando disse...

Sempre gostei de meias de rede!

Carla disse...

esplanando
somos dois, lol

AJO disse...

Às vezes não é fácil, mas vale sempre a pena tentar...

Maria disse...

Mas é muito sensula, e muito bonito....
Adorei.
Beijo

Carla disse...

AJO
claro que sim, se não tentarmos fica sempre a sensação de que não fizémos tudo o que estava ao nosso alcance para encontrarmos os trilhos da felicidade

Carla disse...

Maria
obrigada