terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Trago no meu peito o mar em alvoroço


Trago no meu peito o mar em alvoroço
Tormentas e tempestades em explosão.
Não quero ser das ondas o destroço
Desgastada pela força da erosão!

Calo o medo deste presságio
Esculpido em letras de sangue
Escondo a dor deste naufrágio
Da imperfeição que me persegue!

Labirintos de sonhos por inventar
Nas letras de sangue deste poema triste.
Agarro as tuas mãos para me orientar
À ilha deserta para onde partiste.

Saudade derramada em espuma indecisa
Correm no rosto lágrimas salgadas.
Perde-se no tempo ventura imprecisa
Mãos carentes, não mais zangadas!

Marinheira eterna-solitária
Agreste vento por parceiro.
Amante nesta viagem involuntária
Ultrapasso por ti este febril aguaceiro!

Rendo-me à fúria que se instala
Entrego-me ao desespero da espera
Deserto de amor, sede que não fala
Adormece para sempre a altiva fera!

117 comentários:

wind disse...

Um poema ritmado, de dor, mas mesmo assim bonito:)
Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
furia instalada
amante ventoso
mar em alvoroço
de lágrimas sentidas
saudades esculpidas
em espera, cansada
,
conchinhas
,
*

Carla disse...

wind
a dor também tem o seu ritmo
beijinhos

Carla disse...

poetaeusou
a fúria das lágrimas sentidas é mais dorida

Maria P. disse...

"Amante nesta viagem involuntária"

...como são todas as viagens entre os amantes...

Beijos sem desalinho*

xistosa disse...

Que paixão mais reprimida!
Deixe-se vogar ao sabor das ondas ... mas não desespere pela espera.
Quando acordar, a altiva fera, descobrirá que foi só um pesadelo.

Troca Letras disse...

Preciso que me ajudem a escolher os melhore de sempre da Musica Portuguesa
Está todo aqui explicado.

Carla disse...

Maria P.
mesmo involuntárias as viagens entre os amantes têm outra ousadia
beijos

Carla disse...

Xistosa
Às vezes os pesadelos são precisos para que os sonhos sejam mais apreciados

Carla disse...

Troca Letras
depois passo para ver

KNOPPIX disse...

Vim retribuir a visita e descubro um blog em que as palavras ganham cores, cheiros, sentimentos e se tornam vivas pelas emoções que nos fazem sentir.

Voltarei mais vezes, porque o que li fez nascer em mim um desejo irresistível de o tornar um dos meus "portos seguros".

Beijinhos.

Carla disse...

Knoppix
grata pelas palavras e que este "porto seguro" não o desiluda

jo ra tone disse...

Carla
Poetisa,
Na rapida passagem vi uns trabalhos muito interessantes.

Na verdade este é um país de poetas

Ao menos valha-nos isso para afogar as mágoas.

Volto sempre
Obrigado pelo comentário

pin gente disse...

vou viajar nas águas revoltosas para com elas me afogar
deixar as minhas velas violentamente se rasgarem
à deriva andar enquantos os ventos não mudarem
sentir-me parte da revolta e da fúria do mar

vou naufragar porque é o meu destino
não luto contra as ondas que me afundam
deixar morrer o meu amor que elas inundam
entre as vagas alteradas que espelham desatino

Domingos Calafate disse...

A esta dança de palavras soltas, que inebriam os sentidos de quem tem o privilégio de as guardar no interior da alma, deixo um poema de um dos melhores poetas portugueses, este também infelizmente esquecido: José Carlos Ary dos Santos..

"Fecham-se os dedos donde corre a esperança,
Toldam-se os olhos donde corre a vida.
Porquê esperar, porquê, se não se alcança
Mais do que a angústia que nos é devida?

Antes aproveitar a nossa herança
De intenções e palavras proibidas.
Antes rirmos do anjo, cuja lança
Nos expulsa da terra prometida.

Antes sofrer a raiva e o sarcasmo,
Antes o olhar que peca, a mão que rouba,
O gesto que estrangula, a voz que grita.

Antes viver do que morrer no pasmo
Do nada que nos surge e nos devora,
Do monstro que inventámos e nos fita."

Espero que goste..

Beijocas

Carla disse...

jo ra tone
...afogar as mágoas em rimas...uma propostas interessante.
Obrigada

Carla disse...

pin gente
"vou naufragar porque é o meu destino"
o destino somos nós que o tecemos e naufragar...não!
belas as tuas palavras

Quando o Fogo e o Gelo se encontram disse...

profundo... mt profundo....
bjs

Carla disse...

Domingos
palavras de um poeta que me "tolda" a emoção, ou não fosse um dos meus poetas portugueses preferidos...aquele que criou "Cavalo à solta"-o poema/canção que adoro!
Obrigada

Carla disse...

quando o fogo...
a profundidade do alvoroço

Maria P. disse...

Excelente frase para (apenas para) mail (que desconheço)...

Bjos*

Carla disse...

Maria P.
variam consoante os dias, o humor e a temperatura...ainda bem que gostaste
beijos

Luis Eme disse...

E que mar, trazes no peito, Carla...

abraço

Carla disse...

Luís Eme
o mar é parte de mim

O renascer da Fenix disse...

Nunca te cales, nunca te percas, nunca te rendas ou entregues... alimenta a fera que está em ti e grita, segue um rumo, luta e vence...

Uma Grande Chama para ti... beijos

Pena disse...

Simpática Amiga:
Como pode ser o seu sentimento triste decorado por tanta beleza nas palavras lindas expressas com encanto e delicia?
Uma busca, uma entrega, uma sensata e deslumbrante atitude feita nas ondas do mar de "marinheira" doce e terna.
Solitária? Nunca! E, se fosse?
O convívio com a solidão não se manifesta desta forma tão pura e sensata de ansiar e desejar alguém ou algo de fascínio e maravilha.
Pensa e sente com ternura e sensatez. Uma brilhante sobriedade num carácter invulgar e lindo.
Parabéns sinceros. Que lindo e magnífico versejar! Encanatam as palavras que comportam uma mensagem que quer e deseja transmitir de forma discreta, mas adoravelmente sentida e profunda.
Gostei muito de ler.
Beijinhos amigos que respeitam.
Com muita estima e imensa consideração

pena

marta disse...

Querinha

«Trago no meu peito o mar em alvoroço
Tormentas e tempestades em explosão.
Não quero ser das ondas o destroço
Desgastada pela força da erosão!»


esta uma outra faceta de mim, tal e qual.


beijinho

Capitão-Mor disse...

Revejo-me totalmente nestas belas palavras que aqui escreveste. Mais uma vez foste brilhante.

Noivo disse...

será que a fera fica mesmo adormecida?

Lua de Sol disse...

O mar é assim... Imenso... Uma aventura... Um desejo... Vida...Nele podemos mergulhar, nadar, boiar à deriva... Ou podemos simplesmente observá-lo como se o quiséssemos abraçar....

Há mar e mar...
Há ir e amar...

Muito muito bonito!

Beijinhos

Alba disse...

Conseguimos respirar a tua inquietação dorida...Muito belo, este poema.

Cleopatra disse...

Há quem diga que a Dor e o Amor são as lanternas encantadas que iluminham a nossa vida!

Tens um desafio para ti no Páginas!:)
Beijinho grande
Cleo

Maria disse...

É deste teu mar alvoroçado (que também é o meu) que eu gosto.... marinheira....

Beijo

Carla disse...

Pena
obrigada por tão doces palavras.
nem a tristeza nem a solidão são uma constante...há sempre uma onda que nos transporta para uma ilha distante, onde sonhar é possível.
um bom dia

Carla disse...

Marta
que bom que entendeste e que te consegues rever nestas palavras
beijos

Carla disse...

Noivo
tens razão, nunca a fera pode ficar totalmente adormecida!

Carla disse...

Alba
Inquietação...esta é mesmo a palavra-chave
beijos

Carla disse...

o renascer da Fénix
lutar e vencer...são marcas indeléveis de qualquer fera
beijos

Carla disse...

capitão
há espelhos onde os sentimentos se misturam e nos tocam a todos...é bom quando as pessoas entendem as minhas desalinhadas palavras
beijos

Carla disse...

Lua de sol
há mar e amar...para mim mar é mesmo sinónimo de amar
beijos

Carla disse...

Cleo
são lanternas que nos dão a luz da vida...no fundo precisamos de equilíbrio entre os dois sentimentos.
Vou já passar pelo "Pàginas" para ver o desafio que me deixaste
beijos para ti e para o teu imperador

Carla disse...

Maria
...marinheira, é mesmo assim que eu me sinto, e sem medo de águas em alvoroço.
beijos

Meg disse...

Carla,

Eu sei que parecem palavras de circunstância. Mas depois de ler este teu poema fiquei admirada com o que li, e pensei se estava a ler um post ou um livro de poesia. Porque penso quequem escreve assim devia "ser obrigada a publicar".

Para te dizer só QUE GOSTEI.
Voltarei para ler o que deves ter escrito "para trás"

Um abraço

Carla disse...

Meg
obrigada pelas tuas palavras

um Ar de disse...

Olá Carla,

Retribuo e visita e devo dizer que as palavras que li nada têm de desalinhadas.

Talvez pela falta do traçado das linhas, onde pousariam?

Pois pousam na mesma e muito bem pousadas.

Obrigada.

Carla disse...

Um ar de
obrigada

impulsos disse...

Um poema forte como fortes são as emoções que o ditaram e os teus dedos escreveram!

Muito bom, mesmo!!

Beijo

Carla disse...

impulsos
as emoções são um dos alimentos da vida
obrigada

JOY disse...

Olá Carla,

Passei para lêr este bonito poema.

Joy

GarçaReal disse...

Belo o teu poema.
Sente-se teu coração em alvoroço tentando agarrar algo que está distante.

Bjgrande do lago

Carla disse...

Joy
boas leituras

Carla disse...

GarçaReal
é mesmo esse o alvoroço de que falo
beijos desalinhados

gaivota disse...

a falares do mar assim, com toda essa força, inspiração profunda de quem sabe e pode falar com o mar!
sejemos então marinheiras e agarremos esse poderoso dom que nos envolve em cada onda!
força companheira!
beijinhos

Carla disse...

gaivota
não é difícil falar com o mar. Ele está sempre lá para nos ouvir e acolher o sal das nossas lágrimas. É um companheiro fiél
beijos

fcsr disse...

obrigada pela visita !! gostei muito do teu cantinho e deste poema tb!!!lindo ...

beijokas

multiolhares disse...

nunca te entregues ao desespero
isso não

beijinhos
luna

hfm disse...

Ritmo e poesis.

Lampejos disse...

Carla,

Teu texto-estilhaço grito essencial eco carregado no vento até...chegar à beira do abismo e plantar uma flor de açucena para acalmar o atropelo das pedras do deserto.

Às vezes temos que esquecer quantos degraus tem a escada que assume o passo das dores desesperadas que seguem doendo sem pausa.

(a)braços e flores :)

Mar Arável disse...

Alinho no teu desalinho

no meu mar desgrenhado

Apareça mais vezes

fotógrafa disse...

Por aqui passei...e gostei!!!
abrigada pela visita
abraço

Amante da Vida disse...

Depois de tanto elogio e comentário pouco mais há a dizer. Adorei e vou continuar a passar por aqui.

Beijos

Carla disse...

fcsr
obrigada pela visita

Carla disse...

luna
o desespero vence-se com sorrisos...são mais inquitações
obrigada

Carla disse...

mar arável
em desalinhos descobrimos que o mar entoa baladas encantadas...
apareço certamente

Carla disse...

hfm
com ritmo e poesia se pintam os dias

Carla disse...

lampejos
às vezes é mesmo preciso esquecer a dor, para conquistar aquilo que desejamos
beijos

Carla disse...

fotógrafa
obrigada
pela visita

Carla disse...

amante da vida
obrigada e volta sempre

O das Caldas disse...

O mar dá e tira.è riquesa e desgraça.Mas gosto especialmente do teu poder de sintese!
Beijinhos das Caldas

Carla disse...

O das Caldas
de facto, o mar é de uma diversidade infindável
obrigada e bom dia

Incongruente disse...

E quando a fúria se cala e a alma mais embala, pensamos como as coisas só têm a importâncias que se lhes dá. Poema de garra. Belo!

Carla disse...

Incongruente
estás coberto de razão, somos n´so que damos o grau de importância que as coisas têm para nós
obrigada pela visita
volta sempre

Olhos de mel disse...

Oie lindinha! As tormentas fazem parte da vida, infelizmente! O mais importante é não se deixar levar. Não se entregue, é complicado, mas tem que levantar. Por trás desses belos versos uma tristeza enorme. Você é importante!
Fique com Deus!
Beijos

Carla disse...

olhos de mel
o tempo ensina-nos a sobreviver às tormentas...e a desafiar as tristezas
beijos e obrigada pela visita

Anónimo disse...

Carla

Muito giro e com bastantes comentarios
assim vale a pena elaborar o proprio blogue

Beijinho

AnaMaria

Carla disse...

AnaMaria
ainda bem que gostaste.
Para quando o teu espaço?

Sonho & Sedução disse...

Amor...
Emoção...
Sonhos...
Sentimentos...
Gostei do que li... Voltarei mais vezes
Obrigada pela visita no Sensualidades em Letras... te convido a conhecer meu outro cantinho... Sonho & Sedução

BEIJO COM CARINHO

Meg disse...

Carla

Bom fim de semana
e um abraço

Carla disse...

Sonho & Sedução
obrigada pela visita e passarei por lá certamente
bom fim de semana

Carla disse...

Meg
Bom fim de semana para ti também

Suave Toque disse...

Adormeci, sonhei...
Um anjo me acompanhava...
Eum suas mãos segurava.
Nada me feria...
Nem mesmo o fim do dia,
Onde o sol se escondia...
Trazendo a noite fria...
Em teus braços me aquecia,
O cheiro da noite no ar...
A brisa de além mar.
O anjo me despertou...
A noite findou...
Acordei do meu sonhar.
O anjo se foi...
Sou criança...sou mulher
Por querer somente amar.

Um feliz final de semana,
Beijos de carinho.
Elcia Belluci

Paula Raposo disse...

Gostei muito das tuas quadras...beijos.

Carla disse...

Suave Toque
criança...mulher: as nossas duas faces
beijos e bom fim de semana

Carla disse...

Paula Raposo
obrigada
bom fim de semana

fotógrafa disse...

...e eu trago no meu peito um mar de emoção ao ler tudo o que por aqui está escrito...
passando também para desejar um bom fds
abraço

efeneto disse...

Queria ter sido um príncipe
Desencantado de alguém
Queria uma paixão passageira
Um amor delinquente
A total desilusão do depois.
Queria ser o sonho frustrado
O homem errado
Queria não ser o alguém que conquista
Pela palavra bonita.
Queria apenas que o seu fim-de-semana
Fosse aquilo que sonha ser.

Um beijo de amizade.

efeneto disse...

Queria ter sido um príncipe
Desencantado de alguém
Queria uma paixão passageira
Um amor delinquente
A total desilusão do depois.
Queria ser o sonho frustrado
O homem errado
Queria não ser o alguém que conquista
Pela palavra bonita.
Queria apenas que o seu fim-de-semana
Fosse aquilo que sonha ser.

Um beijo de amizade.

T S disse...

OI amiga
esta muito lindo...espero que tragas no peito outras emocoes para compartilhar...
te convido para o novo espaco,Lusitana ilusao,onde comparto com os meus amigos,em portugues...
adoraria que vc pudesse la estar!
um bjo
voltarei
ts

Maria P. disse...

Bom fim-de-semana.
Beijinho*

Rubens da Cunha disse...

obrigado pela visita ao Casa de Paragens. Gostei desse teu poema com ares de clássico.

abraços

Bloguemate disse...

Um verdadeiro desassosego com a força de um mar...vou voltar para ficar mais vezes desalinhado com as tuas palavras.

Fatyly disse...

Por vezes é necessário mergulharmos na espiral de sentimentos controversos para delinearmos melhor o que de facto merece a pena ser valorizado/amado/sentido no dia-a-dia que passa tão rápido.

Um belissimo poema! Parabéns

Beijos

Rui Caetano disse...

O mar, simplesmente, o mar é uma tentação, uma verdadeira paixão.

Kok disse...

GOSTEI IMENSO DO QUE LI.
Só posso estar de parabéns por ter por aqui passado.
Concerteza que voltei a visitar-te.
Inté!!!

TINTA PERMANENTE disse...

Às vezes tenho a desmedida ambição de querer ter o mar dentro de mim. Como se fosse um búzio!
Belo poema!

abraços!

ivone disse...

tantas ondas

marés

águas vivas

e tu ainda aí?

Mario Rodrigues disse...

Lindo poema, entrelaçado entre o mar e o amor. Adorei, ou nao fosse eu homem do mar.

Uma linda semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

JOSÉ NEVES disse...

Sem dúvida um excelente jogo com as palavras.

Gostei, parabéns.

Beijos.

Carla disse...

efeneto
lindas as tuas palavras...também queria tudo o que tu queres (versão feminina), não te importas, pois não?
beijos e boa semana

Carla disse...

Maria P
Obrigada amiga
e uma semana cheia de coisas boas
beijinhos

Carla disse...

Rubens da Cunha
fico contente por teres gostado
volta sempre

Carla disse...

ts
as emoções multiplicam-se com os dias. Certamente que passarei por lá, obrigada

Carla disse...

Blogmate
o desassossego é uma constante, assim como os desalinhos do pensamento...se gostas volta que serás sempre benvindo

Carla disse...

Fatyly
quase sempre encontro nas tuas palavras respostas às minhas interrogações. Obrigada por isso

Carla disse...

Rui Caetano
faço minhas as tuas palavras...o mar é, sem dúvida, uma paixão!

Carla disse...

KOK
e eu de parabéns por te ter como visitante.

Carla disse...

tinta permanente
deixa-me roubar a tua imagem...de facto, às vezes, sinto-me como um búzio, onde se esconde o som e a brisa do mar!

Carla disse...

Ivone
mantenho-me a flutuar em constante diálogo com o mar
boa semana

Carla disse...

Mário Rodrigues
e eu sou um mulher que não consegue viver sem o mar.
Obrigada pelas palavras

Carla disse...

José Neves
jogo de palavras e de sentimentos

AJO disse...

São mesmo lindas estas palavras...
BJS e boa semana. Até já.

Carla disse...

AJO
beijos e até já

Klatuu o embuçado disse...

Clássico, mas bem elaborado.

Carla disse...

klatuu
obrigada

estrelanomar disse...

Olá!

Quero agora lhe dizer
Que vi o seu cantinho
Gostei de ler e ver
Está muito bonitinho!

Lindo!

Beijos de mar

Carla disse...

estrela no mar
ainda bem que veio e que gostou...parece que o mar é uma paixão comum
beijinhos

Anónimo disse...

Thanks :)
--
http://www.miriadafilms.ru/ приобрести фильмы
для сайта palavrasemdesalinho.blogspot.com